Hoje em dia o que mais encontramos são pessoas recém-formadas já pensando em uma pós, especialização ou mestrado. Mas você sabe qual é a diferença de uma especialização e de uma pós, por exemplo?

O primeiro diz respeito a adquirir mais conhecimento sobre uma área determinada em que você já atua ou quer atuar. O segundo, vale mais para aqueles profissionais que se graduaram e que estão em busca de uma atuação mais específica. 

Mas, qual a melhor hora para iniciarmos tudo isso? Será que existe um momento especial para tomarmos uma iniciativa? Será que precisamos estar preparados para tal responsabilidade? Se esse é o seu momento atual, confira abaixo algumas dicas simples que podem te ajudar a refletir sobre o assunto.

Atualmente o mercado anda muito exigente mesmo, mas isso não quer dizer que você precisa abrir mão de você mesmo. Não invista em nada sem antes ter a absoluta certeza.

Antes de mais nada, o primeiro passo é adquirir experiência na profissão que você já escolheu. Estar tranquilo e satisfeito com a demanda da sua profissão atual fará com que você fique mais seguro quanto ao futuro dela, e consequentemente poder realizar seu curso tranquilamente. Por isso, não tenha pressa. 
Terminar a graduação, não significa que você deve obrigatoriamente se sujeitar a um outro curso sem saber a situação do mercado que você escolheu. Prefira adquirir experiência na profissão.

Se mesmo assim você optar por continuar seus estudos em sua carreira, prefira algo que esteja mais alinhado com a sua área no mercado. E, se não for o que você goste, repense essa questão, pois estabilidade normalmente envolve outros aspectos também. 

Um curso de pós-graduação ou mestrado normalmente precisa estar dentro daquilo que você já possui um certo conhecimento. Se você já possuir conhecimento e já atuar na área, basta se informar a respeito, assim você terá todo apoio necessário durante seu curso de especialização. 

Não invista apenas no diploma. Entregue-se de corpo e alma. Faça valer a pena. O mercado abre as portas para pessoas que são criativas e que exercem sua profissão com entusiasmo, e não para aquelas pessoas que não se atualizam. 

Por Daniela Almeida da Silva


Os professores de matemática que tem curso de graduação completa podem participar da seleção do Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (Profmat), que está com 1.570 vagas em aberto. As inscrições devem ser realizadas até o dia 5 de julho, através do site www.profmat-sbm.org.br. As provas de seleção serão aplicadas no dia 31 de agosto e o mestrado começará em março de 2014.

O curso de mestrado é semipresencial e foi desenvolvido em períodos letivos específicos para que o professor consiga conciliar o curso e suas atividades profissionais. Esse curso tem duração de dois anos e é uma excelente oportunidade, pois é totalmente gratuito e o professor que ministra aulas na rede pública pode solicitar bolsa de estudo no valor de R$ 1,5 mil por mês.

Nesse ano, participam da seleção 59 instituições de educação superior estaduais e federais que fazem parte da Universidade Aberta do Brasil. Do total de vagas, 80% são para professores da rede pública e 20% são para professores da rede particular, licenciados em outras áreas de conhecimento e recém-formados. A maior parte das vagas é reservada para professores da rede pública, pois esse é o objetivo do curso.

Por Jéssica Posenato


Diferente do que a maioria pensa, fazer mestrado não é opção exclusiva de quem quer seguir carreira acadêmica. Há também opções de mestrado profissional, ou seja, voltado para o mercado de trabalho.

Os cursos de mestrado estão sujeitos a autorizações, reconhecimento e renovação de reconhecimento. As avaliações são feitas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Para concorrer às vagas de mestrado normalmente é necessário fazer provas, entrevistas e apresentar um pré-projeto alinhado com a pesquisa do programa ofertado.

A duração desse tipo de curso é de um ano e máxima de dois. Para o mestrado profissional (voltado para o mercado de trabalho) a dissertação pode ser transformada em um projeto, uma patente ou uma intervenção dentro do ambiente de trabalho.

Confira algumas instituições que oferecem cursos de mestrado no Paraná:

– Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Contato: www.unioeste.br e (45) 3220-3032

Áreas: Biociências e Saúde, Conservação e Manejo de Recursos Naturais, Educação, Energia na Agricultura, Engenharia Agrícola, Letras

Custo: Gratuito;

– Centro Universitário Curitiba (Unicuritiba)

Contato: www.unicuritiba.edu.br e (41) 3213-8746

Áreas: Direito Empresarial e Cidadania;

– Faculdade Evangélica do Paraná

Contato: www.faculdadeevangelica.edu.br e (41) 3240-5509

Área: Princípios da Cirurgia;

– Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico (Ilapeo)

Contato: www.ilapeo.com.br e (41) 3595-6044

Área: Odontologia-Concentração em Implantodontia;

– Universidade Federal do Paraná

Contato: www.prppg.ufpr.br e (41) 3360-5405

Área: Vários cursos de mestrado acadêmico e profissional;

– Universidade Positivo (UP)

Contato: www.posup.com.br e (41) 3317-3078

Áreas: Administração, Biotecnologia, Gestão Ambiental, Odontologia Clínica;

– Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Contato: www.pos.ct.utfpr.edu.br e (41) 3310-4676/4678

Área: Vários cursos de mestrado acadêmico e profissional;

– Universidade Tuiuti do Paraná (UTP)

Contato: pos.utp.br e (41) 3331-7643

Áreas: Comunicação, Ciências Humanas, Educação;

– Universidade do Centro-Oeste (Unicentro)

Contato: www.unicentro.br/uab e (42) 3621-1095

Áreas: Agronomia, Ciências Biológicas, Ciências Farmacêuticas, Educação, Geografia, Letras, Química;

– Universidade Estadual de Londrina

Contato: www.uel.br e (43) 3371-4104

Área: Educação;

– Faculdade Ingá (Uningá)

Contato: www.faculdadeinga.com.br e (44) 3033-5009

Área: Ortodontia.

Por Simone Lima


As inscrições para os cursos gratuitos de pós-graduação (mestrados e doutorados)  da UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina) em três dos polos da rede, vão até 30 de junho.

Um dos polos é o da capital, o  Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), com o Mestrado Profissional e Acadêmico em Administração.

O segundo, a unidade de Joinville, Centro de Ciências Tecnológicas (CCT) oferece mestrado nas áreas de engenharia elétrica, mecânica e Ciências e Engenharia de Materiais e física e o doutorado em Ciências e Engenharia de Matérias.

E por fim, o Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), em Lages, com os cursos de Produção Vegetal, Manejo do Solo e Ciência Animal.

O Centro de Ciências da Saúde e do Esporte (Cefid), também da capital, é o único que já encerrou as inscrições, em 15/06.

Os editais estão nos portais dos centros: para os mestrados em administração, acesse site www.esag.udesc.br/; para o CTT, www.joinville.udesc.br/ e por fim, o edital CAV, www.cav.udesc.br/.

Por Emerson Del Sent


Estão abertas as inscrições para os professores (da Rede Estadual de Ensino) que queiram participar do Projeto Bolsa Mestrado 2011. O projeto oferece bolsas de estudos para que docentes da rede estadual possam fazem cursos de pós-graduação stricto sensu.

São oferecidas bolsas no valor de R$ 1.300,00 a R$ 1.600,00, conforme o curso escolhido.

Os valores pagos este ano a título de bolsa tiveram um aumento de até 102,5% se comparado com o ano passado.

Para participar os professores devem se cadastrar no site do Projeto Bolsa Mestrado/Doutorado, até o dia 5 de maio de 2011.

Para participar, é preciso que o educador preencha alguns requisitos como: ter pelo menos 3 anos de atuação no mesmo cargo e ser efetivo.

A avaliação para a concessão das bolsas de estudo são, este ano, deliberadas por uma comissão de 91 diretorias de ensino do Estado de São Paulo.

Para maiores informações os professores e interessados devem acessar o site www.bolsamestrado.edunet.sp.gov.br.

Por Layla Rodrigues


Pesquisadores em História Regional e Local interessados em cursar o Mestrado Acadêmico em uma universidade pública têm uma oportunidade lançada. Está aberto o edital do Programa de Pós-Graduação da Universidade Estadual da Bahia para o citado campo de pesquisa.

São vinte vagas disponíveis, distribuídas entre duas linhas de pesquisa: “Estudos sobre trajetórias de populações afro-brasileiras” e “Estudos regionais: campo e cidade”. As inscrições estarão abertas até o dia 02 de maio de 2011.

Ambas as linhas de pesquisa partem do local para reflexões mais amplas. Cultura, relações de poder, linguagem, memória, religiosidade, representações sociais e gênero, entre outras variações, são temas abordados pelas pesquisas dessa área.

A Universidade Estadual da Bahia (UNEB) está situada em Santo Antônio de Jesus (região do Recôncavo Sul). O Departamento de Ciências Humanas da UNEB já conta com mais de trinta anos e o Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local (PPGHIS) foi recomendado pela CAPES em 2006.

Informações sobre o processo seletivo encontram-se no site www.mestradohistoria.com.br.

Por Luís Amâncio





CONTINUE NAVEGANDO: