O objetivo do curso é formar um pedagogo que esteja apto a executar, ser responsável por coordenar e planejar as várias etapas do processo que consiste a educação.

O curso de Pedagogia, para quem não sabe, tem como o maior objetivo treinar e qualificar profissionais do corpo docente, especialmente na educação infantil. O professor graduado em pedagogia tem uma função muito importante nos anos inicias do ensino fundamental. Assim, nas matérias de modalidade consideradas normais e também em cursos de educação na área profissional, com ênfase em apoiar principalmente a área escolar.

O curso originou-se da ideia de formar profissionais para que atuem na área tanto da educação formal quanto da não formal. Assim, pode estar apto em duas modalidades: presencial e também a distância.

O objetivo maior é formar um pedagogo que esteja muito apto a executar, ser responsável por coordenar e assim planejar as várias etapas do processo que consiste a educação. Além disso, é preparado para espalhar, fazer e colocar em prática as informações científicas e tecnológicas nos contextos que podem ser escolares ou não escolares. Englobando, além disso, a maneira de atuar e gerir a escola, no terceiro setor da economia e na educação que encorpora muitas linguagens.

O Senac está ofertando vagas de Licenciatura em Pedagogia. Os interessados devem entrar no site do órgão e cadastrar seus dados pessoais para a inscrição do processo seletivo que irá selecionar cerca de 100 estudantes. O valor da inscrição é de R$65,00. O exame será realizado no dia 4 do mês de março, por isso, é bom ir preparando-se refazendo as provas antigas, pois para quem realmente quer passar é preciso conhecer o perfil da prova. A mensalidade do curso é de R$ 150,00.

Os professores do Senac são um dos melhores do Brasil e estarão sempre prontos para atender as suas dúvidas e dar todo o apoio necessário. A grande vantagem de aulas a distância é que, quando o conteúdo não estiver muito claro, basta reassistir o vídeo.

Haverá provas online e também presenciais. E vale ressaltar que, não apenas provas, mas também apresentação de trabalhos e no final do curso a conclusão do curso dependerá do Trabalho de Conclusão de curso, também conhecido como terror dos estudantes ou TCC, o qual a tese do estudante de pedagogia deverá ser apresentada diante de uma banca examinadora, formada principalmente pelos mais célebres profissionais. Por isso é importante caprichar.

Por Sirlene Montes


Censo da Educação Superior revela os maiores cursos de graduação do Brasil em 2015.

Ao sair do ensino médio muitos estudantes sofrem com as dúvidas em relação a carreia que devem seguir. Alguns já têm decidido a faculdade que deseja cursar. Outros nem tanto e assim na maioria das vezes optam por cursos que sejam os mais cotados, pois acreditam que assim não estarão escolhendo errado.

E por falar em cursos de graduação mais cotados, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou no início deste mês os dados do Censo da Educação Superior 2015, que apontam os cursos de Administração, Direito, Ciências Contábeis e Pedagogia como os que possuem o maior número de estudantes do país desde o ano de 2009, consecutivamente mantendo o número de matrículas, alunos e concluintes, alterando somente a posição da lista que encabeça os mais cotados.

O primeiro lugar é ocupado pelo curso de Direito, que é representado por 10,6% do total de matrículas, que são 853.211 alunos matriculados. Por sua vez, administração ocupa o segundo lugar com 9,6% das matrículas (equivalente a 766.859 matrículas). Já em terceiro e quarto lugares estão Pedagogia com 8,2% das matrículas (cerca de 655.813 matriculados) e Ciências Contábeis com 4,5% das matrículas (cerca de 358.452 matriculados).

A edição do Censo cujos dados se referem ao ano de 2015 aponta que estes quatro cursos juntos representam 32,8% do total de matrículas feitas em graduação.

Já ao que se refere a cursos de licenciaturas, ou seja, aqueles que formam professores, o curso de Pedagogia é o que possui o maior número de matrículas, representando 44,3% do total.Seguido por Educação Física, cujas matrículas são de 10,2% (149 mil alunos), depois Biologia que soma 6% (88 mil alunos) e por último História, como equivalente a 5,9% (86,6 mil alunos).

Dessa forma, foram listados os 10 primeiros cursos de graduação que foram os que receberam matrículas em 2015. São eles:

  1. Direito;
  2. Administração;
  3. Pedagogia;
  4. Ciências Contábeis;
  5. Engenharia Civil;
  6. Enfermagem;
  7. Psicologia;
  8. Gestão de Pessoal/ Recursos Humanos;
  9. Serviço Social;
  10. Engenharia de produção.

O Censo também revelou que existe uma diferenças entre matriculados e concluintes. Dessa forma, a lista com os 10 cursos que apresenta um número maior de concluintes é:

  1. Administração;
  2. Pedagogia;
  3. Direito;
  4. Ciências Contábeis;
  5. Gestão de Pessoal/ Recursos Humanos;
  6. Enfermagem;
  7. Serviço Social;
  8. Engenharia Civil;
  9. Empreendedorismo;
  10. Gestão Logística.

Sirlene Montes


Confira aqui algumas dicas na hora de escolher um curso de graduação.

Uma das mais importantes questões para os vestibulandos, além de passar no vestibular, é a escolha do curso de graduação ideal. Mais do que uma simples escolha, o curso se trata do conteúdo que o estudante precisará aprender além da profissão que poderá vir a exercer no futuro e, exatamente por esse motivo, muitos se sentem confusos e extremamente indecisos.

O primeiro passo a se dar para fazer uma escolha é conhecer bem a si mesmo. Dessa forma ficará mais fácil encontrar as áreas do conhecimento com as quais o candidato tem mais afinidade. Além do próprio “eu”, as outras pessoas podem ser consultadas também, como por exemplo os amigos e família.

Caso o estudante esteja completamente perdido em relação aos cursos e o conhecimento que eles oferecem, uma boa dica é começar pensando sobre qual carreira se gostaria de seguir. Procure pensar na profissão em que se sentiria confortável e trabalharia gostando do que faz. Lembre-se que a carreira vai além do simples trabalho, ela une todos os conhecimentos que a pessoa possui. A partir do momento em que se tem uma carreira em mente, é possível começar a traçar o caminho que deverá ser feito para que o objetivo seja alcançado.

Analise suas próprias habilidades e também quais as matérias com as quais você tem mais afinidade. Pense nas carreiras que são mais relacionadas com sua personalidade e pesquise sobre cada uma delas. A pesquisa pode ir além da leitura, sendo incorporada com palestras, participação em congressos e até mesmo conversando com profissionais da área pretendida.

Essas pesquisas devem ter o objetivo de descobrir quais áreas do conhecimento são mais atrantes para o estudante. Assim, se terá um melhor “filtro” para decidir um curso que tenha relação com essas áreas. Decidir um curso sem saber o caminho que ele pode te levar pode acabar sendo um desperdício de tempo.

Quando tiver uma carreira em mente, pense em qual ponto dessa carreira se quer chegar, pois existem várias profissões dentro de uma carreira. Quando seu ponto estiver definido, é a hora de observar o que será necessário aprender dentro dessa profissão, para que assim o estudante tenha como objetivos também cursos preparatórios de idiomas e estágios.

Portanto, o estudante que estiver com dúvidas sobre a escolha de seu curso pode começar partindo da carreira que gostará de seguir. Daí em diante, é necessário descobrir sua afinidade com determinadas áreas do conhecimento e conferir a compatibilidade com a grade curricular do curso de graduação pretendido.

Isabela Palazzo


Depois que nos formarmos na faculdade, sempre vem a dúvida de continuar com os estudos numa pós-graduação ou num curso de mestrado. O problema das pessoas, é que muitas delas acabam fazendo esses cursos só por status, e no fim das contas não arranjam emprego nenhum ou ainda quando arranjam, não ganham como esperavam.

Se você está passando por esse momento atualmente, reflita sobre as seguintes questões:

– Fazer um curso, uma faculdade, um curso de graduação ou até um mestrado pode não te garantir sucesso financeiro. É o que diz milhares de pessoas que conseguiram sucesso em suas vidas apenas com o esforço do trabalho no dia a dia. Elas levantavam cedo e trabalhavam de sol a sol todos os dias. Algumas dessas pessoas foram vendedores ambulantes, outras engraxates, mas cada uma delas tinha o mesmo objetivo: ganhar dinheiro e melhorar de vida. E conseguiram. Portanto, não adianta se vangloriar pela graduação que você tem ou pelo nome da faculdade que você estudou se você não sabe onde quer chegar, ou se você não tem nenhuma ideia do que o sucesso representa pra você.

– Continuar os estudos depois da faculdade pode ser tanto uma ambição quanto uma necessidade para você que sabe qual carreira seguir, desde que depois você arque com as consequências tanto boas quanto ruins do mercado e saiba ter responsabilidade com isso. Às vezes, depois de estudar anos e anos uma pessoa acaba desistindo de tudo depois da primeira decepção que tem do mercado, seja por salário ou seja pelas condições da carreira. É preciso saber que sempre a primeira oportunidade não vai ser aquela que vai te oferecer rios de dinheiro, e sim aquela que pode te dar uma carreira e um futuro brilhante se você persistir nela. Para que isso aconteça muitas das vezes, é preciso ter muita paciência e saber o que quer.

Por Daniela Almeida da Silva


Não é difícil pelos corredores das faculdades encontrarmos jovens perto da conclusão do curso desanimados com o que encontrarão pela frente. Isso acontece muito, mais do que deveria na realidade.

A vontade de possuir um curso superior e muitas vezes a cobrança da família, faz com que muitos jovens percam preciosos anos se dedicando a uma coisa que não lhes agrada. Perdem tempo e dinheiro. Mas e aí? O que fazer? Bom, cada caso tem uma particularidade que não deve ser ignorada, mas no geral, os casos se repetem e as soluções são quase iguais. Uma delas é abandonar tudo e começar de novo. Nesse caso, você se deparará com um inimigo – você mesmo. É muito comum, pessoas que desistem do curso dizerem: ano que vem começo outra faculdade. Do ponto de abandono até o próximo ano, geralmente existe um tempo vago, tempo esse que com certeza trará acontecimentos que podem fazer com que você adie a decisão de começar uma nova faculdade. Você pode se apaixonar e casar – é verdade. Não que o casamento seja um impeditivo para os estudos, mas talvez você crie outras necessidades, como trabalhar para comprar móveis ou um imóvel.

Vamos supor que o amor não bateu na sua porta nesse período. Mas apareceu uma oportunidade incrível de trabalho, cujos horários não são compatíveis com os estudos e você pensa: bom, no segundo semestre do próximo ano eu volto. E assim vai. Passa o tempo e nada de uma decisão favorável em voltar aos estudos. Uma coisa inteligente de se fazer é o seguinte: decidiu parar aquele curso? Então imediatamente procure a coordenação da faculdade.

O que você quer estudar? É alguma coisa em que se aproveite alguma matéria que você já cursou? Se sim, faça a migração para o outro curso e aproveite matérias, para ganhar tempo no novo curso.

Nada pode ser aproveitado? Então comece de novo, mas comece rápido, para que no futuro você não tenha a sensação de ter jogado vários anos pela janela.

Por Luciana Viturino


Muitos estudantes brasileiros sonham em cursar uma graduação fora do país. No entanto, são necessários alguns conhecimentos antes de partir para o local de destino. Um dos principais fatores que tem de ser levado em conta é o conhecimento da seleção nas faculdades para não perder o prazo de inscrição.

As principais faculdades com processos seletivos durante todo o ano estão localizadas na Alemanha, Nova Zelândia, China, Reino Unido e Rússia. Na Nova Zelândia, há uma política educacional na qual o país inclui a internacionalização das universidades que são financiadas pelo governo, diferentemente das públicas do Brasil em que o ensino é gratuito. Um dos princípios dessa estratégia educacional encontra-se na atração de estudantes estrangeiros para ajudar os neozelandeses a integrar o mercado de trabalho globalizado. Com isso, os jovens adquirem maior capacidade ao se comunicar fluentemente com pessoas de outros países, o que aprimora ainda mais o conhecimento.

Entretanto, grande parte dos processos seletivos estrangeiros são mais demorados, uma vez que não há seleção e as faculdades exigem do acadêmico alto desempenho acadêmico, histórico escolar e atestado de conclusão com tradução juramentada, além de cartas de recomendação e proficiência no mínimo em inglês. Diante disso, cada país tem autonomia para criar seus critérios de seleção, bem como o nível de proficiência no idioma e os documentos exigidos que podem variar.

No caso da China, os alunos precisam fazer uma avaliação após cursar o ensino médio. Essa avaliação é semelhante ao Enem que ocorre no Brasil. Entretanto, os estrangeiros ficam dispensados de fazer a prova, mas precisam apresentar todas as notas da escola e os certificados de proficiência em mandarim (HSK ou HSKK). Muitos estudantes temem o conhecimento desse idioma, devido ao alto grau de dificuldade que possui. Contudo, no caso dos estudantes brasileiros, não é necessário fazer esse tipo de teste, pois, é possível estudar apenas com o inglês. Ressalte-se que, os que têm o mandarim, isso conta como um ponto a mais durante a graduação.

Por Luciana Viturino


Aqui, pois, falaremos sobre dicas importantes para quem ainda não escolheu seu curso ou profissão em termos de vestibular. Essa é, sem dúvida nenhuma, um dos maiores desafios da vida de um estudante. Afinal, ao escolher que profissão seguir, ele deixa de lado várias oportunidades e caminhos que poderia ter seguido. Seja como for, para ajudar em seu processo de vocação, eis alguns pontos relevantes para pensar.

1 – Pense nas profissões que você mais gosta. Faça uma lista com as atividades que, de acordo com a sua opinião, mais tem a ver com seu perfil.

2 – Converse com profisisonais das áreas de seu interesse. Faça perguntas sobre o mercado de trabalho, os salários, as funçõers mais exigidas em seu trabalho. Procure aprender sobre o cotidiano do curso escolhido para ver se, realmente, este se encaixa no seu jeito de ser.

3 – Escreva suas habilidades. Preste atenção nos cursos que mais possuem características parecidas com suas competências. Isso, naturalmente, auxilia no que diz respeito a sua vocação para determinadas tarefas.

4 – Tenha uma segunda opção: embora, em muitos casos, os estudantes já sabem o querem fazer, sempre é bom ter um plano b, algo que possa ser importante caso a primeira escolha acabe se tornando frustante.

Essas foram algumas dicas que tem como objetivo orientar os futuros universitários do nosso país.

Por Madson Lima de Oliveira


O vestibular está chegando e,com ele, a famosa dúvida sobre que curso escolher. Assim,para os estudantes que farão o Enem 2013 ou qualquer outro processo de seleção, sempre é bom e relevante conhecer um pouco sobre os cursos disponíveis, suas chances no mercado de trabalho e demais informações sobre determinada profissão.

Aqui, nesse espaço, abordaremos um pouco a respeito de uma profissão bastante digna e que, nos últimos tempos, vem crescendo muito no Brasil: a Enfermagem.

Essa gradução dura, em média, quatro anos.  O enferemeiro(a) é o profissional que precisa promover saúde, que pega dados do paciente e que ajuda este em sua recuperação de várias formas possíveis.  

Em relação ao meracdo de trabalho,no entanto, os hospitais particulares ainda são os maiores contratadores da categoria, muito embora estes possam atuar em programas de saúde da família, entre outros pólos.

Assim, de acordo com o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, o salário inicial pago para essa função é de cerca de: R$ 1.900,00. Há varios tipos de trabalho que o enfermeiro pode fazer como: atendimento do tipo domiciliar, Enferemagem Geral, Enfermagem de Resgate, Enfermagem Psiquiátrica, Assessoria e consultoria, entre outras atribuições.

Por Madson Lima de Oliveira


Muitos estudantes ainda estão em dúvida sobre qual curso scolher e dedicar sua vida. Trata-se, sem sombra de dúvida, de uma tarefa que exige bastante atenção e conhecimento, fora a vontade de atuar, de trabalhar com isso.

Aqui,pois, daremos a dica de um curso bastante interessante: Filosofia. Esse curso dura, em média quatro anos, e consiste numa formação muito teórica e crítica, sempre visando os questionamentos e a reflexão.  O Filósofo é aquele que investiga,pergunta, se aprofunda em questões e dilemas humanos. Ele, pois, discute pontos epistemológicos como o tempo, a verdade, o amor, deus e outros conceitos extremamente densos,complexos.  

De acordo com o MEC,o salário inicial do Filósofo é de cerca de  RS 1.451,00. Há, na verdade,uma necessidade de uma maior formação de profisisonais da filosofia. O mercado de trabalho oferece não apenas vagas para ser professor, mas também para trabalhar,por exemplo, em áreas culturais.

O Filósofo pode fazer, entre outras coisas, lecionar, criticar e pesquisar. Essa foi mais uma dica para fazer oleitor repensar sobre quais caminhos quer trilhar em sua carreira profisional. Caso tenha gostado, a Filosofia pode ser uma boa opção para seu sucesso.

Por Madson Lima de Oliveira


Quer fazer um curso superior na Fundação Getúlio Vargas para o ano de 2014? Saiba que as inscrições já estão abertas para o vestibular. Os cursos serão ministrados na cidade de São Paulo e também no Rio de Janeiro.

São 650 vagas no total, na qual 20% delas são direcionadas para as pessoas que optarem pelo ingresso através da nota do ENEM. 280 vagas são para a cidade do Rio de Janeiro e 370 para a cidade de São Paulo.

Veja quais são os cursos de graduação e a quantidade de vagas para cada um deles.

Rio de Janeiro: Administração – 50 vagas, Economia – 50 vagas, Direito – 50 vagas, História – 50 vagas, Ciências Sociais – 50 vagas e Matemática Aplicada – 30 vagas.

São Paulo – 370 vagas, Administração de Empresas – 200 vagas, Administração Pública – 50 vagas, Economia – 60 vagas e Direito – 60 vagas.

As inscrições devem ser realizadas através do site www.vestibular.fgv.br. A data limite para fazer a inscrição no Rio é 30 de setembro. Já a data para a cidade de São Paulo é dia 16 de outubro.

O valor da inscrição é de R$75  para quem se inscrever até o dia 16 de agosto. Para quem se inscrever depois dessa data o valor será de R$150, por isso não perca tempo e se inscreva o quanto antes.

Por Josiane Fernandes de Jesus


Essa é mais uma matéria de cunho informativo que visa auxiliar os estudantes que prestarão vestibular esse ano. Aqui, pois, explicaremos um pouco sobre a profissão, o curso de Arquitetura e Urbanismo.  

O Arquiteto é o profissional que planeja, cria, organiza espaços tanto por dentro, como por fora. Seja como for, esse curso dura, em média, 5 anos.  No mais,no que dizrespeito ao mercado detrabalho, o fato é que quem for arquiteto e urbanista pode trabalhar em setores como: Paisagismo, Comunicação Visual,  Edificação e Construção, urbanismo, Arquitetura industrial,  Arquitetura de interiores etc. Enfim, segundo pesquisas, a copa do mundo de 2014 certamente movimentará ainda mais a oferta e procura por profissionais da Arquitetura.

Os salários iniciais, de acordo com o Sindicato dos Arquitetos do Estado de São Paulo, é de aproximadamente R$ 3.732,00, isso numa carga horária de seis horas de trabalho. Por fim, como urbanista, o profissional pode atuar também no planejamento do crescimento das cidades.

Não obstante,quando o aluno ingressar no curso, ele deve ficar preparado para os primeiros semestres que são mais teóricos e, claro, para as aulas práticas que depois tomaram conta do restante da graduação. Essa foi mais uma dica para quem vai entar na universidade.

Por Madson Lima de Oliveira


Sabemos que o vestibular está cada vez mais perto e, por conta disso, os estudantes precisam escolher que profissão seguir. Aqui, para ajudar os alunos, daremos uma dica de curso que não para de crescer no Brasil: a Gastronomia.  

De acordo com o site Guiadeestudante.com,  a gastronomia é a técnica que utuilizamos para o preparo de bebidas e alimentos e também na gestão de restaurantes.  Esse curso dura, em média, quatro anos e o mercado de trabalho deve aumentar 20% no ano de 2014, sobretudo por conta da Copa do Mundo a ser realizada no nosso país.

No entanto, diferente do que o senso comum diz, há vários cargos para quem escolher ser um profissionalda do mundo gastronômico. Alguns exemplos são: Segurança alimentar, Personal chef, Chef de cozinha etc.

Vale lembrar que os estudantes podem, ao invés do Bacharelado, optar pelo curso técnico. Este é mais voltado para a prática e tem duração de dois anos. Em termos de salário, no entanto, a média da remuneração inicial é de  R$ 1.500,00.

Há excelentes escolas de gastronomia no Brasil, mas duas possuem um maior destaque: SC Balneário Camboriú Univali Gastron e PE Recife UFRPE Gastron. e Seg. Alimentar.

Por Madson Lima de Oliveira


Ouve-se muitas pessoas dizendo que tem vocação para ser enfermeiro, outras para ser professor, engenheiro, enfim a questão de vocação desde muito tempo vem sido utilizada como sinônimo de afinidade, aptidão, facilidade em desenvolver algo.

Mas será mesmo que existe vocação como dom divino ou há outras coisas que possam explicar a desenvoltura ao se realizar algo que vem de uma coisa mais simples do que as crenças? Conforme o dicionário Aurélio o significado da palavra VOCAÇÂO explica-se s.f. Ato ou efeito de chamar (-se). / Tendência ou inclinação para um estado, uma profissão etc.: vocação.

Seja como for, os candidatos ao vestibular 2013 precisam, indubitavelmente, escolher uma profissão que tenha a ver com sua personalidade, estilo e jeito de ser. Há muitos testes vocacionais na internet, mas, segundo a Psicóloga Humanista Rosa Brito, os estudantes devem buscar apoio profissional,ajuda psicológica por exemplo,ou auxílio familiar.

É importante observar o que a pessoa gosta,quais suas habilidades e aptidões. O que não faltam são opções de cursos nos mais diversos setores como: saúde,  educação,lazer, ciências humanas ou exatas. A vocação, então, é algo que precisa, sim, ser aprimorada, e não apenas algo inato no ser humano.

Por Madson Lima de Oliveira


Ao final do ensimo médio, todo estudante se depara com uma árdua escolha, escolher uma profissão.Não é fácil se escolher uma carreira antes dos vinte anos de idade, quando chegou minha vez, passei a analisar diversas possibilidades. Pensei em história, filosofia, jornalismo, publicidade, ciência da computação, dentre muitas outras coisas.

Ao final, eu acabei optando por direito, posso dizer que acertei na mosca. Pois bem, o primeiro passo para se escolhar o curso adequado, é observar em quais matérias da escola você tem mais facilidade.

No meu caso, eu não me dava bem com exatas e biológicas, no entanto, sempre me destaca em ciências humanas. Esse foi o meu ponto de partida, pois assim exclui diversos cursos da minha lista. O segundo passo foi analisar as possibilidades que cada profissão me oferecia,isto é, o que eu poderia fazer depois de concluído o curso superior. Nessa fase, eu eliminei quase todas opções, pois descobri que, embora tenha apreço por muitos cursos superiores, eu não me imaginava atuando nas carreiras que elas proporcionavam.

Enfim, agora é a hora de você conversar com pessoas que cursam o curso desejado, bem como profissionais já formados. Perceba que eu utilizei o termo no plural, o que significa que você não deve conversar com uma única pessoa, mas sim com várias pessoas. Lembre-se que sempre terão pessoas que estão infelizes em todas as áreas, logo, estas com certeza vão te desestimular, da mesma forma que as pessoas que se deram bem vão te estimular, portanto, é importante avaliar os dois lados.

Por Renan Valmeida do Nascimento


A Universidade de São Paulo (USP) está com as inscrições abertas para o curso de Licenciatura em Ciências na modalidade semipresencial, ou seja, o aluno que fará o curso só será obrigado a frequentar um dos pólos da universidade aos sábados no período da manhã e tarde.

A USP juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia oferecem o curso de Licenciatura em Ciências para suprir uma necessidade de professores para a educação básica e, por mais que seja à distância, a qualidade de ensino será mantida integralmente.

As inscrições foram abertas no dia 26 de agosto e irão até o dia 9 de setembro de 2011, sendo que estas serão feitas exclusivamente pela internet, no site www.fuvest.br. O candidato deverá preencher o formulário com os dados pessoais, imprimir o boleto para pagamento da taxa de participação e efetuar o pagamento em qualquer agência bancária.

As provas da primeira fase ocorrerão no dia 27 de novembro de 2011 e o conteúdo será conhecimentos gerais. Quanto à segunda fase, no dia 8 de janeiro de 2012, será a prova de português e a redação, no dia 9 de janeiro de 2012, serão as provas de matemática, física, química, biologia, história, geografia e inglês e, no dia 10 de janeiro de 2012, serão as provas de biologia, física e química, novamente.

Por Natália Melo


Se você tem escolaridade de nível médio (cursando ou concluído) e tem interesse em continuar os estudos, confira as dicas a seguir para conhecer quais são os tipos de cursos de nível superior e escolher o seu.

O curso de nível superior tradicional envolve licenciatura e bacharelado. Enquanto que na primeira, os alunos aprendem técnicas destinadas à pesquisa e ao ensino; no segundo, a orientação é voltada para o mercado de trabalho. A modalidade tradicional é uma graduação, oferece diploma e dura, no mínimo, quatro anos.

As graduações tecnológicas ou cursos de tecnologia têm, em geral, duração de até três anos. Essa opção mais compacta é uma alternativa para quem tem interesse em obter um diploma com validade nacional em menos tempo.

A modalidade de curso superior – educação à distância, se oferecida por uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC, terá a mesma validade de um curso presencial. Desse modo, os estudantes obterão diplomas ou certificados ao final do curso. Essa é uma opção para pessoas com uma rotina mais ocupada, o que torna difícil o acompanhamento das aulas diariamente.

Por sua vez, os cursos seqüenciais, embora sejam de nível superior, não é graduação. Há dois tipos: 1) De Complementação de Estudos: oferece certificado e não diploma; não requer autorização prévia do MEC e não precisam ser reconhecidos. 2) De Formação Específica: oferta diploma e devem ser autorizados e reconhecidos pelo MEC.

Por Melisse V.


A USP divulgou a criação do Curso de Graduação em Saúde Pública. O curso terá início em 2012, ou seja, já estará disponível para os candidatos que forem prestar vestibular no final desse ano.

De acordo com as informações divulgadas pela Agência FAPESP e pela Faculdade de Saúde Pública, vão ser oferecidas 40 vagas para o curso vespertino, tendo duração de oito semestres.

O certificado será de bacharel em saúde pública.

Segundo a Instituição de Ensino Superior, quem fizer o curso estará apto a orientar questões graves da saúde da população, além de estudar a saúde sob o âmbito de fenômeno coletivo, que inclui aspectos demográficos, sociais, ambientais, históricos, políticos e epidemiológicos.

As áreas de atuação para quem se formar em saúde pública serão: vigilância em saúde ambiental, análise de situação de saúde, saúde do trabalhador, vigilância epidemiológica, gestão de sistemas e serviços de saúde, educação em saúde, vigilância sanitária, entre outras.

As aulas ocorrerão na Faculdade de Saúde Pública, na Av. Doutor Arnaldo, número 715, em São Paulo.

Por Iracema Iris Gonçalves


Estão abertas as inscrições dos cursos de nível superior de educação a distância do Centro Universitário Leonardo da Vinci, o Uniasselvi, com sede em Santa Catarina. São oferecidas vagas em mais de 9 cursos de graduação com duração de quatro anos e 12 cursos de curta duração (24 meses), todos com certificado de avaliação do MEC.

O sistema de aulas é semipresencial, com encontros semanais nas sedes da instituição para assistir a aulas pré-gravadas.

A universidade oferece material de apoio e mais conteúdo programático em portal do aluno disponível no site oficial, com acesso através de login e senha.

As dúvidas são tiradas nos encontros semanais ou através do portal, por email ou chat onde estarão presentes professores e instrutores capacitados.

As provas são semestralmente e há avaliações periódicas durante o estudo.

Inscrições através do site www.nead.com.br.

Por Lidianne Andrade





CONTINUE NAVEGANDO: