Saiba aqui mais detalhes sobre o Vestibular da Unicamp 2019.

A Unicamp confirma nesta última sexta-feira, dia 27 de abril, que o período para as inscrições serão de 1º a 31 de agosto e as datas das provas serão: a primeira fase está marcada no dia 18 de novembro e a segunda está para os dias 13 e 15 do mês de janeiro.

As inscrições serão feitas online por meio de formulários.

Serão oferecidas uma média de 3,3 mil vagas em mais de 70 cursos diferentes, distribuídas nas cidades de Campinas, Piracicaba e Limeira. O valor a pagar referente a taxa de inscrição ainda não foi divulgado, provavelmente será divulgado no próximo edital, que sairá no dia 7 do mês de junho, informa a comissão que está organizando todo o processo seletivo a Comvest.

A instituição está oferecendo pela primeira vez as cotas étnico-raciais, além de outras mudanças visando a elevação da inclusão social, uma das mudanças serão as vagas pelo Enem, além de criar pela primeira vez um vestibular indígena contendo vagas extras para aqueles que se destacaram em olimpíadas em todo território nacional.

As Inscrições para aqueles que usarão as notas do Enem será de 15/10 a 14/11/2018.

Aqueles que usarão o desempenho de olimpíadas científicas terá suas inscrições de 21/11/2018 a 10/1/2019.

E o Vestibular Indígena terá as inscrições de 15/8 a 14/9/2018.

E as provas serão aplicadas no dia 02/12/2018.

A comissão que aplicará a prova divulgou que o formato da aplicação da prova será o mesmo do ano passado, sem nenhuma novidade ou mudança.

Sendo que a 1ª fase será composta com 90 questões, sendo de múltipla escolha, contendo as disciplinas de português e literatura, matemática, geografia, história, filosofia, sociologia, física, biologia, química e inglês. A duração da prova é de cinco horas.

A segunda fase será em janeiro e terá quatro horas, sendo dia 13/01 a Redação e as provas de língua portuguesa e também literaturas com língua portuguesa, dia 14/01 as de Matemática, história e geografia, dia 15/01 as de Física, de ciências biológicas e a prova de química

As avaliações contendo habilidades específicas provavelmente serão aplicadas entre 21 e 25 do mês de janeiro, exceto os cursos de música, que neste caso serão divididas em duas outras etapas, a primeira nos dias 10 a 17 do mês de setembro ainda neste ano e a segunda provavelmente nos dias 14 e 15 do mês de outubro.

Para pedir de isenção de taxa de inscrição o prazo estará aberto até o prazo máximo de 21 de maio. E serão feitos atravás do site da Comvest, enviando assim os documentos exigidos através do edital. Independente da categoria que são baixa renda, funcionário da Universidade e cursos de licenciatura noturna. E os pré-requisitos exigidos pela Unicamp são: cursar o ensino médio em escola pública e ser residente no estado de São Paulo.

Serão oferecidas cerca de 6,6 mil isenções para a primeira modalidade e 100 para a segunda, sendo que para a terceira o número será ilimitado. A lista com os contemplados terá sua divulgação no dia 23 de julho.

Essa é sua grande oportunidade de poder ingressar em uma das maiores e melhores Universidades no Brasil, seu diploma é reconhecido internacionalmente sem contar que seus cursos são almejados por alunos de todo território brasileiro.

Se você faz parte dos pré-requisitos para ganhar a isenção da taxa de inscrição, não perca nenhum detalhe do edital e corra para tentar concorrer a essa vaga, afinal, essa pode ser sua grande chance de estudar em uma das melhores instituição de ensino de todo mundo.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Instituição altera o prazo de inscrições para a seleção.

A divulgação foi feita na quarta-feira (27) pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), que houve alteração na data para fazer inscrições para o vestibular 2017. As inscrições para ter acesso as provas da Unicamp poderão ser feitas a partir do dia 8 de agosto e continuam até o dia 1 de setembro, sendo que devem ser realizadas unicamente através da internet, acessando o site da Comissão Permanente de Vestibulares (Comvest): www.comvest.unicamp.br.

Em data anterior, a Unicamp havia divulgado que as inscrições para o exame começariam no dia 1º de agosto. De acordo com a universidade, o adiamento da data por uma semana tem um único motivo, ‘questões logísticas’, mas não deu maiores detalhes.

A direção da Unicamp explicou que as demais datas do vestibular continuarão valendo. No dia 20 de novembro deve acontecer a primeira fase das provas, já a segunda fase acontecerá nos dias 15, 16, e 17 de janeiro de 2017. A primeira lista com o nome dos aprovados estará disponível no dia 13 de fevereiro. A matrícula não presencial pode ser efetuada nos dias 14 e 15 de fevereiro.

Antes da 1ª fase serão aplicadas provas específicas para quem se candidatou ao curso de música (de 2 a 9 de setembro-etapa I). E para os candidatos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais e Dança, que vão fazer provas específicas, as provas serão aplicadas nos dias 23 a 26 de janeiro de 2017.

Taxa de Inscrição:

Para se inscrever no vestibular da Unicamp o valor da taxa é de R$ 160 e poderá ser efetuada até dia 2 de setembro. A Unicamp alerta que não há mais tempo para pedir isenção da taxa de matrícula, que foi encerrada dia 23 de maio.

Manual do Candidato:

A partir do momento da inscrição o candidato já poderá consultar o ‘Manual do Candidato’ e a ‘Revista do Vestibulando’, através da página eletrônica da Comvest. O kit do vestibulando, como é chamado, vem munido de todas as orientações que o aluno precisa consultar durante o processo de inscrição, aplicação das provas e todas etapas do certame.

Calendário do Vestibular Unicamp 2017:

  • Inscrições: De 08/08 a 01/09/2016
  • Data do Pagamento da Taxa de Inscrição: De 08/08 a 02/09/2016
  • Provas de Habilidades Específica de Música – Etapa I: De 2 a 09/09/2016 e Etapa II: De 9 a 10/10/2016
  • 1ª Fase: 20/11/2016
  • 2ª Fase: 15,16 e 17/01/2017
  • Prova de Habilidades Específicas: Vai de 23 a 26/01/2017
  • Lista da 1ª Chamada: 13/02/2017
  • Matrícula não Presencial: 14 e 15/02/2017

Por Ruth Galvão


Cursos da USP, Unesp e Unicamp conseguiram entrar na lista dos 50 Melhores Cursos Superiores em suas respectivas áreas.

Mais um excelente motivo para nos orgulharmos dos feitos acadêmicos do nosso país. Dez cursos superiores brasileiros estão incluídos entre os 50 melhores de suas respectivas áreas em todo o mundo. A conquista verde-amarela foi revelada por um estudo elaborado pela Quacquarelli Symonds (QS). A empresa de origem britânica faz este levantamento com periodicidade anual.

Como foi feito o estudo:

Para identificar os melhores cursos universitários do planeta, foram feitas as seguintes consultas, em relação a 42 campos de conhecimento: análise de 113 milhões de citações bibliográficas e de 28,5 milhões de trabalhos científicos. Além disso, foram ouvidos 44.426 empregadores e 76.798 acadêmicos. O resultado deste cruzamento de dados aponta que o Sudeste do Brasil ainda tem mais motivos extras para comemorar. É que no país, as universidades públicas paulistas são as únicas que fazem parte deste ranking de excelência.

Os dez cursos de maior excelência:

Quer conhecer quem são os nossas representantes nesta lista intelectual de ponta? Pois bem, a Universidade de São Paulo (USP) foi a que conquistou os mais significativos resultados. Ela garantiu a presença de seis faculdades entre os 50 melhores do mundo. Os cursos selecionados e suas respectivas posições são os seguintes: Odontologia ficou em 9º lugar; Agronomia alcançou o 26º; Antropologia garantiu o 34º; Engenharia de Minas se destacou em 36º; Arquitetura foi consagrada como 37º; e Veterinária foi avaliada em 38º.

Os cursos de Odontologia (em 20º) e Agronomia (em 31º) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), juntamente com os de Odontologia (em 25º) e Veterinária (em 46º) da Universidade Estadual Paulista (Unesp) fecham a participação brasileira com chave-de-ouro na lista dos melhores do mundo.

Comparando resultados:

Há quem considere que o resultado de 2016 não seja assim tão bom. A justificativa é que em 2015 o Brasil havia garantido a presença de 14 cursos entre os 50 melhores de cada ramo do conhecimento. Há que se relativizar esta interpretação e levar em consideração o atual contexto socioeconômico e educacional do país. Com poucos recursos, incentivos e baixo investimento governamental, a conquista dos cursos das nossas universidades só confirma a extraordinária potencialidade acadêmica dos nossos pesquisadores: com ou sem dinheiro; em greve ou fora dela; com ou sem bolsas de estudos; o nosso país ainda consegue produzir conhecimentos de excelência.

Por Erica Cristina Gomes


Se você prestou o vestibular Unicamp no último domingo (23/11), já pode saber o quão bem foi. Isso porque a Comvest (Comissão permanente para os vestibulares da Unicamp) divulgou o gabarito oficial com as questões da prova da primeira fase.

A prova foi aplicada para 70. 947 candidatos em 21 cidades diferentes, 20 delas no estado de São Paulo (o teste também foi aplicado em Brasília), eles concorrem a 3.320 vagas em 70 cursos diferentes. A lista para os candidatos que alcançarem a segunda fase será divulgada no dia 15 de dezembro.

Como foi a primeira fase?

Foi uma prova geral, com 90 questões e cada uma com 4 alternativas diferentes. Na prova foram testados os conhecimentos de matemática, química, física, biologia, história, geografia, língua português, literatura de língua portuguesa e inglês, além de questões interdisciplinares.

Como será a segunda fase?

As provas serão realizadas nos dias 11,12 e 13 de janeiro de 2015. Para quem for prestar provas de habilidades específicas para os cursos de Artes Cênicas, Dança, Arquitetura e Urbanismo e Artes Visuais terá entre 19 e 22 de janeiro para se preparar, todas elas serão realizadas em Campinas. Essa etapa terá questões discursivas, além de uma prova de redação. O número mínimo de convocados será três vezes o número de vagas que o curso oferece.

A Comvest também disponibilizou em seu site uma pesquisa para os candidatos da primeira fase, o intuito é saber como os vestibulandos encararam as mudanças na prova, principalmente a mudança da redação da primeira para a segunda fase. A pesquisa é anônima e não tem nenhum vínculo com a prova realizada, para responder à pesquisa basta preencher os campos com seu número de inscrição e senha. O instituto ressalta que conhecendo a opinião de quem realizou a prova, pode melhorar o Vestibular.

O gabarito da prova você confere clicando aqui.

Por Tom Vitor de Freitas


Quem está acostumado com vestibular sabe: a Unicamp é um vestibular diferenciado. Até o ano passado a diferença com os vestibulares tradicionais era gritante, ao invés da típica prova de múltipla escolha tínhamos aproximadamente 50 questões de múltipla escolha, com dificuldade baixa, e mais duas redações a serem escritas pelos candidatos. Não obstante, as redações fugiam completamente aos padrões esperados nos vestibulares. A Unicamp abria mão das típicas e batidas dissertações em prol de gêneros diferentes e criativos, que requeriam um conhecimento profundo pelo candidato dos gêneros textuais de grande variabilidade. Pela primeira vez em muito tempo a Universidade de Campinas parece querer se aproximar dos outros vestibulares mais tradicionais com mudanças que vão vigorar já no vestibular deste ano.

A primeira fase, completamente incomum descrita anteriormente agora foi substituída. O que ocorrerá será a típica prova de conhecimentos gerais, múltipla escolha, com 90 questões das matérias do ensino médio (Português, Literatura, Matemática, História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Física, Química, Inglês e outras questões interdisciplinares que requerem mais cuidado em sua resolução). As duas redações da primeira fase foram excluídas, o candidato agora só terá que escrever durante a segunda fase da prova, que será realizada em três dias sendo que no primeiro dia haverá a redação, provas escritas de português e literatura; no segundo dia provas escritas de matemática história e geografia e no terceiro dia provas escritas de física, química e biologia. Um sistema muito parecido de avaliação é utilizado no vestibular da USP.

Tais alterações foram decididas em abril durante reunião na sede da Fuvest com os responsáveis pelos vestibulares da USP, Unesp, Unicamp, Unifesp, ITA, FAMERP, Mackenzie, PUC-SP e PUC- Campinas. Essa decisão aponta para uma tentativa de deixar mais unificados os vestibulares no estado de São Paulo.

A primeira fase será realizada no dia 23/11/2014 e a segunda fase será realizada nos dias 11, 12 e 13 de janeiro de 2015.

Por Nosf


A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) abriu as inscrições para o vestibular de 2015. A Unicamp é considerada uma das melhores e mais concorridas universidades estaduais do país. O último vestibular em 2014 obteve 73.818 inscritos, superando a média de 2013, que atingiu 67.403, gerando expectativas para o número de participantes de 2015.

As inscrições são feitas unicamente no site da Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (COMVEST) http://www.comvest.unicamp.br – até as 20 horas do dia 11 de setembro. A taxa de inscrição é de R$ 140,00. São 3.320 vagas disponíveis em 70 cursos diferentes.

Serão beneficiados 4.566 candidatos este ano com a isenção do pagamento da taxa de inscrição, ultrapassando o número do ano passado quando foram privilegiados 4.002 participantes.

As provas são divididas em duas fases. A primeira fase acontecerá no dia 23 de novembro de 2014, já a segunda fase será realizada nos dias 11,12 e 13 de janeiro de 2015.

Vale uma atenção para os candidatos do curso de Música que terão provas de habilidades específicas antecedendo a primeira fase, entre os dias 25 e 29 de setembro de 2014. As provas de habilidades específicas dos demais cursos acontecerão entre 19 a 22 de janeiro de 2015.

O vestibular de 2015 apresentará mudanças. A prova de redação passará a ser aplicada na segunda fase e a primeira fase passa a constar 90 questões de múltipla escolha (Língua Portuguesa, Literaturas de Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Física, Química, Biologia, Inglês, além de questões interdisciplinares).

A duração da prova da primeira fase manterá o seu tempo (5 horas), já a segunda fase acontecerá em 3 dias seguidos, com 4 horas para cada dia:

1º dia – prova de redação (2 textos de gêneros diversos) – a redação passará a valer 20% da nota final; prova de Língua Portuguesa e Literatura de Língua Portuguesa;
2º dia – prova de matemática, história e geografia;
3º dia – prova de física, química e biologia;

O vestibular será aplicado em 20 municípios, incluindo quatro novas cidades: Mogi das Cruzes, Guarulhos, Presidente Prudente e São João da Boa Vista.

Por Michelle de Oliveira


Um dos vestibulares mais esperados do ano, que é o da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) terá uma novidade no próximo certame, o número de questões da prova foi aumentado e o próximo vestibular contará com 90 questões de múltipla escolha e não mais 48 perguntas, como era nos outros anos. Outra mudança encontra-se na redação, haja vista que agora não ocorrerá mais na primeira fase, e sim na segunda.

Essas modificações foram realizadas pela Comissão Permanente para o Vestibular (Comvest) da Unicamp, a qual também divulgou o próximo calendário das provas. A primeira etapa do vestibular está prevista para ocorrer no dia 23 de novembro e a segunda etapa ocorrerá entre os dias 11 e 13 de janeiro. Todavia, a prova de redação será aplicada no primeiro dia da segunda fase.

Os candidatos interessados em participar do vestibular deverão ficar atentos para não perderem o prazo e efetuar a inscrição entre os dias 11 de agosto e 11 de setembro. Os participantes que optaram pelos cursos da área de música deverão realizar prova de habilidade específica entre os dias 25 a 29 de setembro. A primeira chamada para matrícula presencial dos vestibulandos aprovados ocorrerá no dia 6 de fevereiro do próximo ano e o início das aulas está previsto para ocorrer no dia 25 de fevereiro.

Com essas modificações o candidato já pode notar que deverá ter um preparo psicológico maior a fim de conseguir ser aprovado. Porém, isso não é o bastante, pois ele terá de conseguir administrar o tempo de prova para que consiga resolver as 90 questões dentro do tempo estipulado pela Comissão que elabora as provas. Entre as melhores formas de estudo está a resolução de várias questões, bem como de simulados e o treino de redações. O fato de esta última ter sido transferida para a segunda fase conta como um fator positivo. 

Por Luciana Viturino


A Universidade Estadual de Campinas – Unicamp divulgou recentemente o calendário referente ao vestibular 2015. De acordo com o cronograma apresentado a primeira fase do exame está prevista para acontecer no dia 23 de novembro de 2014. Quanto à segunda, a informação é de ocorrerá nos dias 11, 12 e 13 de janeiro de 2015. 

Outro detalhe importante é que a comissão responsável pela organização dessa seleção anunciou duas mudanças para os testes deste ano. No caso, a redação passará para a segunda fase enquanto que a primeira será composta por um teste de 90 questões.

O período de inscrições para este vestibular será iniciado no dia 11 de agosto de 2014 e permanecerá em aberto até o dia 11 de setembro de 2014.

Em 2013 o vestibular realizado pela Comvest – Comissão Permanente para os Vestibulares; efetuou a seleção de candidatos para 69 cursos oferecidos pela Unicamp e dois oferecidos pela Famerp – Faculdade pública de Medicina de São José do Rio Preto.

Vale ressaltar aos estudantes interessados em participar que já antes da primeira fase, os candidatos concorrentes para os cursos de música deverão passar por provas de habilidades específicas. Os exames estão previstos para acontecerem entre os dias 25 e 29 de setembro deste ano.

Já para os demais cursos oferecidos como o de artes visuais e dança, artes cênicas e arquitetura e urbanismo as provas para comprovação de habilidades específicas deverão acontecer no período entre os dias 19 e 22 de janeiro de 2015.

As novidades para o vestibular 2015 da Unicamp dizem respeito a ordem de realização de determinadas fases. Como citado, a prova de redação ocorrerá na segunda fase. Nos anos anteriores a prova de redação vinha sendo cobrada na primeira etapa. Outro detalhe é que a primeira fase agora contará com 90 questões de múltipla escolha e não 48 questões como antigamente.

Para saber mais sobre este vestibular, novidades e abertura das inscrições clique aqui.

Por Denisson Soares


Os candidatos às vagas na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) já podem ficar tranquilos, pois a instituição divulgou a lista dos convocados na segunda chamada do Vestibular 2014/1.

Foram chamados os estudantes que efetuaram a matrícula virtual nos dias 4 e 5 de fevereiro. O próximo passo é realizar o registro presencial, na próxima segunda-feira, dia 17. O candidato deverá ir ao campus para o qual foi chamado, portando uma foto 3×4 recente junto com os originais e cópias dos seguintes documentos: certificado de conclusão do ensino médio, histórico escolar do ensino médio, certidão de nascimento ou casamento, documento de identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF), título de eleitor (para brasileiros maiores de 18 anos) e certificado de reservista (para homens maiores de 18 anos). Para os concorrentes à Famerp, é necessário duas fotos 3×4.

Os estudantes que forem selecionados nas duas primeiras chamadas e que realizaram sua matrícula deverão confirmá-la no dia 20 de fevereiro, mesmo dia de início das aulas. Já os candidatos que ainda não foram chamados na segunda lista e que não tenham sido eliminados por nota zero poderão declarar interesse pelas vagas entre os dias 21 e 24 de fevereiro, através da internet.

O número de inscritos no Vestibular 2014 da Unicamp, segundo a Comissão Permanente para o Vestibular (Comvest), atingiu o recorde. Ao todo, 73.816 candidatos concorreram às vagas, sendo que em 2013 foram realizadas 67.403 inscrições, 10% a menos que no último processo seletivo. Os candidatos de 2014 concorreram a 3.460 vagas, distribuídas em 69 cursos.

O curso mais concorrido foi o de Medicina, como ocorre todos os anos, com 15.989 candidatos, resultando em aproximadamente 145,4 inscritos por vaga. O segundo lugar dentre os cursos mais concorridos da Unicamp foi ocupado pelo curso de Arquitetura e Urbanismo, com 104,5 candidatos por vaga, seguido de Medicina na Famerp, com 74,5 candidatos por vaga. Engenharia Civil e Engenharia Química também foram muito disputados, com 51,8 e 46,9 candidatos por vaga, respectivamente.

Para conferir a lista dos aprovados na segunda chamada, clique aqui.

Por Mariany Bittencourt


A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) já está com as inscrições abertas para o seu tradicional vestibular. A seleção será realizada pela COMVEST (Comissão Permanente para os Vestibulares). A data limite para se cadastrar é o dia 13 de Setembro de 2013 e a taxa de inscrição tem valor de R$ 140.

A instituição estará oferecendo 3.460 vagas em 69 cursos da própria Unicamp, além de dois cursos na Famerp (Faculdade Pública de Medicina e Enfermagem de São José do Rio Preto), todos para o ano de 2014.

O vestibular se dará basicamente por duas fases, sendo que a primeira se realizará no dia 10 de Novembro e a segunda nos dias 12, 13 e 14 de Janeiro.

Uma novidade em relação ao ano passado é que desta vez o bônus oferecido por meio do Paais (Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social) valerá o dobro. Logo, estudantes que tenham cursado todo o ensino médio em escolas públicas poderão receber 60 pontos a mais na sua nota final. 

Para mais informações sobre o vestibular, acesse o site www.comvest.unicamp.br.

Por Raquel Maciel


A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) informou que irá dobrar a bonificação para alunos que fizeram o ensino médio em escola pública e para os candidatos declarados negros, pardos ou índios. Assim o Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (Paais), criado como alternativa à política de cotas, estará completo.

O Conselho Universitário aprovou a mudança de 30 para 60 pontos para os alunos de escolas públicas e de 10 para 20 para os auto declarados negros, pardos ou índios. Dessa forma, pretende-se chegar a 40% de alunos provenientes de escola pública já no próximo vestibular. Em 2012, 32% dos alunos da instituição vieram de escolas públicas.

É esperado pelo Conselho Universitário que 50% dos alunos da instituição sejam oriundos de escolas públicas.  É válido ressaltar que mesmo os alunos que ingressaram na Unicamp se deram tão bem quanto os alunos de escolas particulares. O percentual é o esperado não só pelo governo federal quanto o estadual.

O Conselho também pretende ampliar o Profis (Programa de Formação Interdisciplinar Superior). Um programa alternativo ao vestibular que é realizado ao longo dos últimos anos do ensino médio.

Por Robson Quirino de Moraes


Nesta semana, a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) lançou seu novo Portal e-Unicamp, que contém vídeo-aulas para serem assistidas gratuitamente pelos internautas.

O site www.ggte.unicamp.br divide seu conteúdo em quatro áreas principais: EXATAS, CIÊNCIAS HUMANAS, ARTES e BIOLÓGICAS. Embora ainda possua um material limitado, o site já é um grande passo por parte da universidade para distribuir seu conteúdo a todos que não conseguiram ingressar em seus cursos.

A distribuição de conteúdo livremente em portais da internet foi evidenciada por Salman Khan, importante educador americano que criou a Academia Khan, onde ele cria vídeos para ensinar matérias da escola. Essa é uma tendência das maiores universidades do mundo, como por exemplo, Harvard, MIT, Yale e Stanford, que possuem cursos hospedados em sites como Coursera, EDX e Academic Earth. Nos sites é possível assistir aulas, responder exercícios e até trocar informações com “colegas de classe”.

Alguns especialistas comparam essas iniciativas com a impressão de Gutenberg, considerada a invenção mais importante da era moderna, que possibilitou a disseminação da aprendizagem em massa. Isso porque cada pessoa que possua um celular, um notebook, um computador ou um tablet, pode usufruir desses benefícios. Vivemos o verdadeiro tempo de democratização do ensino utilizando a tecnologia!

Por BCC


A Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) responsável pela organização do vestibular da USP, divulgou que o Conselho de Graduação da Universidade não alterou a lista de leituras obrigatórias para o vestibular 2014 em relação aos exigidos no último ano.

As obras podem ser cobradas na prova de vestibular por meio de análises, interpretações, conhecimento dos clímax da história, relação com algum acontecimento histórico, entre outros.

As mesmas obras serão cobradas pelo processo seletivo da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Segue a relação de obras:

A leitura completa das obras é imprescindível para o bom rendimento da prova.

Por Marina Totina de Almeida Lara


Conforme divulgado pela própria instituição, o curso mais procurado na Universidade de Campinas é Medicina, com 127,3 candidatos por vaga.

De acordo com a COMVEST, a comissão responsável pelo vestibular da instituição campineira, este é o quarto ano consecutivo em que cresce o número de candidatos inscritos na disputa por uma das 3.444 vagas da universidade, que estão distribuídas em seus 68 cursos.

Arquitetura e Urbanismo, além de diversos ramos da Engenharia também configuram entre os dez  mais procurados pelos estudantes, seguidos por Comunicação Social com habilitação em Midiologia.

Com mais de 67 mil pessoas no páreo, o perfil dos estudantes tem mudado, pois o índice de alunos que chegam à Insituição oriundos de escolas públicas subiu 17% em relação ao ano de 2012, número que repercute proporcionalmente em todos seus cursos.

Enquanto Medicina cresce na relação candidatos por vaga, outras opções como Gestão em Agronegócio e Tecnologia em Controle Ambiental, registram a maior queda na preferência dos vestibulandos.

Para 2013, será oferecida uma opção a mais: é o novo curso de Sistemas de Informação em período integral, que já em seu primeiro vestibular está com 6 candidatos por vaga, quando serão oferecidas 45 no total.

Mais informações podem ser obtidas acessando o site www.comvest.unicamp.br.

Por Stefania Cardoso


Foi divulgado nesta última quinta-feira (31) o cronograma das vagas remanescentes para 2013 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Podem participar do processo de seleção, os estudantes que já estão regularmente matriculados em algum curso superior da Unicamp ou de outra universidade e profissionais com ensino superior completo em outra área de graduação.

Os candidatos serão avaliados através de prova de conhecimentos, avaliação de compatibilidade curricular e teste específico.

Também haverá a prova prática de habilidades para os candidatos aos cursos de música, dança, artes visuais, artes cênicas e arquitetura e urbanismo.

A prova de conhecimentos será realizada no dia 23 de setembro.

Em seguida, na análise curricular, serão chamados um total de candidatos que é correspondente a três vezes o número de vagas do curso pretendido.

A documentação para esta etapa deve ser entregue entre os dias 3 e 9 de outubro.

A terceira etapa será aplicada entre os dias 10 e 15 de dezembro.

O resultado com a lista de aprovados será divulgado no dia 18 de janeiro de 2013.

O número de vagas disponibilizadas em cada curso será divulgado depois do início da inscrição do processo seletivo.

Já a inscrição deve ser feita pelo site www.comvest.unicamp.br, entre os dias 20 e 30 de agosto.

Fonte: Unicamp

Por Matheus Camargo

 


A Unicamp já abriu o prazo de inscrições para o pedido de isenção da taxa de inscrição do vestibular 2013.

Podem requerer o benefício, candidatos que se enquadrem em um dos três programas da universidade: renda individual de até R$700, servidores da Unicamp/Funcamp ou candidatos a cursos noturnos de licenciatura (em Pedagogia, Matemática, Química/Física, Letras, Física e Ciências Biológicas).

Vale observar que cada modalidade tem um limite de isenção a ser distribuído, sendo ele de 6.640 na primeira categoria, de 100 na segunda e ilimitado na terceira.

Além disso, o candidato à isenção também deve ter cursado o ensino fundamental (a partir do 5º ano) e o ensino médio totalmente na rede pública de ensino, ser morador do estado de São Paulo e ter terminado ou concluir o 3º ano do ensino médio ainda em 2012.

A faculdade informará os beneficiados com a isenção no dia 17 de agosto.

A inscrição para o vestibular 2013 da Unicamp deve ser feita pelo site www.comvest.unicamp.br, entre os dias 20 de agosto e 14 de setembro.

As provas da primeira fase serão aplicadas no dia 11 de novembro.

A segunda etapa será feita entre os dias 13 e 15  e as habilidades específicas acontecerão de 21 a 24 de janeiro.

O resultado será divulgado no dia 4 de fevereiro.

A isenção da taxa de inscrição deve ser pedida pelo mesmo site de inscrição, até o dia 31 de maio.

Por Matheus Camargo


A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) vai realizar um processo seletivo para o preenchimento de 556 vagas remanescentes do vestibular anterior, distribuídas entre 56 cursos, que serão disputadas através de processo de transferência.

Podem participar os candidatos que já concluíram curso superior e os estudantes da própria Unicamp ou de outras instituições, matriculados atualmente em cursos de graduação, que sejam diferentes daquele pretendido.

A seleção contará com três etapas. A primeira, marcada para o dia 25 de setembro, envolve prova de conhecimentos gerais, com 40 questões de múltipla escolha, sobre as disciplinas estudadas no ensino médio. Os aprovados passam para a fase de Análise de Compatibilidade do Currículo, na qual é preciso entregar uma série de documentos à Diretoria Acadêmica da instituição, entre os dias 4 e 10 de outubro.

Em seguida, serão realizadas as provas específicas de conhecimento, de 12 a 17 de dezembro, para quem foi selecionado na etapa anterior. Haverá também a prova de habilidades específicas, para os cursos que exigirem.

As inscrições podem ser feitas no site www.comvest.unicamp.br, até o dia 2 de setembro. A taxa custa R$ 100, e não será cobrada dos alunos da Unicamp. Os demais podem pedir a redução de 50% deste valor.

Por André Gonçalves


O calendário do vestibular nacional de 2012 da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) já foi divulgado pela organizadora do processo, a Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp).

De acordo com o mesmo, o período de inscrições será de 22 de agosto a 23 de setembro de 2011, e estas deverão ser realizadas exclusivamente via internet, através do site www.comvest.unicamp.br.

O processo seletivo é realizado em duas fases, sendo que a primeira está agendada para o dia 13 de novembro de 2011 e a segunda para os dias 15, 16 e 17 de janeiro de 2012.

A divulgação da lista dos convocados em primeira chamada está marcada para o dia 06 de fevereiro de 2012 e a matrícula destes será realizada no dia 09 do mesmo mês.

Este vestibular seleciona candidatos para composição das vagas disponíveis nos cursos oferecidos pela Unicamp e pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp).

Por Elizabeth Preático


De acordo com a Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp), as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) serão utilizadas no vestibular de 2012, desde que o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) as divulgue até o dia 15 de janeiro de 2012.

Como as provas do ENEM 2011 serão realizadas durante o mês de outubro deste ano, as notas deste exame não serão incorporadas no cálculo do resultado da primeira fase do vestibular da Unicamp.

De qualquer forma, o candidato poderá optar pela utilização ou não da nota obtida no ENEM, desde que esta venha a melhorar o seu desempenho no processo seletivo. Se as notas do ENEM 2011 estiverem disponibilizadas até o dia 15 de janeiro do próximo ano, estas serão utilizadas para formação da nota da primeira fase como ocorreu em edições anteriores, com a diferença de que, desta vez, a incorporação ocorrerá apenas na realização do cálculo da nota final.

Por Elizabeth Preático


O pedido para a isenção da taxa do vestibular da Unicamp 2012 já está sendo aceito pela Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp – a Comvest. Há três modalidades para a isenção. A primeira é para concorrentes que são provenientes de famílias de baixa renda (até R$ 600); a segunda é para funcionários da Unicamp e da Funcamp; além para os estudantes que efetuarem a inscrição para cursos de licenciatura no período da noite.

Para requerer o pedido, é necessário ter concluído o nível fundamental e médio em modo integral em instituições públicas, ter a conclusão do nível médio em 2011, ou conclui-lo este ano, além residir no Estado de São Paulo.

A oferta é de mais de 6 mil isenções distribuídas entre as modalidades citadas. Para realizar o seu pedido, acesse o site – comvest.unicamp.br – até a data de 31 de maio de 2011. Depois o interessado deverá enviar os documentos necessários pelo correio, também até 31 de maio.

Para outras informações e dúvidas, acesse o edital.

Por Oscar Ariel


Foram anunciadas as datas para as inscrições do vestibular 2012 da Unicamp. O comunicado foi feito pela Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp, o Comvest.

A inscrição pode ser feita, do dia 22 de agosto até o dia 23 de setembro de 2011,  pelo site comvest.unicamp.br. No link estará disponível a ficha de inscrição eletrônica.

As provas da primeira fase serão efetuadas na data de 13 de novembro de 2011. A lista com o nome dos aprovados nesta fase será divulgada no dia 20 de dezembro. Já os selecionados para a segunda fase, poderão fazer os testes entre os dias 15, 16 e 17 de janeiro do ano de 2012.

Os cursos que requerem provas de habilidades específicas terão as provas de 23 a 26 de janeiro de 2011.

A lista dos selecionados na primeira chamada estará à disposição dos interessados a partir de 06 de fevereiro de 2012. Já as matrículas têm o seu início em 09 de fevereiro de 2012.  

Por Oscar Ariel


A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) divulgou no dia 26 de abril as datas relativas ao exame de processo seletivo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O período de inscrições será aberto a partir de 22 de agosto e vai até 23 de setembro. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, através do site www.comvest.unicamp.br. A taxa de inscrição ainda não foi divulgada.

As provas de primeira fase acontecem no dia 13 de novembro e a segunda fase, entre os dias 15 a 17 de janeiro. As provas de habilidades específicas estão marcadas para os dias 23 a 26 de janeiro.

Os resultados do processo seletivo serão divulgados em 6 de fevereiro e a matrícula poderá ser feita no dia 9 de fevereiro.

Por Livia Hay


A Comvest abriu esta semana as inscrições para os interessados em pedir a isenção da taxa de inscrição para o Vestibular Unicamp 2012.

Os pedidos de isenção serão aceitos até o dia 31/05/2011, através do website da Comvest.

Para solocitar a isenção é necessário que o candidato tenha cursado entre o 6º e 9º ano do nível fundamental ou todo o nível médio em escolas públicas. Além disso, é necessário residir no estado de São Paulo e concluir (ou ter concluído) o nível médio este ano.

Ao todo, serão oferecidas 6.640 isenções para famílias de baixa renda, 100 isenções para funcionários da Unicamp e uma quantidade ilimitada de isenções para os candidatos interessados em cursar os cursos de licenciatura noturno da instituição.

A lista com o resultado dos pedidos de isenção sai no dia 17/08/2011.


Candidatos que desejem solicitar isenção da taxa do vestibular 2012 da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) poderão fazê-lo a partir do dia 26 de abril.

A instituição vai oferecer até o dia 31 de maio isenção da taxa de inscrição, que poderá ser solicitada por candidatos de família de baixa renda, por funcionários da Unicamp ou Funcamp e por candidatos que se inscreverem nos cursos noturnos de Licenciatura: Letras, Ciências Biológicas, Licenciatura Integrada Química/Física, Física, Matemática e Pedagogia.

Para poder ter direito à isenção, o candidato deve ter feito o Ensino Fundamental e Médio em escolas da rede pública, além de ser morador do Estado de São Paulo e ter finalizado o Ensino Médio, ou então que venha a concluir ainda no ano 2011.

Os interessados deverão se inscrever pela internet e depois encaminhar para Comvest (via correio) a documentação exigida informada no edital. 

Para mais informações, os interessados podem acessar o endereço eletrônico www.comvest.unicamp.br.

Por Andrea Gomes


A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) abrirá no dia 26 de abril as inscrições para os candidatos que quiserem fazer o pedido de isenção da taxa de inscrição para o Vestibular 2012.

Essas inscrições deverão ser efetuadas pela internet no portal www.comvest.unicamp.br, até o dia 31 de maio. Além da inscrição online, o candidato deverá encaminhar a documentação exigida (que será descrita em edital) através do Correio para a Comvest. A exclusão do candidato pode ser efetuada se faltar um dos documentos requeridos ou se forem enviados após o prazo.

A isenção da taxa de inscrição do vestibular da Unicamp é oferecida para quem é proveniente de família de baixa renda, para os funcionários da Universidade ou da Funcamp e para os candidatos que desejarem candidatar-se no período noturno em cursos de Licenciatura.

Por Iracema Iris Gonçalves


Serão abertas as inscrições para o pedido de isenção do Vestibular da Unicamp 2012, a partir de 26 de abril. O programa de isenção é parte do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS).

Essas isenções são oferecidas para candidatos de família de baixa renda – até R$600,00; para funcionários da Unicamp; e para vestibulandos dos cursos de licenciatura em período noturno – Ciências Biológicas, Física, Letras, Licenciatura Integrada Química/Física, Matemática e Pedagogia. Os concorrentes devem ter feito o ensino médio em instituições de rede pública.

Para conseguir a isenção, o candidato deve fazer a inscrição pelo site da Comvest, enviando sua documentação pelo correio, até dia 31 de maio. Em 17 de agosto sairá a lista dos contemplados pelo pedido de isenção. Depois disso, os agraciados precisam fazer ainda a inscrição no vestibular, utilizando o código de isento.

Por Livia Hay


A redação sempre é um ponto preponderante no vestibular. Muitos concorrentes tiveram bons estudos durante o ano todo e conseguem efetuar uma boa prova em outras matérias, mas pecam neste quesito e acabam deixando passar a oportunidade de ingressar na universidade.

Pensando nisto, a Universidade Estadual de Campinas, a Unicamp, estará aceitando a partir do dia 11 de abril de 2011, as inscrições para a sua oficina de redação. Intitulada como “A Redação no Vestibular Unicamp”, o projeto aborda os aspectos da nova prova de redação, a qual teve sua primeira aplicação no ano de 2010.

Os interessados deverão pagar uma taxa de inscrição no valor de R$ 35. O valor é único a ser pago pelos estudantes e professores da rede de ensino pública que pretendem participar desta oficina. Com realização no campus de Campinas, em São Paulo, ela acontece no horário das 9 horas às 17 horas.

Efetue a sua inscrição através do site da Unicamp até a data de encerramento que é o dia 22 de abril de 2011. Para obter outras informações e sanar dúvidas, ligue para (19) 3521 7547 ou mande um e-mail para oficina@comvest.unicamp.br.

Por Oscar Ariel


Já está disponível para consulta pelos interessados, o listão de 6ª chamada do vestibular 2011 da Universidade Estadual de Campinas. Essa nova listagem conta com 110 candidatos aprovados.

Confira aqui a listagem com o nome dos candidatos aprovados.

Devemos lembrar que os aprovados precisam realizar suas matrículas no dia 15 de março, próxima terça-feira, no horário compreendido entre 9h e 12h. Todos os candidatos deverão realizar suas matrículas na Diretoria Acadêmica do campus de Campinas.

A lista de documentos necessários para a matrícula pode ser visto aqui.

Ressalte-se que a sétima listagem estará disponível para consulta no dia 15/03.

Informações adicionais podem ser obtidas através do site da própria universidade ou pelos telefones: (19) 3521-7932 / 3521-7665.

Por Milena Leite.


A Unicamp divulgou hoje, 28/02/2011, a lista de aprovados em 4ª chamada no seu Vestibular 2011.

Ao todo foram chamados 262 estudantes que estavam na lista de espera.

Confira o resultado da 4ª chamada aqui.

Os candidatos aprovados devem ficar atentos quanto ao prazo de matrícula, que deverá ser realizada no dia 03 de março (quinta-feira) das 09:00 às 12:00.

Os locais para realização das matrículas podem ser conferidas aqui. Confira os documentos necessários aqui.

A próxima chamada está prevista para ser divulgada na próxima segunda (07/03/2011).


Na quarta-feira, dia 23 de fevereiro de 2011, será divulgada a lista de convocados do Vestibular 2011 da Unicamp (3ª chamada).

Onde encontrar essa lista?

R: no site da Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp) – www.comvest.unicamp.br, ou presencialmente no saguão do Ciclo Básico II da Unicamp.

Quando devem ser feitas as matrículas?

R: no dia 28 de fevereiro de 2011, das 9h00 às 12h00.

Quais os documentos necessários para matrícula?

  • Certificado de conclusão do Nível Médio;
  • Identidade (RG), CPF;
  • Título de Eleitor (para maiores de 18 anos);
  • Certificado de reservista (ou de alistamento militar);
  • Fotos tamanho 3×4 cm recentes.




CONTINUE NAVEGANDO: