Saiba aqui quantos pontos é preciso fazer no Enem para passar no Curso de Medicina.

Nesse artigo nós iremos tratar do curso de medicina em uma universidade federal e através do acesso universal. É evidente que existam variações entre uma universidade e outra, no entanto, o curso de medicina segue um certo padrão.

Como já foi comentado em um artigo anterior, não há como saber qual exatamente a sua pontuação de acordo com o número de questões acertadas. O que pode ser feito é tirar uma base, ou seja, apresentar o mínimo de questões que você precisa ter acertado para continuar sonhando com o ingresso no curso de medicina.

Para redação, o mínimo varia, embora vestibulandos que tiraram menos do que 800 já precisarão praticamente gabaritar as outras áreas. Aqueles que tiraram 880 para cima estão bem colocados para pleitear a vaga.

No caso da Matemática e suas Tecnologias, o mínimo gira em torno de 35 – 40 questões. Com esses acertos sua nota poderá chegar até 700 – 800 pontos. Isso dependerá das questões que você acertou.

Já em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias você não precisa se sair tão bem. Garantindo 30 – 35 questões está ótimo. Esse número de acertos lhe dará uma pontuação média entre 680 – 730.

No caso de Ciências Humanas e suas Tecnologias o ideal é quase gabaritar. O número de acertos para conquistar a vaga no curso de medicina deve circular entre 38 – 42 questões. Isso lhe dará uma pontuação média de 720 – 780 pontos.

Por último, em Ciências da Natureza e suas Tecnologias, vale acertar a mesma quantidade que na prova de Ciências Humanas, ou seja, entre 38 – 42 questões. Esse número de acertos lhe dará uma pontuação média de 730 – 800 pontos.

Com esse número de acertos os vestibulandos podem obter uma média de 760 – 780 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio. Lembre-se que dificilmente todas vagas são preenchidas na primeira chamada, então, não se baseie somente com os pontos de corte da primeira chamada do SISU.

Agora, se você ficou abaixo dessas notas, nada impede de tentar pleitear a vaga em medicina com a lista de espera. Existem muitos estudantes que conseguiram o ingresso com menos de 750 pontos. Vai que a sorte bata em sua porta?

Matheus Griebeler


Universidade de Harvard lidera lista dos Melhores Cursos de Medicina no Mundo. Já a USP é a instituição brasileira mais bem colocada no ranking.

Ao optar por escolher o curso de Medicina, o estudante tem que enfrentar vários obstáculos no caminho. O primeiro é a entrada em uma universidade. Tido como um dos cursos mais concorridos e difíceis, a Medicina é um sonho de muitos jovens espalhados pelo mundo. Mas, outro ponto de interrogação que passa pelas mentes dos estudantes é: Qual Curso de Medicina optar?

Cada curso tem as suas características, alguns pregam mais pela teoria e outros já pela prática. A empresa britânica QS (Quacquarelli Symonds), especializada em educação, divulgou em abril deste ano um ranking com os melhores cursos de Medicina no mundo. Nessa lista aparece à graduação na Universidade de Harvard, uma instituição privada localizada na cidade de Cambridge, no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos. Com um critério de seleção alto e com nomes de pesos que se formaram na universidade, como o Presidente Norte-Americano Barack Obama, Havard é sinônimo de muito prestígio para quem consegue cursar algum curso.

Além de Havard, os Estados Unidos também possui mais seis cursos na lista divulgada pela QS. O Brasil também está presente na lista. As mais bem avaliadas foram a USP (Universidade de São Paulo, classificada entre a 51ª e a 100ª posições), a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo, localizada entre o 151º e o 200º lugares) e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas, na faixa entre a 201ª e a 250º posições).

A USP é tida como a melhor faculdade da América Latina em 2015. Recentemente a instituição promoveu mudanças em sua grade curricular. Com foco na internacionalização, o foco é fazer convênios com instituições estrangeiras para receber e mandar alunos, aplicar mais testes nos estudantes com especialistas americanos e diminuir a carga horária de seus alunos em 30%, para que o estudante tenha mais flexibilidade e com isso possa aprender além da sala de aula, explorando o mundo externo.

Para a montagem desse ranking, a Quacquarelli Symonds levou em consideração muitos aspectos como a imagem da faculdade e o impacto causado na sociedade das produções científicas em determinadas áreas. Ela também levou em consideração a opinião de mais de 76 pessoas envolvidas com essas faculdades e mais de 44 mil contratantes de todo o mundo.

Por Isabela Castro


Regras mais rígidas foram anunciadas pelo MEC, que pretende fiscalizar os cursos de Medicina de instituições de ensino do Brasil.

O Ministério da Educação anunciou novas regras em relação às fiscalizações de cursos de graduação na área de Medicina nas instituições de ensino do País. De acordo com reportagem do “O Globo”, no próximo ano, o MEC pretende enviar profissionais para visitar e avaliar faculdades e universidades que obtiveram notas de 1 a 2, relacionadas às provas realizadas pelo ministério, quanto à avaliação da qualidade do ensino. Instituições que tiveram as notas mais altas, que chegam a 5, no máximo, também serão incluídas nessas visitas.

A reportagem também menciona que as novas regras ainda preveem que estudantes do 2º, 4º e 6º anos deverão se submeter a exames de avaliação. Segundo o ministro Renato Janine Ribeiro, em entrevista ao “O Globo”, as provas são essenciais para avaliar o nível de aprendizado dos alunos, além de haver possibilidade de correção na metodologia, por parte das instituições de ensino.

Consulta pública do Inep:

Recentemente, o Inep anunciou consulta pública sobre a eficácia dos mecanismos de avaliação adotados pelo instituto para avaliar os cursos de Medicina. Segundo informações do portal do programa “Mais Médicos”, as instituições podem participar da consulta, com envio de sugestões e críticas, por meio de formulário, disponível no site do Inep (portal.inep.gov.br/visualizar/-/asset_publisher/6AhJ/content/aberta-consulta-publica-para-adequar-instrumento-de-avaliacao-as-novas-diretrizes-dos-cursos-de-medicina?redirect=http%3a%2f%2fportal.inep.gov.br%2f), até o dia 4 de setembro.

Mais Médicos:

Estudantes de Medicina que desejam participar do programa Mais Médicos devem cursar ao menos 30%, relacionados ao período de internato médico. Lembrando que os estudantes ainda passarão por avaliações realizadas a cada dois anos.

De qualquer forma, todos os profissionais da área que querem fazer parte do programa federal devem se inscrever pela internet no portal do Mais Médicos (www.maismedicos.gov.br/como-se-inscrever). As vagas estão disponíveis para médicos:

– Formados em instituições de ensino brasileiras ou com diploma revalidado no País;

– Médicos que se formaram no exterior, mas que possuem habilitação que garanta a atuação da profissão em outros Países;

– Outra exigência do programa é que o profissional esteja quite com a Justiça Eleitoral, serviço militar (para participantes do sexo masculino) dentre outros requisitos que constam no site oficial do Mais Médicos.

Por Letícia Veloso


Nove entre dez crianças já sonharam e se imaginaram futuros médicos, de maneira lúdica esse pensamento é despertado e com o passar dos anos acompanha algumas dessas crianças. Como toda profissão há diversas áreas para especialização como Pediatria, Cardiologia, Neurologia e outras tantas mais. Contudo, o que está incluso nessa profissão é que o profissional dessa área tem o dever de cuidar, saber quais medicamentos necessários e o tipo de tratamento ou cirurgia que será aplicado.

O curso tem a duração de 6 anos e é divido em três momentos. O primeiro é conhecido como ciclo básico, o segundo ciclo profissional, e o terceiro, internato ou estágio. Logo após passar por essas três fases o estudante adquire o diploma e sai da faculdade como Clínico Geral, se for partir para uma especialização ele precisa ir para a residência que terá duração de, no mínimo, 2 anos

Todavia mesmo o médico não possuindo especialidade ele exerce determinadas funções como atendimento ao cliente (fica por dentro de todos os sintomas por ele sentido), acompanhamento em hospitais, clínicas, receitar medicamento para diagnóstico identificado, realizar cirurgia, fazer o primeiro atendimento e se preciso indicar especialista para área, pedir e analisar exames, emissão de atestados, orientar enfermeiros de sua equipe, etc.

Por ser uma das profissões que mais atraem, também tem um mercado amplo e ao mesmo tempo carente e a cada dia necessita-se desses profissionais das mais diversas especializações em todo o Brasil, tanto na rede pública quanto privada.

Assim como as demais áreas de saúde esses profissionais têm mais do que a finalidade de diagnosticar doenças, mas têm o dever moral para contribuir com a melhora dos seus pacientes, com dedicação, amor pela profissão e honra para com cada paciente que são frutos de longos anos de estudo e de um sonho nascido na infância, na maioria dos casos. Ser médico é ter mais que uma profissão, é amar a vida de todas as formas.

Por Luciana Viturino


A Faculdade das Américas (FAM) abre inscrições no dia 20 de outubro às 10h para o vestibular do primeiro semestre de medicina do ano de 2015. As inscrições se darão até o dia 1 de dezembro.

A taxa de inscrição para o vestibular é de R$ 200,00 se efetuada até dia 30 de outubro, ou de R$ 300,00 até o fim do prazo de inscrição estabelecido.

O curso está caracterizado como Bacharelado em Medicina e oferece 50 vagas à candidatos que já concluíram o ensino médio ou concluirão até a data da matrícula. O processo seletivo será realizado pela já conhecida Fundação para o vestibular da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", a VUNESP.

O vestibular será realizado em uma única fase, constituída por uma prova objetiva que contará com 60 questões de múltipla escolha e terá valor de 60 pontos e uma redação com valor de 40 pontos. Porém, a prova de redação terá caráter eliminatório, desclassificando todo e qualquer candidato que obtiver nota zero na avaliação.

A prova será realizada no dia 11 de janeiro de 2015, das 14h às 18h30, e terá 10 questões de língua portugesa, 6 questões de língua inglesa, 5 de história, 5 de geografia, 10 questões de biologia, 10 questões de química, 7 questões de física e 7 questões de matemática.

As provas serão feitas na cidade de São Paulo (SP) no lugar indicado pelo site da Vunesp. O candidato deverá comparecer no local portando caneta esferografica azul ou preta de corpo transparente, lápis, borracha e apresentar documento original com foto. Os portões serão fechados pontualmente às 14h.

As inscrições para o vestibular poderão ser realizadas no endereço eletrônico www.vunesp.com.br. Os resultados serão divulgados no dia 28 de janeiro de 2015 no site da Vunesp e no site da FAM.

Por Nosf


Já se passou pouco mais da metade do ano, mas os vestibulares em instituições de ensino não se encerraram. Muitas pessoas até preferem realizar a avaliação para o ingresso no ensino superior nesta época do ano. Motivos singulares a parte, o que se sabe é que a concorrência é acirrada em ambas as épocas.

Um dos cursos mais concorridos, sem dúvidas, é o de Medicina. Ano a ano, jovens de todo o país vão em busca do sonho de se tornarem médicos e concorrer aos vestibulares mais disputados do ano.

A UNISA (Universidade de Santo Amaro) está com processo seletivo em aberto para o vestibular do curso de Medicina na Instituição para o ano letivo de 2015 no 1º e 2º semestres.

As inscrições que já estão abertas desde julho deste ano e se encerrarão às 20h do dia 22 de setembro. A prova está prevista para ser aplicada no dia 19 de outubro, seguida da divulgação da classificação no dia 11 de novembro. O ingresso dos candidatos que passarem no vestibular acontecerá em janeiro, do próximo ano, como informado.

As inscrições podem ser feitas por meio do site da instituição (www.unisa.br) mediante ao pagamento de taxa no valor de R$ 350 e preenchimento de ficha de inscrição.

A informação é de que serão disputadas cerca de 100 vagas para o curso, que é um dos mais concorridos. Serão oferecidas 50 vagas para o 1º semestre e 50 para o 2º.

Situado no Campus I da UNISA, que fica na Rua Professor Enéas de Siqueira Neto, 340, Jardim das Embuias, em São Paulo, acontece em período integral, das 7h30 às 12h e das 13h às 17h50.

A avaliação será elaborada em parceria com a VUNESP e contará com provas de conhecimentos gerais com 60 questões objetivas, dividida nas seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Língua Inglesa, História, Geografia, Biologia, Química, Física e Matemática. Terá ainda, redação para avaliar a capacidade de raciocínio, compreensão, análise e síntese do candidato.

A dica no momento é a de estudar, já que a prova é bem acirrada. Para saber um pouco mais a respeito, confira o edital no site da UNISA e se prepare. 

Por Juliana Alves de Souza


O MEC (Ministério da Educação) disponibilizou o interstício de dois cursos de Medicina empregados em universidades privadas que corresponde ao ensino superior, ofertando oportunidade aos interessados a explicitação de 120 vagas.

A autorização proporcionada pelo Ministério da Educação está integrada a portaria, a qual foi mencionada no mês de junho através da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior. O curso especificado é sempre o mais procurado em distintas instituições propagadas pelo país, influenciando na elevação de candidatos por vaga durante os processos seletivos que são efetivados.

Será implicado ao preenchimento um total de 120 vagas. Estará distribuída em duas subdivisões que integram a bifurcação de 60 vagas a Faculdade Ubaense Ozanam Coelho, onde se encontra situada no estado de Minas Gerais, e as demais existentes nas Faculdades Inclusas de Patos, na Paraíba.

A autorização em relação à abertura de cursos referenciados a Medicina está cada vez mais difícil de ser alcançada, e impõe alta disposição nos últimos meses. A Medicina muitas vezes não é disputada apenas pelo o amor que os candidatos empregam à profissão, mas principalmente pela estabilidade financeira que adquirem com a execução eficaz do desempenho especificado. Por esse motivo, está no ápice da concorrência em vários processos dispostos em diferentes cidades.

A concorrência é imprescindivelmente altercada em todos os estados brasileiros. A cada vestibular a aprovação se torna mais difícil pela quantidade de pessoas que estão dispostas a ocupar uma vaga distribuída pela instituição característica a cada local. A qualificação do curso deve ser extremamente analisada, e reprovada caso não esteja apta a formar excelentes profissionais da saúde, expondo conhecimento expressivo.

O objetivo primordial é salvar vidas, por isso, o cuidado em avaliar cada quesito a ser empregado para que o andamento possa ser iniciado, deve ser extremo. Lidar com vidas interliga ao risco constante e aprendizado superior ao esperado, para que todos possam ser atendidos e diagnosticados corretamente.

Em maio, foi totalizada a liberação de oito cursos de Medicina associados a universidades federais de cidades que compõem o interior do país. Foram aproximadamente 420 vagas distribuídas. No início do ano, o ministério aprovou a abertura de 1.340 vagas por ano referente ao curso de Medicina sendo propagadas entre processos já existentes e outros dois novos.

O governo está disposto a desenvolver constante progressão em relação às vagas destinadas ao curso em contexto para atingir a meta do Programa Mais Médicos, que tem o interesse em apresentar 11.447 vagas unidas a instituições públicas e privadas até o ano de 2017.

Por Lorena de Oliveira


A Universidade Municipal de São Caetano do Sul abriu suas inscrições para seu curso de Medicina, que podem ser feitas através do site.

A faculdade oferece 60 vagas semestrais, e é uma das mais concorridas faculdades de São Paulo, quando o curso em questão é em sua área da saúde.

De todos os cursos oferecidos pela universidade, entre eles Jornalismo, Publicidade e Propaganda,  Direito, Pedagogia, Comércio Exterior e muitos outros, o de Medicina é que mais exige desempenho para a aprovação.

O vestibular de Medicina, como sempre, na maioria das universidades, é o mais procurado, e isso é apenas um dos motivos para sua nota de corte ser mais elevada, além do curso exigir uma qualidade excepcional de seus alunos ingressantes. Devido a esse corte mais exigente, os alunos que prestarão Medicina precisam se preparar bem durante o ano todo.

Algumas boas dicas para que a aprovação venha são: dormir bem (uma noite de sono de 6 a 8 horas, segundo o Instituto do Sono); estudar, no mínimo, 3 horas por dia, o que surtirá efeito se esse processo for levado a sério durante todo o ano; fazer resumos; prestar atenção nas aulas; tirar dúvidas com seus professores, sempre que alguma surgir; e ter uma alimentação saudável.

Oferecendo o curso para formação de médicos com duração de 6 anos, a USCS possui um grande e principal campus situado à Rua Santo Antônio, Centro. 

A taxa para inscrição para o vestibular de Medicina é de R$ 195,00, após o candidato preencher um formulário e conferir o edital do vestibular, que contém informações tais como a sala da prova e os documentos necessários para o dia do exame. As inscrições estarão disponíveis até o dia 24 de janeiro de 2014

A prova acontecerá no dia 16 de fevereiro, no campus central, e em 17 de março as aulas se iniciarão.

Por Danilo Lacalle


Foi ampliado pelo Ministério da Educação a quantidade de cursos de Medicina que era ofertada no país. Os municípios que ganharam os cursos foram: Contagem (MG), Pato Branco (PR), Angra dos Reis (RJ), Itaboraí (RJ), Vilhena (RO), Jaraguá do Sul (SC) e Guarulhos (SP).

Segundo o MEC, a iniciativa faz parte do programa Mais Médicos, o qual pretende ampliar a quantidade de vagas de graduação. A ideia é que sejam criadas aproximadamente 3.500 vagas. Todavia, será verificado os 42 municípios que possuem o curso, para saber se a estrutura e os equipamentos públicos para a saúde estão de acordo com o exigido. Para isso, será enviada uma comissão de especialistas que averiguará se o local está ou não habilitado.

O processo de inscrições para conseguir implantar o curso nos municípios foi realizado por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (Simec), no qual mais de 200 Prefeituras buscaram o acesso. Desta forma, 154 conseguiram finalizar formalmente o processo e, dessas o MEC deferiu 42 propostas, conforme lista divulgada no Diário Oficial da União.

Os municípios que foram pré-selecionados são: na Bahia – Alagoinhas, Eunápolis, Guanambi, Itabuna, Jacobina e Juazeiro; no Ceará – Crato; no Espírito Santo – Cachoeiro de Itapemirim; em Goiás – Aparecida de Goiânia; no Maranhão – Bacabal; em Minas Gerais – Muriaé, Passos, Poços de Caldas, Sete Lagoas; no Pará – Ananindeua e Iucuruí; em Pernambuco – Jaboatão dos Guararapes; no Piauí – Picos; no Paraná – Campo Mourão, Guarapuava, Umuarama e Pato Branco; no Rio de Janeiro – Três Rios, Angra dos Reis e Itaboraí; em Rondônia – Vilhena; no Rio Grande do Sul – Erechim, Ijuí, Novo Hamburgo e São Leopoldo; em Santa Catarina – Jaraguá do Sul; e, em São Paulo – Araçatuba, Araras, Assis, Bauru, Cubatão, Guarujá, Guarulhos, Indaiatuba, Jaú, Limeira, Mauá, Osasco, Pindamonhangaba, Piracibaba, Rio Claro, São Bernardo do Campo e São José dos Campos.

Por Luciana Viturino


Devido a crescente falta de médicos, o governo solicitou que as faculdades aumentem sua oferta de vagas para os cursos de Medicina. A primeira delas foi a Famerp – Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, em São Paulo. A instituição informou o acréscimo de 16 vagas para o curso.

As inscrições para o vestibular 2014 terão pequenas mudanças e uma delas é o aumento de 64 para 80 vagas do curso de Medicina, tornando-se a primeira instituição do país a aumentar o número de vagas. Para isso, recebeu uma verba extra do governo de R$ 1,8 milhão.

A instituição foi escolhida devido ao alto nível do curso oferecido. No ano passado ela entrou para o grupo das 30 melhores instituições de ensino do Brasil por ter recebido nota máxima do Enade – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes.

Não somente o curso teve uma melhora, o diretor da Farmerp Dulcimar Donizeti de Sousa, afirmou que o dinheiro chega este ano e será usado para a inauguração e ampliação de salas de aula em um projeto modulável, que pode se transformar em anfiteatro com capacidade de 800 pessoas. As obras já começam em setembro e já serão usadas no primeiro semestre do ano que vem.

Por Robson Quirino de Moraes


Boa notícia para os vestibulandos que pretendem conquistar uma vaga em um curso superior altamente concorrido. A Universidade Nove de Julho (Uninove) abriu as inscrições para o vestibular de Medicina.

O certame é organizado pela Vunesp e os candidatos devem se inscrever até o dia 10 de maio, pelo site www.vunesp.com.br ou nos campi da Uninove. O valor da inscrição é de R$ 195,00.

O processo seletivo será realizado em fase única, marcada para o dia 24 de maio, no campus da Uninove, na Barra Funda (SP). A primeira prova, composta de questões sobre Língua Portuguesa, Matemática, Geografia, História, Língua Inglesa e Física, será aplicada das 8h às 12h. Já a segunda prova, será realizada das 14h às 18h, e trará questões dissertativas de Química e Biologia, além de Redação.

A lista de aprovados no vestibular será divulgada a partir das 15h do dia 11 de junho, no site www.vunesp.com.br e nos campi da universidade. Há previsão de convocação de lista de espera.

As matrículas devem ser feitas entre os dias 12 e 14 de junho e as aulas começam no segundo semestre de 2013, no campus Vergueiro da Uninove.

Por Jocimara Rodrigues


Na quarta-feira (dia 06 de junho), o Ministro da Educação Aloizio Mercadante, no programa de rádio "Hora da Educação", anunciou que serão abertas 2.415 vagas para os Cursos de Medicina no país. Tal proposta irá proporcionar um aumento de 15% nas vagas oferecidas atualmente. Segundo o portal do MEC, a maior quantidade de vagas se agrupará na região Nordeste do país, onde segundo o site há carência da oferta desse curso.

Atualmente, a região Nordeste conta com 415 vagas, após a portaria de autorização passará a contar com 775 vagas. Já a região Norte, que atualmente conta com 210 vagas, passará a ter 310 vagas. Por fim, a região Centro-Oeste terá mais 160 vagas, totalizando 270.

Segundo o portal G1, tal ação nas regiões citadas acima provém da escassez de profissionais nessas regiões.

Segundo site do MEC, o Brasil está em defasagem em relação à quantidade de médicos, sendo 1,8 médico para cada mil brasileiros, enquanto que em alguns países europeus, como por exemplo em Portugal, a média é de 3,6 médicos para cada mil habitantes. A meta brasileira é atingir a marca de 2,5 médicos para cada mil habitantes até 2020.

Das vagas autorizadas, a maioria será para as universidades federais, sendo somente 800 para as particulares.

Por Thiago José Fernandes


Os aprovados para o curso de Medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC) não fizeram as inscrições para o ano letivo, ao todo 40 candidatos alcançaram a nota necessária para a aprovação e o prazo final terminou às 17h do dia 13 de fevereiro (sexta-feira).

Em nota, a UFAC relatou que isso é inédito e que nunca havia acontecido na história da instituição. Ainda segundo a Universidade, os candidatos classificados no serão novamente convocados na segunda quinzena de fevereiro.

O curso de Medicina é um dos mais concorridos, ao todo 183,27 candidatos disputavam uma única vaga, ou seja, foram feitas 7.331 inscrições para 40 vagas. Em segundo lugar ficou o curso de Direito com 67,72 por vaga.

O referido curso da UFAC é um dos mais conceituados do país. A faculdade recebeu conceito 4 no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e ganhou conceito 3 no Conceito Preliminar de Curso (CPC), sendo que a nota máxima é cinco.

Outro conceito recebido pela UFAC foi 3 no Índice Geral de Cursos (IGC). O fato aconteceu apenas no curso de Medicina, de acordo com a instituição todos os outros cursos tiveram as suas matrículas realizadas em sua totalidade ou parcialmente.

Por Joyce Silva


A Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) abriu inscrições para o Vestibular de Medicina do 1º semestre de 2012. Serão 50 vagas em disputa, para o curso superior de medicina, que tem duração de 12 semestres. As aulas, em período integral, serão ministradas na unidade da instituição localizada na R. Cesário Galeno, número 475, Tatuapé, na capital paulista.

As inscrições serão recebidas até o dia 28/10/2011, apenas pela internet, através dos sites www.vunesp.com.br ou www.unicid.br. Quem se inscrever até o dia 02/10/2011 vai pagar uma taxa de R$ 200, enquanto aqueles que se cadastrarem entre os dias 3 e 28 do mesmo mês terão que pagar R$ 220 pela inscrição.

Os candidatos farão as provas do processo seletivo no dia 20/11/2011. Na parte da manhã serão aplicados os testes de química, história, física, geografia e matemática, todos com questões objetivas. Já no período da tarde será a vez das avaliações de língua portuguesa, biologia e língua inglesa, também com questões fechadas, além da redação.

A lista dos aprovados na 1ª chamada será conhecida no dia 08/12/2011, e os convocados deverão confirmar a matrícula na UNICID entre os dias 09 e 12/12/2011.

Todas as informações sobre o vestibular estão disponíveis no edital.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: