Confira aqui a lista de universidades com vagas abertas no Sisu 2019.

De todos os estados brasileiros que participam e oferecem vagas em suas universidades pelo SISU (Sistema de Seleção Unificada), o estado de Minas Gerais conta com a maior presença de suas instituições de ensino.

E não é para menos, as 19 Instituições educacionais cadastradas estão presentes em mais de 60 municípios em todo o estado e possibilitam esta presença marcante neste importante programa para o ingresso de alunos vindos diretamente de escolas públicas.

As universidades mineiras que oferecem vagas para o SISU são:

  • CEFET de Minas Gerais: disponibiliza 702 vagas, destas 351 são para estudantes de cotas. O CEFET está presente nas cidades de Belo Horizonte (aonde se localiza a sede), além das cidades de Curvelo, Araxá, Leopoldina, Divinópolis, Timóteo, Varginha e Nepomuceno.
  • IFTM: disponibiliza 795 vagas, destas 477 são para estudantes de cotas. O IFTM está presente nas cidades de Uberaba, Paracatu, Patrocínio, Ituiutaba e Uberlândia.
  • IFMG: disponibiliza 1015 vagas, destas 512 são para estudantes de cotas. A IFMG está presente nas cidades de Arcos, Congonhas, Governador Valadares, Ouro Preto, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Ibirité, Itabirito, Sabará, Betim, Ipatinga, Ouro Branco, Piumhi, São João Evangelista, Formiga e Campus Bambuí.
  • IFNMG: disponibiliza 828 vagas, destas 416 são para estudantes de cotas. A IFNMG está presente nas cidades de Almenara, Arinos, Montes Claros, Salinas, Januária, Teófilo Otoni, Pirapora, Araçuaí e Campus Avançado Porteirinha.
  • IFSudesteMG: disponibiliza 355 vagas, destas 182 são para estudantes de cotas. A IFSudesteMG está presente nas cidades de Barbacena, Muriaé, Santos Dumont, São João del Rei, Juiz de Fora, Rio Pomba e Campus Avançado de Bom Sucesso.
  • IFSULDEMINAS: disponibiliza 388 vagas, destas 137 são para estudantes de cotas. A IFSULDEMINAS está presente nas cidades de Machado, Muzambinho, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Passos e nos dois Campus de Inconfidentes.
  • UEMG: disponibiliza 2999 vagas, destas 1501 são para estudantes de cotas. A UEMG está presente nas cidades de Belo Horizonte, Diamantina, João Monlevade, Ubá, Abaeté, Cláudio, Divinópolis, Ituiutaba, Passos, Ibirité, Frutal, Poços de Caldas, Barbacena, Abaeté, Campanha, Carangola e Leopoldina.
  • UNIMONTES: disponibiliza 1169 vagas, destas 566 são para estudantes de cotas. A UNIMONTES está presente nas cidades de Almenara, Espinosa, Januária, Pirapora, Salinas, Unaí, Janaúba, Brasília de Minas, Paracatu, São Francisco, Pompéu e Montes Claros.
  • UNIFAL: disponibiliza 1057 vagas, destas 529 são para estudantes de cotas. A UNIFAL está presente nas cidades de Alfenas, Varginha e Poços de Caldas.
  • UNIFEI: disponibiliza 1394 vagas, destas 698 são para estudantes de cotas. A UNIFEI está presente nas cidades de Itabira e Itajubá.
  • UFIF: disponibiliza 1331 vagas, destas 678 são para estudantes de cotas. A UFIF está presente nas cidades de Pitágoras, Juiz de Fora e Governador Valadares.
  • UFLA: disponibiliza 798 vagas, destas 401 são para estudantes de cotas. A UFLA está presente na cidade de Lavras.
  • UFMG: disponibiliza 3167 vagas, destas 3172 são para estudantes de cotas. A UFMG está presente nas cidades de Montes Claros e Belo Horizonte.
  • UFOP: disponibiliza 1314 vagas, destas 660 são para estudantes de cotas. A UFOP está presente nas cidades de João Monlevade, Mariana e Ouro Preto.
  • UFSJ: disponibiliza 1795 vagas, destas 904 são para estudantes de cotas. A UFSJ está presente nas cidades de Ouro Branco, São João del Rei, Sete Lagoas e Divinópolis.
  • UFU: disponibiliza 3219 vagas, destas 1618 são para estudantes de cotas. A UFU está presente nas cidades de Santa Mônica, Pato de Minas, Uberlândia, Ituiutaba e Monte Carmelo.
  • UFTM: disponibiliza 984 vagas, destas 493 são para estudantes de cotas. A UFTM está presente nas cidades de Iturama e Uberaba.
  • UFVJM: disponibiliza 639 vagas, destas 333 são para estudantes de cotas. A UFVJM está presente nas cidades de Teófilo Otoni, Unaí, Janaúba e Diamantina.
  • UFV: disponibiliza 3195 vagas, destas 1603 são para estudantes de cotas. A UFV está presente nas cidades de Rio Paranaíba, Viçosa e Florestal.

Autor: Carlos B.


Seleção irá preencher as vagas remanescentes em Universidades Federais.

Na última quinta-feira, dia 20 de setembro, o MEC (Ministério da Educação) divulgou um novo sistema informatizado, chamado Sisu Transferência, criado com o objetivo de selecionar estudantes que têm o desejo de ocupar as vagas que sobraram das universidades federais. Esse programa tem inspiração no Sistema de Seleção Unificado (Sisu) e seu critério de seleção se assemelha muito.

Quer saber mais sobre o Sisu Transferência? Então continue acompanhando o texto e confira as suas principais informações.

Sisu Transferência: como funciona?

De acordo com a assessoria de imprensa do MEC, esse sistema ainda não está pronto, mas está em preparação, com os últimos ajustes. Sua implementação está prevista para o ano que vem, com a entrada do próximo governo.

Além disso, ainda não foram definidas as regras de funcionamento, nem a sua previsão de chegada. Portanto, não se sabe ainda se ele entrará em vigor ainda no primeiro semestre ou somente a partir do segundo. Segundo o Ministério da Educação, para que esses detalhes sejam definidos, é preciso consultar a Sesu (Secretaria de Educação Superior) e também as demais instituições de ensino superior.

Assim como o Sisu, as universidades não têm a obrigação de aderir ao programa. Na verdade, elas têm toda a flexibilidade para decidir a quantidade de vagas oferecidas, assim como o critério de seleção, as vagas reservadas para políticas afirmativas (isto é, cotas para pessoas ppi — preto, pardo ou indígena -, cotas por escola pública, cotas por renda familiar e cotas para PCD (pessoas com deficiência) e notas de corte para cada curso disponível.

Sisu Transferência: por que criar esse programa?

No último ano foi realizado um censo que contabilizou um total de 2,8 milhões de vagas não preenchidas somente no ensino superior do Brasil. De acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), cerca de 165 mil vagas remanescentes são referentes ao ensino superior de universidades privadas.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, se pronunciou dizendo que essas vagas ociosas vêm representando um desperdício de dinheiro público considerável, principalmente porque são anos acumulados. Com a criação desse novo programa, milhares de estudantes que têm o sonho de cursar o ensino superior em uma faculdade pública – mesmo aqueles que estudam em universidades privadas com bolsas ou algum tipo de financiamento – podem realizar seu sonho.

Além disso, o Inep ainda informou que os cursos que têm maior desistência são as graduações de licenciatura. O motivo ainda não se sabe, mas isso foi somado também ao fato de que o Sisu permite que todos os estudantes concorram a vagas no Ensino Superior e, muitas vezes, elas não vão valorizadas e são abandonadas no momento em que uma nova oportunidade surge.

Além do mais, foi computado que aproximadamente 20% de cerca de 330 mil estudantes que se matricularam em instituições federais prestaram vestibular para outra instituição ou realizaram novamente o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), mesmo já estando regularmente matriculados, a fim de buscar outra carreira. Segundo o diretor de Estatísticas Educacionais do Inep, Carlos Eduardo Moreno Sampaio, isso potencializa consideravelmente as desistências, fazendo com que novas vagas remanescentes sejam abertas.

Tudo isso fez com o que o Ministério da Educação considerasse criar uma nova forma de aumentar o acesso a um ensino de qualidade e, ainda por cima, um corte de desperdícios de investimento.

Como visto, ainda não se tem muitas informações sobre o novo programa de ingresso ao ensino superior gratuito do Ministério da Educação, o Sisu Transferência, nem há previsões de quando ele começa a entrar em vigor. Estima-se que antes do fim desse ano novas informações sejam divulgadas.

Felicia Lopes


Prazo de inscrição se encerra no dia 15 de junho de 2018.

Estão abertas inscrições para o Sistema de Seleção Unificado do ano de 2018 (2° semestre). Foram abertas 57.271 vagas espalhadas por 68 instituições diferentes de ensino público, tais como universidades estaduais, universidades federais e institutos federais.

Vale lembrar que somente os estudantes que prestaram a prova do ENEM 2017 e tiraram mais que zero na nota de redação da mesma prova, podem participar do programa SISU.

Caso você faça parte desse grupo eu conheça alguém que faz, acompanhe o post e saiba mais sobre o programa Sistema de Seleção Unificada – Sisu. Fique por dentro de todas as notícias e informações lendo o texto abaixo!

Cronograma 2018 SISU

Na última terça-feira, dia 5 de junho de 2018, foi publicado o edital do Sisu 2018, que contém todo o cronograma e informações sobre o programa.

Nesse cronograma contém informações do tipo: data do resultado da chamada regular, data de matrícula e prazo de inscrição.

O resultado das chamadas regulares será publicado no dia 18 de junho de 2018 e as matrículas poderão ser feitas entre o período de 22 e 28 de junho de 2018.

Caso você precise se inscrever na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada – Sisu, organize-se, pois o período de inscrição para essa lista é do dia 22 de junho ao dia 27 de junho de 2018.

Informações básicas sobre as inscrições para o SISU 2018

Caso você esteja pensando em se inscrever no Sisu 2018, fique sabendo que pode escolher até duas opções de curso. E caso esteja em dúvida de qual curso seguir, pode fazer alteração de cursos até o final do período de inscrição do projeto, que será no dia 15 de junho de 2018.

Não se esqueça, é necessário especificar na inscrição informações como: local de oferta, turno, curso(s) escolhidos, ordem de preferência, opções de vagas em instituição de ensino superior e modalidade de concorrência.

Para efetuar a inscrição você deve acessar o site oficial do Sisu: http://sisu.mec.gov.br.

Nesse mesmo site você encontrará informações como: nota de corte de cada curso e instituição de ensino pública, local de oferta, turno, cursos participantes e todas as modalidades de concorrência. Essas informações podem ser úteis na hora que o estudante participante quiser ver onde e em que momento a sua nota final da prova do ENEM pode servir.

Você sabe o que é o Sistema de Seleção Unificado?

O Sisu (sistema de seleção unificada) é um programa oferecido executado pelo Ministério da Educação do Brasil MEC o qual oferece vagas em instituições de ensino superior públicas, sem que o candidato precise fazer a prova de vestibular.

A maneira que o Sisu seleciona os estudantes é Totalmente Dependente das notas da prova do Enem. Os candidatos não pagam inscrição e nem outra taxa. A seleção para se beneficiar desse programa acontece em dois períodos do ano.

O programa utiliza um sistema 100% informatizado o qual utiliza a nota do Enem do ano que antecede o programa, por exemplo: o Sisu 2018 leva em consideração a nota do ENEM 2017. As melhores notas e os melhores candidatos conquistam as melhores vagas podendo escolher o turno o curso e a universidade desejada.

Quem pode participar do SISU?

Se interessou pelo programa e quer saber se pode participar? Basta fazer a prova do Enem e obter uma nota maior que zero na redação dessa prova.

O site oficial do Sisu Deixa claro que não há limite de idade ou de renda para fazer a inscrição e o processo todo é gratuito.

Obtenha mais informações acessando o site oficial do Sistema de Seleção Unificado: http://sisu.mec.gov.br.

Carolina B.


Interessados poderão se inscrever a partir do dia 29 de janeiro de 2018.

Já estamos no mês de dezembro e esta é uma época em que muitos estudantes se encontram em uma grande expectativa sobre se vão conseguir uma vaga em algum curso universitário e assim poderem dar início na construção de uma carreira. Quem realizou o Exame Nacional do Ensino Médio no ano de 2017 pode utilizar a nota para tentar uma vaga na universidade pelo Sisu. Se este é o seu caso, fique sabendo que as consultas de vagas no Sisu já podem ser realizadas. Saiba mais.

Quem realizou o Enem no ano de 2017 e gostaria de tentar uma vaga por meio do programa Sistema de Seleção Unificada, o popular Sisu, as inscrições para o ano de 2018 só terão início a partir do dia 29 do mês de janeiro de 2018, quando serão abertas a primeira edição das inscrições.

Quem ainda não conhece bem como funciona este sistema, ele na verdade é bem simples. O estudante pega a nota que obteve no Enem (no caso de 2017) e coloca no Sitema, que faz uma busca de vagas na área desejada pelo estudante e em uma média geral dos inscritos de todo o país determina uma nota ideal para a vaga, que pode variar de acordo com a universidade. Ou seja, o Sisu seleciona por meio das notas obtidas no Enem alunos para ocuparem vagas em Universidades públicas de todo o país que tenham aderido a esse sistema.

No Brasil já chega ao número de 130 instituições de ensino superior que fazem parte do sistema, sendo que 100 são federais e as restantes (30) estaduais. Em geral estas instituições vão oferecer o equivalente a 239.601 vagas em cursos universitários de todo país.

Pra poder se inscrever no programa o estudante precisa ter realizado o Enem e ter obtido uma nota que seja superior a zero na redação. Este é o único pré-requisito.

Assim é permitido a cada candidato que faz a sua inscrição escolher duas vagas em cursos universitários para entrar na concorrência. Desse modo, ele deve especificar a ordem em que prefere os cursos e o turno que estará disponível para estudar.

Também é importante lembrar que o aluno precisa fazer a definição da modalidade em que ele se encaixa no sistema, se é pela ampla concorrência ou por meio de sistemas de cotas, sociais ou raciais.

Ainda que o interessado realize a sua inscrição no dia 29 do mês de janeiro de 2018, ele pode contar com a opção de alterar as suas opções de curso até as 23h: 59 do dia 1º do mês de fevereiro.

Os resultados já serão divulgados no dia 2 do mês de fevereiro. Assim, os estudantes devem realizar suas matrículas entre os dias 5 e 7 do mesmo mês.

Quem não conseguir de primeira poderá ainda contar com uma lista de espera, que se inicia no dia 2 do mês de fevereiro e se encerra no dia 16 do mesmo mês. Nessa lista o candidato poderá manter a sua opção de curso para a qual não foi aprovado na primeira chamada do programa. Nessa segunda chamada, porém, será possível marcar apenas uma opção de curso, sendo ela a primeira com a qual se inscreveu.

Se você possui interesse em se inscrever aguarde o período de inscrições que vai do dia 29 do mês de janeiro até o dia 1º do mês de fevereiro e acesse o site http://sisu.mec.gov.br/.

A inscrição é gratuita e o estudante pode utilizar a nota do Enem 2017 também na segunda edição do programa Sisu de 2018, cujas inscrições devem ter início no mês de maio.

Se você realizou o Enem e gostaria de tentar uma vaga pelo Sistema de Seleção Unificada, não deixe de se inscrever.

Sirlene Montes


São oferecidas 51.913 vagas de graduação para 1.642 cursos em mais de 60 instituições públicas de ensino superior em todo o país.

As inscrições do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), segunda edição de 2017, estão abertas até quinta-feira, dia primeiro de junho. O candidato deve acessar o site: http://sisu.mec.gov.br e informar seu login e senha.

Para participar, os estudantes têm que ter realizado o último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de 2016. E ainda assim, só poderão concorrer a uma das vagas se não tiver zerado a redação.

Nesta edição do Sisu são oferecidas 51.913 vagas de graduação para 1.642 cursos em mais de 60 instituições públicas de ensino superior em todo o país.

Como acessar o Sisu

No site do MEC: http://sisu.mec.gov.br, clique no menu “Fazer Inscrição”, em seguida, o aluno deverá informar o número de inscrição do Enem 2016 e a senha, usada neste mesmo exame.

Se por acaso, tiver esquecido a senha ou número de inscrição, clique no link para recuperação dos dados ou criação de uma nova senha.

Logo após informar os dados, o candidato deverá fazer a inscrição na primeira opção de curso e depois na segunda opção.

Ver vagas

As vagas poderão ser pesquisadas por curso, instituição ou município. Em cada opção de curso, o candidato verifica o número de vagas nas modalidades de cotas como: negros, pessoas de baixa renda e estudantes de escolas públicas. Além da concorrência geral, que são os casos de estudantes que não se enquadram nessas modalidades citadas acima.

Lembrando que a primeira opção é a de maior prioridade, pois dá chance para o candidato, que mesmo não conseguindo uma vaga durante a seleção regular, poderá concorrer a esta mesma vaga na lista de espera.

Ela será divulgada no final deste processo, em 5 de junho, quando as vagas remanescentes serão disponibilizadas para os alunos inscritos nesta primeira opção e que não tenha sido selecionado nela e nem na segunda opção. Porém, para isso é necessário também concordar em ficar na lista de espera. Cada instituição fará a sua lista de espera e com seus critérios de posição, obedecendo, claro, às regras do Sisu.

Mudar de curso ou instituição

A troca de curso ou instituição de ensino pode ser feita a qualquer momento pelo candidato, até o último dia de inscrição, isto é, 1° de junho (quinta-feira). A parcial da colocação em cada opção de curso pode ser verificada diariamente no site do Sisu.

O resultado desta seleção sairá em 5 de junho, quando será também liberado a lista de espera.

Por Daniella Dutra


Instituição de ensino anunciou que irá oferecer 84 vagas no Sisu do próximo ano (2017).

Já pensou começar o ano de 2017 com uma excelente oportunidade de conquistar uma bolsa de estudos de graduação na universidade que é considerada como uma das mais renomadas do nosso país?

Saiba que isso será possível, pois a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/Esalq) divulgou que fez a ampliação de vagas destinadas ao Sistema de Seleção Unificado (Sisu) do próximo ano.

Em 2017 a USP/Esalq vai oferecer o total de 84 vagas, sendo 28 a mais do que foi oferecido em 2016. A diferença também está relacionada que no ano anterior as vagas integradas eram apenas para 3 cursos e no ano que vem, essa ampliação vale para todos os cursos de graduação.

Existem diversas modalidades oferecidas pelo Sisu e as unidades da USP poderão optar pela ampla concorrência (AC).

Dessa maneira, as vagas estarão sendo direcionadas para candidatos que tenham feito o ensino médio em escolas públicas (EP) e para aqueles que fizeram a autodeclaracao de serem negros, pardos ou indígenas (PPI).

As vagas que estarão sendo oferecidas no próximo ano são para as seguintes áreas de atuação: Administração, Ciências Econômicas, Ciências Biológicas, Engenharia Agrônoma, Engenharia Florestal e Gestão Ambiental.

As notas para conseguir as bolsas de estudos são diferenciadas de acordo com o curso de interesse. Aqueles que possuem o desejo de ingressar nas áreas de Ciências Econômicas e Administração deverão ter pelo menos 600 pontos. Já para as demais vagas, a nota mínima exigida é de 400 pontos.

Todos os candidatos devem se preparar para participar do processo seletivo, pois quanto mais estudar melhor. É fundamental realizar testes e simulações de vestibular pela internet, pois muitos sites oferecem esse tipo de material de apoio ao aluno.

Saiba que essas vagas normalmente são bem concorridas e a preparação é fundamental para realizar uma boa prova.

O ideal é ter um calendário individual de estudos. Indicamos tirar pelo menos algumas horas do dia para fazer revisão de conteúdos gerais e conhecer as atualidades e informações pertinentes a área que deseja atuar.

Não se esqueça que é preciso também descansar entre esse período de estudos, pois assim as matérias são memorizadas com mais facilidade.

Ainda não existe a previsão da data para a realização da prova, porém, todas as informações poderão ser acessadas pelo site oficial da USP/Esalq, que é www4.esalq.usp.br.

Em caso de dúvidas envie um e-mail para diretor.esalq@usp.br ou ligue no número (19) 3429.4110.

Yasmin Fernandes Robles


Confira aqui as datas para realizar a matrícula e se candidatar a lista de espera do Sisu 2016.

As pessoas que fizeram a inscrição para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do 2º Semestre de 2016 e foram selecionadas, devem se atentar para o início da realização das matrículas.

De acordo com o calendário que foi divulgado pelos responsáveis desse processo seletivo, a partir do dia 10 de junho é necessário levar na unidade do curso escolhido os documentos pessoais.

Os documentos necessários são: RG, CPF, Comprovante de endereço e de escolaridade. As inscrições vão do dia 10 até o dia 14 de junho de 2016 (terça-feira).

Aqueles que não foram selecionados nessa primeira chamada não precisam perder as esperanças, pois será possível se candidatar na lista de espera até às 23:59 do dia 17 desse mesmo mês. Esses candidatos da lista de espera, que tiverem sua aprovação confirmada, vão ter até dia 23 de junho para realizar a matrícula.

Vale destacar que apenas as pessoas que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano de 2015 podem participar de todas essas etapas necessárias para conseguir a bolsa de estudos de nível superior. Os alunos precisam ter tirado nota igual ou superior a 450 pontos e mais de zero na redação.

O Sisu é um sistema administrado pelo Ministério da Educação, que possui parceria com muitas universidades públicas federais e estaduais.

Nesse segundo semestre de 2016 o Sisu ofereceu cerca de 56.422 vagas para diversas áreas, como por exemplo, medicina, direito, pedagogia, serviço social, engenharias, etc. O total de candidatos inscritos no segundo semestre foi de 871.358.

As inscrições foram feitas pelo site sisu.mec.gov.br e através desse mesmo link é possível consultar o boletim, ver a lista de aprovados e consultar todos os documentos que devem ser entregues no momento da realização da matrícula.

Quem não conseguir ingressar na universidade pelo Sisu pode participar das inscrições do FIES e tentar um financiamento estudantil, também oferecido pelo governo federal. O processo seletivo terá início no dia 14 de junho e vai até o dia 17 de junho de 2016.

O FIES tem o mesmo sistema de nota de corte dos programas Sisu e Prouni, e o aluno poderá trocar o curso quantas vezes desejar até o término do prazo informado.

Yasmin Fernandes Robles


As notas de corte já podem ser consultadas por todos os estudantes.

Foram divulgadas nesta terça-feira, dia 12 de janeiro de 2016, as notas de corte do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As respectivas notas já podem ser consultadas por todos os estudantes através do site de inscrições: sisu.mec.gov.br. Essas notas representam o limite máximo, ou seja, qual a menor nota que o estudante precisa para ficar entre os selecionados nas 228 mil vagas em mais de 130 universidades públicas no Brasil.

Conforme o MEC (Ministério da Educação), as notas de corte deverão ser atualizadas entre os dias 13 e 14 de janeiro, às 09h do horário de Brasília. Portanto, os candidatos que buscam uma vaga devem realizar as inscrições até às 23h59 de quinta-feira, dia 14. O estudante que quer aumentar suas chances pode monitorar o sistema nesse período.

O Sisu funciona de maneira bem dinâmica e, com isso, é possível o candidato mudar de inscrição quantas vezes quiser até o último dia de inscrição. Caso a nota de corte do candidato estiver muito acima do esperado, ou da pontuação obtida no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a melhor maneira para isso é mudar a opção de curso ou da universidade, que exijam nota mínima mais baixa.

Para poder participar do processo seletivo do Sisu, o candidato precisa ter realizado o Enem no ano de 2015. As notas do Enem foram divulgadas na última sexta-feira, dia 8 de janeiro, e também já podem ser consultadas no site: enem.inep.gov.br/participante/#/login.

O MEC também oferece um aplicativo exclusivamente para a consulta de informações dos seus programas, pois as inscrições são realizadas no site oficial: sisu.mec.gov.br. No aplicativo, o candidato pode ter acesso à consulta de vagas e ainda à uma calculadora eletrônica que simula a classificação de notas, parcialmente, além de uma agenda para futuras inscrições e até uma lista de espera. O aplicativo está disponível nas lojas Android, Apple e Windows de cada smartphone.

Por Daniela Almeida da Silva


Foi aberto recentemente o prazo para realizar as inscrições para a nova edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os jovens que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio em 2014 poderão se cadastrar para concorrer às vagas em diversas Universidades.

As inscrições poderão ser feitas até o dia 22 de janeiro, esta quinta-feira. A primeira chamada será publicada no dia 26 de janeiro.

Uma das instituições que estão oferecendo vagas para os seus cursos técnicos é o Instituto Federal de Mato Grosso, a instituição está disponibilizando mais de 500 vagas para cursos de nível superior.  

Se você mora no estado do Mato Grosso e está querendo iniciar um curso de nível superior, não perca a oportunidade de concorrer às vagas disponibilizadas pelo IFMT. Ao todo o instituto está  oferecendo 515 vagas para 11 campi localizados em Campo Novo do Parecis, Cáceres, Cuiabá, Cuiabá – Bela Vista, Pontes e Lacerda, Confresa, Primavera do Leste, Juína, Sorriso, São Vicente, Rondonópolis.

São oferecidas oportunidades também em outros dois Núcleos sediados em Jaciara e Campo Verde.  

Quem quiser concorrer às vagas precisará ter feito o Enem de 2014, um dos requisitos é que o estudante não pode ter anulado a redação.

De acordo com o dito anteriormente, os estudantes poderão se inscrever na primeira etapa de seleção no período entre 19 e 22 de janeiro. No site do Sisu, o estudante poderá ficar sabendo as notas de corte datas do cronograma, lista de espera, resultados, entre outras informações pertinentes.  

Logo após a divulgação da primeira chamada, nos dias 30 de janeiro, 2 e 3 de fevereiro as matrículas deverão iniciar.

As matrículas nos cursos do IFMT deverão ser realizadas na Secretaria Geral de Documentação Escolar do Campus onde o estudante pretenda realizar o curso.  

Caso todas as vagas do IFMT não sejam preenchidas na primeira chamada, as vagas remanescentes serão lotadas através dos estudantes classificados através do edital n° 51/ 2014.  

Por Melina Menezes


Para aqueles interessados em cursar uma graduação na Universidade de Brasília (UNB) poderão contar, já no primeiro semestre de 2015, com método de ingresso pelo Sistema de Seleção Unificada – SISU.

A UNB aderiu ao SISU 2015, e ofertará vagas dentro do programa para cursos de graduação presencial. De acordo com o edital, há vagas para os seguintes cursos: Gestão Ambiental, Ciências Naturais, Gestão de Agronegócio, Enfermagem, Fisioterapia, Saúde Coletiva, Farmácia, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Letras, Direito, História, Gestão em Saúde Coletiva, Filosofia, Engenharia de Produção, Física, Turismo, Pedagogia, Medicina, entre outros. Para concorrer a uma das vagas, o candidato necessariamente deve ter feito o ENEM 2014 e não ter zerado em redação.

Segundo o edital publicado pela UnB, a seleção será composta por três modalidades: Ampla Concorrência (Sistema Universal), Sistema de Cotas para Escolas Públicas e o Sistema de Cotas para Negros.

Conforme consta no edital, a nota final da seleção para classificação aos cursos da UnB será produto obtido pela média aritmética ponderada das notas dos candidatos conseguidas nas avaliações do ENEM de 2014, obedecendo a nota padronizada utilizada pelo ENEM, na escala de 0,00 a 1.000,00 pontos, e ao grupo no qual o curso está classificado. No caso de empate, prevalece a maior nota na seguinte ordem: maior nota obtida na redação; maior nota obtida na prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; maior nota obtida na prova de Matemática e suas Tecnologias; maior nota obtida na prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias; maior nota obtida na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

O interessado para efetivar sua inscrição deverá acessar o site do SISU-MEC, por meio do seguinte endereço eletrônico: sisualuno.mec.gov.br, devendo no ato da inscrição utilizar sua senha e número de inscrição referentes ao Exame Nacional do Ensino Média ( ENEM) 2014. Caso você tenha esquecido sua senha, você pode acessar o seguinte link para recuperá-la: sistemasenem2.inep.gov.br.

O resultado do processo seletivo poderá ser consultado por meio dos seguintes endereços eletrônicos:

www.cespe.unb.br;

sisualuno.mec.gov.br;

www.cespe.unb.br.

Cabe também destacar que haverá possibilidade de segunda e terceira chamada.

Para realizar sua inscrição, acesse sisualuno.mec.gov.br, no período a ser divulgado em edital da Sisu/MEC, conforme subitem 1.3 deste edital.

Para ler o edital UnB-SISU 2015, acesse www.cespe.unb.br.

Por Thiago José Fernandes


A partir do dia 19 de janeiro, jovens de todo o Brasil poderão realizar a sua inscrição para o processo seletivo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

O edital de abertura do Sisu foi divulgado no Diário Oficial da União na segunda-feira, 5 de janeiro. No documento de abertura constam as regras e o cronograma a ser seguido pelo sistema deste ano. Quem estiver disposto a concorrer a uma das vagas em Universidade públicas de todo o país deverá realizar a sua inscrição entre os dias 19 e 22 de janeiro. Quem fez o Enem de 2014 poderá concorrer em até duas opções de cursos. 

Neste ano o Sisu optou por fazer algumas mudanças. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 26 de janeiro, a publicação dos aprovados será feita no portal do Ministério de Educação e Cultura e nas instituições de ensino onde o candidato se inscreveu. Nos dias 30 de janeiro e 2 e 3 de fevereiro deverá ser feita a matricula dos aprovados na chamada regular. Os candidatos efetuarão a sua matrícula nas instituições onde foram aprovados. 

Quem não for selecionado na sua primeira opção poderá manifestar interesse e assim participar da lista de espera, no site do MEC, o interesse deverá ser manifestado entre os dias 26 de janeiro e 6 de fevereiro. A responsabilidade da divulgação do resultado da lista de espera ficará por conta das próprias instituições. 

Uma dos centros de ensino que está selecionando via Enem é a Ufal. Neste ano, a instituição oferece 4.408 vagas para lotação através do Sistema de Seleção Unificada. Este número total de vagas é distribuído em 111 cursos, incluindo graduações novas e maior número de vagas para alguns cursos.  Na Ufal, as aulas iniciarão no dia 9 de março. 

Se você quer concorrer a uma das vagas em Universidades Públicas que aceitam o Enem como forma de ingresso, não perca tempo e fique atento ao período da realização das inscrições. 

Por Melina Menezes


A grande maioria dos estudantes deseja cursar o ensino superior e um dos programas do governo para que o aluno possa ingressar em uma instituição é o Sisu, um programa que os alunos disputam vagas nas desejadas faculdades pela nota de corte, utilizando a nota do Enem.

Neste ano, os cursos que tiveram maior nota de corte foram as engenharias.

As inscrições para o Sisu começaram no dia 6 de janeiro e finalizaram no dia 10 do mesmo mês. Os resultados da primeira chamada ficaram disponíveis no dia 13 de janeiro. Quem conseguiu uma vaga na primeira chamada teve que se matricular nos dias 17, 20 e 21 de janeiro.

Os alunos que não conseguiram ainda podem ter esperança, pois terão uma nova chance na segunda chamada, cujo resultado será divulgado no dia 27 de janeiro.

Quem não conseguir ingressar em uma instituição de ensino superior nas duas chamadas, ainda poderá participar da lista de espera que as faculdades utilizam para preencher as vagas abertas. A chamada para os alunos que ficaram na lista de espera sairá a partir do dia 11 de fevereiro.

O curso mais disputado desse ano foi o de Arquitetura e Urbanismo, no INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO.

As notas do Enem foram divulgadas na noite de sexta, dia 3 de janeiro de 2014.

O Inep também divulgou as maiores e menores notas do Enem. Matemática foi a área em que os alunos se mostraram mais empenhados, tendo a maior nota e a maior média das categorias, sendo a nota máxima de 971,5 pontos e a mínima de 322,4 pontos. Ciências da Natureza obteve 901,3 pontos de nota máxima e 311,5 pontos de nota mínima. Ciências Humanas registrou a nota máxima de 888,7 pontos e nota mínima de 299,5 pontos. O que chamou a atenção foi o rendimento dos alunos em Linguagens e Códigos, cujas notas máximas e mínimas foram as menores dentre as outras, sendo de 813,3 e 261,3 pontos, respectivamente.

Assim que a lista de espera sair, teremos mais notícias sobre os futuros profissionais brasileiros.

Por Ingrid Oliveira


O Ministério da Educação (MEC) informou que a partir de 2014 novas universidades irão aderir o ENEM como forma de ingresso. As instituições demonstraram interesse em aderi-lo totalmente (como único processo seletivo), ou parcialmente (o candidato faria exames e vestibulares além do ENEM para ingressar na instituição).

Duas universidades estaduais (Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc e Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UniOeste, a primeira reservando 25% das vagas do primeiro semestre para o Sisu e, a segunda reservando 50%), e mais de dez federais (Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD e Universidade Federal do Amapá – Unifap, com 50% das vagas pelo Sisu, Universidade Federal do Pará – UFPA usará o sistema para 20% das vagas e as demais serão preenchidas apenas pelo ENEM) utilizarão o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para o ingresso do candidato na faculdade.

Em 2012 foras 4,1 milhões de alunos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e, a metade desses alunos se inscreveu no Sisu.  

O estudante também pode concorrer a bolsas de estudos em universidades particulares com base em seus critérios de renda, como o Programa Universidade Para Todos (ProUni).

São vários os programas que utilizam o ENEM, saiba como participar deles:

– ProUni: Deve-se fazer a inscrição, que ocorre duas vezes por ano, sendo que a seleção leva em conta a renda do candidato. Para bolsa integral o estudante deve ter renda de no máximo um salário mínimo e meio, por pessoa da casa. Para a bolsa parcial, deve ter renda de até três salários mínimos. O programa seleciona vagas para universidades particulares;

– Fies: Há o financiamento de 100% da mensalidade com 3,4% de juros, sendo necessário ter feito o ENEM, porém, sem exigência de nota mínima para o financiamento;

– Sisu: O candidato deve fazer a inscrição que ocorre duas vezes por ano. O programa seleciona os candidatos para vagas em universidades públicas;

– Ciência sem Fronteiras: Concorre-se a bolsa para uma faculdade estrangeira. O estudante deve ter obtido 600 pontos ou mais no ENEM;

– Sisutec: São vagas gratuitas para cursos técnicos em instituições privadas e públicas de ensino superior. A inscrição é virtual e com base na nota obtida no ENEM, que precisa ser superior a zero. 

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo


Finalizam hoje, às 23:59 (horário de Brasília), a primeira rodada das inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SISU). A novidade nesse ano, que é de grande importância para os candidatos, é um sistema onde são apresentadas todas as notas de corte, dessa forma, não é necessário esperar até duas horas da manhã para saber o resultado do desempenho médio do dia. Para ter uma ideia da concorrência, o curso de medicina da UFPA, que no primeiro dia do corte obteve a maior pontuação do país (chegando a 869,15), nessa última atualização teve sua concorrência aumentada e a nota mínima que é necessária para conseguir uma vaga é de 869,95. A tabela completa pode ser acessada no site www.enemsimples.info.

Durante a inscrição, o candidato deve ficar atento à diferença da sua nota final. Como cada curso exige um peso para disciplinas específicas, é comum uma diferença de nota do mesmo aluno entre dois cursos. Por exemplo, se um aluno optar por Publicidade e Engenharia e sua nota em português for nove e em matemática seis, certamente a nota final será diferente entre os dois cursos, visto que o peso de matemática em Engenharia é mais elevado do que em Publicidade. Ainda ocorre diferença na nota se o candidato optar pelo sistema de cotas, ocorrendo um acréscimo na pontuação.

O sistema de cotas possui 50% das suas vagas nessa modalidade e sua distribuição é criteriosa. Dos estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas, a metade é destinada para estudantes com renda familiar bruta mensal por pessoa de até um salário mínimo e meio, segundo o site do Sisu. Outro tipo de cota é o declarante de cor ou raça, neste caso a sua comprovação é baseada apenas na autodeclaração.

Os alunos que não conseguiram pontuação para ingressar em nenhuma instituição, podem se inscrever na lista de espera no período de 27/01 a 13/02. Ressaltando que a primeira rodada de inscrições se encerra hoje (10), porém, ainda no mês de Janeiro outra rodada terá início com as vagas remanescentes. 

Por Deise Gomes


No dia 31 de dezembro de 2013 o Ministério da Educação liberou através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) a lista de vagas e instituições que estarão participando do processo seletivo 2014.1. As inscrições estarão disponíveis a partir do dia 6 de janeiro e serão feita através da internet.

No total, 115 instituições de educação e faculdades oferecerão vagas ao interessados participantes do ENEM 2013. O Estado de Minas Gerais é o que mais possui instituições ligadas ao Sisu (18), seguido de 15 no Rio de Janeiro, e 9 no Rio Grande do Sul.

O pré-requisito é que o candidato tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio sem ter obtido nota zero. São escolhidas no máximo duas opções de vagas em ordem preferencial.

As inscrições estarão abertas entre 6 e 10 de janeiro. A lista de aprovados deverá ser divulgada em seguida, no dia 13, e as matrículas devem acontecer já entre 17 e 21 de janeiro. No dia 27 deve ser divulgada a segunda chamada para candidatos da lista de espera que devem fazer suas matrículas entre 31 de janeiro e 4 de fevereiro.

O calendário apertado deve-se principalmente devido à adaptação das instituições escolares ao calendário da copa do mundo, a ser realizada em junho. A maioria das universidades tem início de aulas previsto entre os dias 20 e 27 de janeiro.

Apesar da rede de instituições federais ter aumentado no país, a procura por vagas continua crescendo em ritmo acelerado. Em 2008, a média de disputa por vaga nas federais era de 8 candidatos, menos da metade do registrado em 2012, chegando a marca de 17,3 candidatos por vaga.

Por Manoel da Costa Jr


Os estudantes que não foram convocados em nenhuma das duas chamadas do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) do último semestre de 2013, ainda tem chance de serem selecionados através da lista de espera. Para integrar a lista de espera é preciso se inscrever até o dia 12 de julho. Os selecionados pela lista serão convocados a partir do dia 17 de julho.

Podem participar dessa lista de espera os alunos que não foram chamados em nenhuma das duas vezes e os que foram selecionados no curso que estava em segunda opção. Para os candidatos selecionados na segunda opção, é válido tentar a lista de espera, mesmo se tiverem feito a matrícula na instituição de ensino em questão.

Para se inscrever na lista de espera é necessário acessar o site do Sisu e encontrar o “Boletim”. Ao final do boletim existe um botão para confirmar o interesse na lista de espera. Após clicar nesse botão, o sistema irá mostrar uma mensagem de confirmação.

O Sisu é um programa do Ministério da Educação que visa selecionar estudantes para ingressar em instituições de nível superior através do Exame Nacional do Ensino Médio.

Por Jéssica Posenato


O Ministério da Educação (MEC) deve divulgar no dia 1º de julho, pela da internet, a lista dos convocados em segunda chamada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Para quem não tem acesso à internet, é possível entrar em contato com as instituições participantes ou através da Central de Atendimento do MEC, através do telefone 0800-616161. Os aprovados poderão realizar as matriculas nos dias 5, 8 e 9 de julho.

Os aprovados devem entrar em contato com a instituição de ensino em que foram convocados, para verificar o horário, local e a documentação necessária para realizar a matricula. O aprovado que não realizar a matrícula dentro do prazo irá perder a vaga.

O Sisu é um programa desenvolvido pelo Ministério da Educação visando à seleção de candidatos para instituições públicas de ensino superior através da nota obtida no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A classificação é feita com base na nota obtida pelo estudante.

O estudante que não foi convocado poderá ficar na lista de espera, para isso basta acessar o site do Sisu entre os dias 1º e 12 de julho e aderir à mesma. O resultado da lista de espera sai no dia 17 de julho.

Por Jéssica Posenato


De acordo com informações divulgadas, a Universidade Federal  da Bahia, UFBA,  adotará a partir de 2014 o Sistema de Seleção Unificado, mais conhecido como Sisu. Dessa forma, os candidatos interessados em ingressar nesta universidade, que é uma das maiores do país, deverão participar do Enem 2013 e se inscrever no Sisu.

Os candidatos que adotarem esta norma,  terão grandes chances de se tornarem alunos da UFBA.

O anúncio foi feito pela assessoria da instituição, na quarta-feira (19/06). A seleção será 100% feita pelo Sisu e as regras e debates sobre esta decisão serão discutidos pela reitora da universidade e do Conselho Acadêmico de Ensino.

A UFBA é mais uma das universidades que estará utilizando as notas do Enem para a seleção de seus candidatos. Este tipo de seleção torna o acesso ao ensino superior mais democrático e possível, uma vez que o Enem é acessível para todos, e o número de candidatos que se inscrevem no exame é maior a cada ano.

As inscrições para o vestibular da UFBA para 2014 ainda não foram divulgadas, mas serão em breve.

Mais informações sobre esta decisão podem ser encontradas no site da universidade.

Por Celia Jane Santos


O MEC (Ministério da Educação) divulgou hoje a lista de aprovados para a primeira chamada do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) para o segundo semestre de 2013. O Sisu seleciona candidatos para ingressarem nas universidades federais de todo o país e registrou, de acordo com o balanço do MEC até as 18h do dia 16/06, com 738.439 candidatos e 1.428.124 inscrições, uma vez que cada candidato pode se inscrever em uma segunda opção de curso.

Os convocados para a primeira chamada devem se matricular nos dias 21, 24 e 25 de junho e, caso não façam a matrícula, serão mecanicamente desligados do sistema, perdendo o acesso à vaga. Os candidatos que não forem convocados na primeira chamada têm a opção de permanecer no sistema para aguardar a chamada que será realizada no dia 1 de julho, para essa chamada a matrícula deverá ser feita nos dias 5, 6, 7, 8 e 9 de julho.

Há ainda a possibilidade de adesão à lista de espera, que acontecerá entre os dias 1 e 12 de julho, e haverá convocação, de acordo com o cronograma do MEC no dia 17 de julho. Todas as informações necessárias ao candidato estão disponíveis no site do Sisu: http://sisu.mec.gov.br/.

Conforme divulgado pelo MEC, a universidade com maior número de inscritos foi a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) com 124.778 candidatos, seguida pela Universidade Federal Fluminense (UFF), pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Por Joana Junqueira borges


O Sistema de Seleção Unificada – Sisu está com as inscrições abertas até o dia 14 de junho de 2013. Podem participar os estudantes que tenham participado da edição de 2012 do Enem e que não tenham tirado zero na redação.

O Sisu oferece 39.724 vagas para 1.179 cursos de 54 instituições de Ensino Superior. A lista foi disponibilizada no site sisu.mec.gov.br onde o candidato pode realizar a inscrição. O sistema foi feito para que os alunos possam concorrer a vagas para cursos de graduação.

A seleção funciona como um leilão em que os pontos obtidos no Enem servem como lances para obter a vaga pretendida. Dessa forma, o ingresso do estudante na instituição de ensino depende do desempenho dele e dos concorrentes no Enem. Os interessados podem concorrer a duas vagas diferentes levando em consideração a ordem de preferência, que pode ser alteradas até o fim do período de inscrições.

A primeira chamada ocorre no dia 17 de junho e a segunda no dia 1º de julho. As matrículas serão realizadas nos dias 21, 22 e 25 de junho e 5, 8 e 9 de julho, para os aprovados na segunda chamada. 

Por Robson Quirino de Moraes


A Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), uma das mais conceituadas universidades públicas do Brasil, conta com uma grande oferta de cursos de graduação e pós-graduação e uma equipe de professores formada por mestres, doutores e pós-doutores. Ser aprovado em um processo seletivo de uma universidade como esta é a garantia de que o futuro da vida profissional e acadêmica será de grande sucesso. Por isso, que tal começar a se preparar para o processe seletivo UFTM 2014?

Ainda não foram informados quando estarão abertas as inscrições, o valor da taxa de inscrição, o calendário de matrículas, entre outros dados importantes. No entanto, as mudanças para o vestibular 2014 da UFTM já estão confirmadas.

Entre as mais destacadas, está a adesão ao Sistema Informatizado do Ministério da Educação (SiSU), sistema que separa algumas vagas, de vários cursos da instituição, para alunos que participam do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

A universidade ainda vai separar 50% das suas vagas para seguir a Lei de Cotas, oferecendo para negros e índios uma maior chance de estudar o curso que desejam em uma das melhores universidades públicas do Brasil.

Mais informações no site www.uftm.edu.br.

Por Michelle de Oliveira


Estão abertas as inscrições para o processo seletivo que selecionará mais de 3 mil novos estudantes para cursos técnicos no Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). As oportunidades são para os campi de Aracruz, Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, Guarapari, Colatina, Ibatiba, Linhares, Itapina, Nova Venécia, Santa Teresa, Piúma, São Mateus, Venda Nova do Imigrante, Serra, Vila Velha e Vitória.

Confira os cursos disponíveis:

– Química, Mecânica, Mineração, Informática, Eletromecânica, Transporte Ferroviário, Portos, Segurança do Trabalho, Informática, Edificações, Agrícola (hab. Agropecuária), Agrícola (hab. Zootecnia), Administração, Automação Industrial, Mineração, Construção de Edifícios, Agropecuária (hab. Agroindústria), Meio Ambiente, Automação Industrial, Transporte de Cargas, Metalurgia, Geoprocessamento e Eletrotécnica.

Nesta seleção, das 3.060 vagas disponíveis, metade delas está reservada a cotistas (candidatos vindos de escolas da rede pública, negros, pardos e índios). Ainda desse percentual, 765 vagas são para candidatos cuja renda familiar seja inferior a um salário mínimo e meio (R$ 933,00).

As inscrições se estendem até o dia 07 de novembro. A taxa é R$ 51,00. A solicitação de isenção de taxa pode ser realizada até o dia 31 de outubro.

A aplicação das provas está prevista para o dia 02 de dezembro.

Clique aqui e acesse o Edital.

Por Rafaela Fusieger


A UFU (Universidade Federal de Uberlândia) está com uma seleção sendo oferecida para a escolha de novos integrantes que irão fazer parte do corpo discente de um de seus variados cursos de nível superior através do vestibular 2013.

A UFU conta nos dias de hoje com cerca de 60 cursos nas áreas de Saúde, Medicina, Engenharia, Farmácia, Odontologia, Enfermagem, Ciências Humanas, dentre outras.

Para se candidatar a uma destas vagas que estão sendo ofertadas, o meio de seleção consiste no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Assim, os candidatos devem estar inscritos neste exame que terá suas provas aplicadas nos dias 03 e 04 de novembro de 2012 em todo o país.

Após obter os resultados do ENEM, estudantes que desejam entrar na UFU devem se inscrever no SiSu (Sistema de Seleção Unificada) escolhendo esta instituição mineira e aguardar os resultados ainda no mês de janeiro de 2013, de acordo com o aproveitamento obtido no ENEM.

Os selecionados irão iniciar suas atividades didáticas a partir do mês de fevereiro de 2013 nos campus da UFU presentes na região do Triângulo Mineiro.

Por Ana Camila Neves Morais


Recentemente a Universidade Estadual de Minas Gerais divulgou que o seu sistema de seleção já está utilizando as notas do Exame Nacional do Ensino Médio como método único para a seleção de cerca de 25% das vagas que forem disponibilizadas em cursos de graduação. De acordo com as informações divulgadas pela instituição o preenchimento dessas vagas será efetivado mediante o SiSu.

Vale lembrar que o método de vestibular tradicional continuará sendo a principal porta de entrada dos candidatos na instituição. Neste caso, 75% do total de vagas disponibilizadas.

Uma observação muito importante deve ser feita a respeito dessa novidade: dos 31 cursos que são oferecidos pela UEMG, apenas os que requisitam habilidades específicas não estarão vinculados ao Sistema de Seleção Unificada. Entre eles podemos destacar os seguintes: bacharelado em Artes Plásticas, licenciatura em Educação Artística, licenciatura em Educação Musical Escolar, bacharelado e licenciatura em Instrumento e Canto.

A novidade entrará em vigor a partir do ano de 2013. Conseqüentemente, quem se candidatou ao Enem 2012 já poderá fazer uso do SiSu para concorrer às vagas da UEMG já no ano que vem.

Para obter mais informações acesse o seguinte endereço eletrônico: www.uemg.br.

Por D. Soares


A UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre) está com um processo seletivo aberto para os novos estudantes de seus variados cursos de nível superior na área da saúde por meio do vestibular 2013.

Entre as opções disponíveis estão graduações como as de Medicina, Enfermagem, Farmácia, Odontologia e Psicologia.

Esta instituição educacional consiste em uma implantação no sul do país de uma organização com qualidade voltada para a formação de profissionais de saúde com eficiência no trabalho e foco muito centrado na pesquisa científica e melhoria da situação de saúde no país.

Os interessados em ingressar nesta faculdade devem realizar as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) nos dias 03 e 04 de novembro de 2012 em todo o país e se inscrever no SiSu escolhendo esta instituição no mês de janeiro de 2013 para início das aulas em fevereiro do mesmo ano.

Deste modo, para aqueles que desejam fazer um bom curso de nível superior com qualidade é preciso intensificar o ritmo de estudos e avançar rumo à tão sonhada aprovação em uma faculdade interessante como a UFCSPA.

Por Ana Camila Neves Morais


O IFCE (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará) está com um processo seletivo sendo oferecido para a escolha dos novos acadêmicos para cerca de 1.500 vagas em mais de 25 cursos de nível técnico e superior nas mais variadas áreas do conhecimento.

O IFCE consiste em uma instituição de ensino federal com o foco na oferta de educação com qualidade e voltada para a atuação prática de seus alunos.

Os interessados em ingressar no IFCE devem realizar as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e escolher no sistema do SISU o IFCE como opção para fazer a graduação ou curso de nível técnico.

O ENEM consiste em uma avaliação feita com os estudantes no final do ensino médio e que avalia seus conhecimentos obtidos neste nível de educação em conexão com a sua prática na realidade; e o Sistema de Seleção Unificada qualifica o candidato com base em suas notas obtidas no ENEM a escolher uma das faculdades que desejar.

Os aprovados irão iniciar seus estudos no mês de fevereiro de 2013 nas dependências do Instituto Federal do Ceará presente em vários municípios do Estado.

Por Ana Camila Neves Morais


Correndo o risco de ser anulado a pedido do Ministério Público Federal (MPF) do Ceará, o Sistema de Seleção Unificada (SISU) continuou normalmente o procedimento de matrículas dos aprovados. A ideia foi acertada, já que a Justiça Federal do Estado anulou o pedido feito pelo MPF. Ou seja, o SISU seguirá e não corre o risco de ser suspenso.

O pedido de anulação do processo foi feito pelo procurador da República Oscar Costa Filho, que alegou que a realização de um segundo procedimento de matrícula do SISU no ano faria com que os alunos não convocados na primeira seleção fossem prejudicados. O procurador também disse que isso facilitaria a venda de vagas nas universidades. No entanto, a justiça entendeu que não houve nenhuma ilegalidade no processo adotado pelo Ministério da Educação (MEC).

A juíza que indeferiu o pedido do procurador justificou que não haveria possibilidade de convocar os não aprovados na primeira etapa do SISU, porque no segundo semestre as universidades ofertam novas vagas. A magistrada ainda afirmou que não viu problema nenhum de um candidato já matriculado se inscrever para o segundo processo seletivo do SISU, porque ela alega que isso não fere a isonomia (ou seja, o oposto do informado pelo procurador).

Fonte: Justiça Federal do Ceará

Por Matheus Camargo


Foi apresentada na segunda-feira (25/06) a lista de aprovados no Sistema de Seleção Unificada (SISU) do Ministério da Educação (MEC). O processo de seleção contava com 30.548 vagas em 56 universidades públicas (federais e estaduais) de todo o país. Mas, assim que o resultado foi divulgado, o Ministério Público Federal do Ceará (MPF-CE) pediu o cancelamento do SISU 2012/2º, alegando que alguns estudantes estão sendo beneficiados com a abertura de inscrições no SISU duas vezes por ano.

Primeiramente, o resultado foi divulgado. Os alunos classificados nas universidades conseguiram a vaga de acordo com o resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2011. O SISU também informou que o período de matrículas inicia-se no dia 29 de junho e continuará sendo realizado até 9 de julho. Depois desta primeira etapa, uma segunda chamada será realizada, no dia 13 de julho, com matrículas entre 17 e 18 de julho. Quem não for convocado em nenhuma das duas etapas pode se inscrever na lista de espera entre os dias 13 e 19 de julho, com possibilidade de convocação a partir do dia 24 do mesmo mês.

No entanto, este cronograma pode ser totalmente alterado a pedido do MPF. Tudo porque o procurador da República, Oscar Costa Filho, entrou com uma ação pedindo a anulação da classificação, alegando que os candidatos que já estavam inscritos no SISU estão sendo prejudicados e que a abertura de um segundo processo de seleção no mesmo ano favorece a comercialização de vagas nas universidades.

De acordo com o procurador, os inscritos no primeiro processo de seleção do SISU deveriam ser os ocupantes das vagas do segundo semestre, obedecendo-se à ordem de classificação já estabelecida anteriormente.

O resultado do processo de seleção do SISU pode ser conferida através do site do MEC.

Por Matheus Camargo


O Sistema de Seleção Unificada (SISU) do Ministério da Educação (MEC) contabilizou um número recorde de inscrições nesta edição. No total, 642.878 estudantes se inscreveram para o processo de seleção. O resultado já é o balanço final do MEC, já que o período de inscrições se encerrou na sexta-feira (dia 22 de junho).

O total de inscrições, no entanto, foi muito maior do que o de acadêmicos inscritos. O MEC contabilizou 1.245.437 inscrições, sendo que as unidades da federação que mais contribuíram para este resultado foram o Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Maranhão e Bahia, nesta ordem. Já as instituições de ensino superior que conquistaram o maior número de inscrições foram a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal do Ceará (UFCE), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

Esta segunda edição de 2012 do SISU estava com 30.548 vagas em aberto para 56 universidades públicas.

A lista de aprovados na primeira chamada será divulgada na segunda-feira (dia 25 de junho), sendo que a matrícula deverá ser feita de 29 de junho a 9 de julho. Já a segunda chamada será realizada em 13 de julho, com matrículas nos dias 17 e 18 do mesmo mês.

Quem não for listado em nenhuma das duas convocações, pode declarar interesse em ficar na lista de espera. O procedimento deve ser feito entre os dias 13 e 19 de julho. A chamada destes inscritos acontecerá em 24 de julho.

Mais informações devem ser obtidas pelo site www.sisu.mec.gov.br.

Fonte: SISU

Por Matheus Camargo


No dia 22 de junho encerram-se as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Em três dias, o número de inscritos já bateu recorde em relação à edição de 2011/2º, até o dia 20/06 mais de 480 mil pessoas estavam registradas.

Os interessados devem ter realizado a prova do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2011.

Para realizar a inscrição é necessário que o candidato tenha em mãos o número de inscrição e a senha utilizada no processo. Durante o período de inscrição o candidato tem acesso à classificação parcial e também à nota de corte, podendo escolher até duas opções de curso e alterá-las a qualquer tempo.

O resultado da primeira chamada estará disponível no dia 25 de junho. Os convocados deverão realizar a matrícula entre os dias 29 de junho e 2 de julho. A matrícula da segunda chamada ocorre nos dias 10 e 11 de julho.

Os candidatos em lista de espera serão convocados pelas instituições de ensino superior após o dia 17 de julho.

Clique aqui e confira o edital do Sisu para o 2º semestre de 2012.

O SISU:

Neste ano estão sendo ofertadas mais de 30 mil vagas em 56 instituições públicas de ensino.

Por Rafaela Fusieger


A Universidade Federal Fluminense (UFF) anunciou que vai abolir o vestibular para o processo de seleção em 2013.

A partir de 2013, a única forma de os estudantes do 3º ano do ensino médio conquistarem uma vaga na universidade será através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Para que os estudantes possam se candidatar para o processo seletivo da UFF, eles devem prestar o ENEM de 2012 e se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SISU) de 2013. Vale lembrar que, de acordo com as normas impostas pelo Ministério da Educação (MEC), o candidato apenas pode se inscrever para o SISU se ele tiver obtido nota acima de zero na prova de redação do ENEM do ano anterior.

As inscrições para o ENEM 2012 já estão abertas através do site: sistemasenem2.inep.gov.br/inscricao. O prazo limite para fazer o procedimento é a sexta-feira (15).

O valor para pagamento é de R$35,00.

Os testes do ENEM acontecerão em todas as unidades da federação nos dias 3 e 4 de novembro.

O resultado final do exame será publicado a partir do dia 28 de dezembro.

Fonte: UFF

Por Matheus Camargo

 


Já está no ar o site do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) referente ao 2º semestre de 2012, onde 56 instituições públicas de ensino somam 30.548 vagas. Serão 5 dias de inscrições, com início em 18 de junho e término às 23h59 do dia 22 de junho.

Durante o período de inscrições o candidato terá acesso à classificação parcial e também à nota de corte, podendo alterar a qualquer hora do dia o que já havia escolhido.

Para se inscrever é necessário ter realizado a prova do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) em 2011. É importante que o candidato tenha em mãos o número de inscrição e a senha utilizada no processo.

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 25 de junho. Os selecionados deverão realizar a matrícula entre os dias 29 de junho e 2 de julho. A matrícula da segunda chamada ocorre nos dias 10 e 11 de julho. Os candidatos em lista de espera serão convocados pelas instituições de ensino superior após o dia 17 de julho.

Sobre o Sisu:

O Sisu é o Sistema informatizado, gerenciado pelo MEC, para selecionar candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior que utilizam a nota do Enem como única forma de processo seletivo. A escolha é realizada pelo Sistema, e tem como critério a nota obtida pelo candidato no Enem.

Clique aqui e confira o edital do Sisu para o 2º semestre de 2012.

Por Rafaela Fusieger


O resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi divulgado na tarde de sexta-feira (dia 13/01/2012). Foram mais de 1 milhão e 700 mil estudantes disputando um total de 108.552 vagas. A orientação do MEC (Ministério da Educação) é de que os estudantes entrem em contato com a instituição para receber os detalhes da matrícula.

A lista dos aprovados pode ser conferida através do site oficial do Sisu.

Os aprovados deverão fazer sua matrícula entre os dias 19 e 20 de janeiro.

Os estudantes que forem aprovados em segunda chamada deverão efetuar a matrícula nos dias 30 e 31 de janeiro.

Após as duas chamadas, há ainda a lista de espera, que será aberta no dia 26. Poderão participar quem não foi convocado em nenhuma chamada e quem foi convocado apenas pela segunda opção de curso.

Quem se inscreveu no Sisu também pode participar do Prouni, cujas inscrições começam sábado (dia 14/01/2012). Porém, apenas uma das opções pode ser efetivada, devendo o candidato aprovado em ambos escolher uma das vagas.

O número de inscrições nesta edição do Sisu cresceu 68,9 % em comparação com a edição do primeiro semestre de 2011. Já o número de vagas aumentou em cerca de 30 %, passando de 83.125 para 108.552 vagas.

Por Lucas Ferreira


A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) irá utilizar as notas do Enem 2011 para o preenchimento de todas as vagas do Vestibular 2012 da instituição, foi o que o Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio de Janeiro aprovou nesta quinta (30/06).

A partir de agora a Universidade utilizará somente o Sisu, Sistema de Seleção Unificada do Ministério da Educação, como forma de ingresso na Universidade. Além disso, houve um aumento de na reserva de vagas destinadas a estudantes de escolas públicas com renda inferior a um salário mínimo. Agora 30% das vagas serão destinadas a este público.

O Enem 2011 será realizado nos dias 22 e 23 de outubro e contará com provas de Linguagens, Redação, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática. A previsão é que os resultados sejam divulgados no dia 4 de dezembro e o resultado final, já com a correção das redações, em janeiro de 2012.


Já estão abertas as inscrições para o processo seletivo do 2º semestre de 2011 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), programa criado pelo Ministério da Educação (MEC) com o objetivo de unificar a oferta de vagas em cursos de instituições públicas.

Neste semestre, estão sendo oferecidas 26.336 vagas em todo o país, distribuídas entre 19 universidades federais, 2 Centros Federais de Educação Tecnológica e 23 institutos federais.

Podem participar os estudantes que fizeram o Enem de 2010, e que não tenham zerado a nota da redação.

Para se inscrever basta acessar o site www.sisu.mec.gov.br, diariamente, entre as 6 horas e às 23h59. Após o cadastro, é preciso escolher duas opções de curso. Ao final de cada dia são divulgadas as notas de corte referentes a cada graduação, e o candidato pode mudar as suas preferências, caso queira.

Os interessados devem se apressar, pois o prazo para se cadastrar termina no dia 19 de junho.

A lista com os aprovados em 1ª chamada deve ser divulgada no dia 22 de junho, e eles terão os dias 27 e 28 para realizarem a matrícula nas instituições de ensino. Já a 2ª chamada sai em 2 de julho.

Por André Gonçalves


A UFU (Universidade Federal de Uberlândia), no estado de Minas Gerais, divulgou que a partir do Vestibular de janeiro do próximo ano, irá aderir somente ao Sisu (Sistema de seleção Unificada), isso é, irá fazer a seleção de novos alunos, de forma exclusiva, através da nota que tenham obtido no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

As provas do processo de seleção da Estes (Escola Técnica de Saúde) e as provas de habilidade específica, que são exigidas no processo de seleção de determinados cursos, ainda serão realizadas pela UFU.

A adesão ao sistema informatizado, que é gerenciado através do Ministério da Educação, é valida apenas para o ingresso nos cursos de graduação.

Outras informações sobre o vestibular, cursos, e outros assuntos, podem ser adquiridas por meio do website: www.ufu.br.

Por Iracema Iris Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: