Recentemente, foi realizado um levantamento com universidades em todo o mundo pela Quacquarelli Symonds University Rankings e a Universidade de São Paulo (USP) foi eleita a 11ª melhor instituição de ensino superior com as disciplinas de Comunicação e Estudos de Mídia.

A QS realiza pesquisas educacionais avaliando o desempenho no ensino médio, na graduação e também na pós-graduação. A pesquisa em questão foi dividida em 29 disciplinas de cinco grandes áreas, sendo estas Ciências da Vida, Ciências Sociais e Administração, Artes e Humanidades, Ciências Naturais e Engenharia e Tecnologia.

A média da USP na disciplina que lhe deu a 11ª colocação foi de 85 pontos, sendo que a primeira colocada ficou com 94,8 pontos, que foi a Universidade de Stanford. Na frente da universidade brasileira, ficaram instituições da Austrália, Japão, Cingapura e Reino Unido. Já na classificação geral das Ciências Sociais e Administração, a Universidade de São Paulo ficou na posição 67ª.

Além disso, outras disciplinas da USP lhe deram boas colocações, como História em 27º lugar, Geografia em 31º, Filosofia em 44º e também Pesquisa Operacional, que rendeu o 48º lugar no ranking.

Essa pesquisa foi muito importante para o Brasil, pois colocou nosso país na posição de único da América Latina que conseguiu ter uma posição, em alguma disciplina, dentro das 20 melhores.

Por Guilherme Marcon

Fonte: Portal Comunique-se


Diferente do que a maioria pensa, fazer mestrado não é opção exclusiva de quem quer seguir carreira acadêmica. Há também opções de mestrado profissional, ou seja, voltado para o mercado de trabalho.

Os cursos de mestrado estão sujeitos a autorizações, reconhecimento e renovação de reconhecimento. As avaliações são feitas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Para concorrer às vagas de mestrado normalmente é necessário fazer provas, entrevistas e apresentar um pré-projeto alinhado com a pesquisa do programa ofertado.

A duração desse tipo de curso é de um ano e máxima de dois. Para o mestrado profissional (voltado para o mercado de trabalho) a dissertação pode ser transformada em um projeto, uma patente ou uma intervenção dentro do ambiente de trabalho.

Confira algumas instituições que oferecem cursos de mestrado no Paraná:

– Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Contato: www.unioeste.br e (45) 3220-3032

Áreas: Biociências e Saúde, Conservação e Manejo de Recursos Naturais, Educação, Energia na Agricultura, Engenharia Agrícola, Letras

Custo: Gratuito;

– Centro Universitário Curitiba (Unicuritiba)

Contato: www.unicuritiba.edu.br e (41) 3213-8746

Áreas: Direito Empresarial e Cidadania;

– Faculdade Evangélica do Paraná

Contato: www.faculdadeevangelica.edu.br e (41) 3240-5509

Área: Princípios da Cirurgia;

– Instituto Latino Americano de Pesquisa e Ensino Odontológico (Ilapeo)

Contato: www.ilapeo.com.br e (41) 3595-6044

Área: Odontologia-Concentração em Implantodontia;

– Universidade Federal do Paraná

Contato: www.prppg.ufpr.br e (41) 3360-5405

Área: Vários cursos de mestrado acadêmico e profissional;

– Universidade Positivo (UP)

Contato: www.posup.com.br e (41) 3317-3078

Áreas: Administração, Biotecnologia, Gestão Ambiental, Odontologia Clínica;

– Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Contato: www.pos.ct.utfpr.edu.br e (41) 3310-4676/4678

Área: Vários cursos de mestrado acadêmico e profissional;

– Universidade Tuiuti do Paraná (UTP)

Contato: pos.utp.br e (41) 3331-7643

Áreas: Comunicação, Ciências Humanas, Educação;

– Universidade do Centro-Oeste (Unicentro)

Contato: www.unicentro.br/uab e (42) 3621-1095

Áreas: Agronomia, Ciências Biológicas, Ciências Farmacêuticas, Educação, Geografia, Letras, Química;

– Universidade Estadual de Londrina

Contato: www.uel.br e (43) 3371-4104

Área: Educação;

– Faculdade Ingá (Uningá)

Contato: www.faculdadeinga.com.br e (44) 3033-5009

Área: Ortodontia.

Por Simone Lima


Este ano apenas 12% dos 116.000 bacharéis em Direto inscritos na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) conseguiram aprovação no exame. Até então o menor índice de aprovação era de 14% entre 95.700 inscritos no ano passado.

Entre as 20 primeiras instituições colocadas no exame, apenas uma instituição privada (vigésima colocada) apareceu no ranking, a Faculdade Baiana de Direito e Gestão. As Universidades Públicas apresentaram melhor desempenho.

O resultado do exame fez com que o Presidente da OAB, Ophir Cavalcanti, pedisse ao MEC – Ministério da Educação – que fizesse uma vistoria nos cursos de Direito nas Instituições de Ensino Superior que não apresentaram nenhum aprovado no exame, no total foram 90 Instituições que não aprovaram nenhum bacharel.

Se as instituições não apresentarem melhoras na colocação dos seus candidatos nas provas posteriores estarão sujeitas à penalidades que vão de redução de vagas no curso até encerramento das atividades e fechamento do mesmo.

No dia 05 de julho a Ordem dos Advogados do Brasil divulgou a lista das Instituições que não aprovaram nenhum aluno no exame.

Por Anna C.





CONTINUE NAVEGANDO: