Ouve-se muitas pessoas dizendo que tem vocação para ser enfermeiro, outras para ser professor, engenheiro, enfim a questão de vocação desde muito tempo vem sido utilizada como sinônimo de afinidade, aptidão, facilidade em desenvolver algo.

Mas será mesmo que existe vocação como dom divino ou há outras coisas que possam explicar a desenvoltura ao se realizar algo que vem de uma coisa mais simples do que as crenças? Conforme o dicionário Aurélio o significado da palavra VOCAÇÂO explica-se s.f. Ato ou efeito de chamar (-se). / Tendência ou inclinação para um estado, uma profissão etc.: vocação.

Seja como for, os candidatos ao vestibular 2013 precisam, indubitavelmente, escolher uma profissão que tenha a ver com sua personalidade, estilo e jeito de ser. Há muitos testes vocacionais na internet, mas, segundo a Psicóloga Humanista Rosa Brito, os estudantes devem buscar apoio profissional,ajuda psicológica por exemplo,ou auxílio familiar.

É importante observar o que a pessoa gosta,quais suas habilidades e aptidões. O que não faltam são opções de cursos nos mais diversos setores como: saúde,  educação,lazer, ciências humanas ou exatas. A vocação, então, é algo que precisa, sim, ser aprimorada, e não apenas algo inato no ser humano.

Por Madson Lima de Oliveira


Ao final do ensimo médio, todo estudante se depara com uma árdua escolha, escolher uma profissão.Não é fácil se escolher uma carreira antes dos vinte anos de idade, quando chegou minha vez, passei a analisar diversas possibilidades. Pensei em história, filosofia, jornalismo, publicidade, ciência da computação, dentre muitas outras coisas.

Ao final, eu acabei optando por direito, posso dizer que acertei na mosca. Pois bem, o primeiro passo para se escolhar o curso adequado, é observar em quais matérias da escola você tem mais facilidade.

No meu caso, eu não me dava bem com exatas e biológicas, no entanto, sempre me destaca em ciências humanas. Esse foi o meu ponto de partida, pois assim exclui diversos cursos da minha lista. O segundo passo foi analisar as possibilidades que cada profissão me oferecia,isto é, o que eu poderia fazer depois de concluído o curso superior. Nessa fase, eu eliminei quase todas opções, pois descobri que, embora tenha apreço por muitos cursos superiores, eu não me imaginava atuando nas carreiras que elas proporcionavam.

Enfim, agora é a hora de você conversar com pessoas que cursam o curso desejado, bem como profissionais já formados. Perceba que eu utilizei o termo no plural, o que significa que você não deve conversar com uma única pessoa, mas sim com várias pessoas. Lembre-se que sempre terão pessoas que estão infelizes em todas as áreas, logo, estas com certeza vão te desestimular, da mesma forma que as pessoas que se deram bem vão te estimular, portanto, é importante avaliar os dois lados.

Por Renan Valmeida do Nascimento


Jovens que ainda estão indecisos com relação a que carreira seguir, devem procurar setores que prometem grande crescimento e desenvolvimento futuramente.

Entre eles podemos destacar a área de Tecnologia da Informação (TI). Aqueles que gostam e tem habilidades com computadores, lançamentos tecnológicos e games podem investir nessa carreira.

Esse mercado está num momento de grande expansão e a tendência de crescimento é mundial, um setor que está diretamente ligado à tecnologia tem tudo para ser a profissão do futuro.

No Brasil existem diversas faculdades e universidades que oferecem o curso, e a procura é grande, porém devemos ressaltar que a capacitação dos jovens profissionais é importantíssima e se estende por toda a carreira.

O profissional de TI pode desenvolver projetos, trabalhar com implantação e implementação de sistemas, além disso, poderá trabalhar em diversos tipos de empresa, os segmentos que exigem profissionais de TI são muitos e variados.

Por Milena Evelyn



Bibliotecário trata-se de um profissional extremamente importante dentro do mundo intelectual, pois é o responsável por organizar as diversas fontes de conhecimento, para que estas fiquem disponíveis de forma facilitada às pessoas que as buscam.

Com o crescente aumento do número de informações divulgadas na internet, estes profissionais poderiam se sentir ameaçados de extinção. Porém, não é o que acontece, de acordo com o bibliotecário William Okubo, que atua na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo.

Segundo ele, qualquer informação precisa ser organizada, e o campo da internet, na verdade, amplia o campo de atuação do profissional da área. Conforme dito por Okubo, por mais que haja tecnologia crescente no mundo, o homem sempre estará "por trás dela". Pode ser que no futuro não exista mais um espaço físico de atuação do bibliotecário, mas este terá um trabalho on-line a desenvolver para organizar as informações virtuais.

Por Elizabeth Preático





CONTINUE NAVEGANDO: