Os estudantes já podem acessar o site do programa e atualizar suas informações para continuarem a ser beneficiados pelo Fundo.

Os contratos do financiamento estudantil formalizados até o dia 31 de dezembro de 2016 já estão disponíveis para renovação.

Na segunda-feira, dia 09 de janeiro, o acesso foi liberado para as Instituições de Ensino Superior cadastrarem os dados de seus alunos beneficiados no sistema, com prazo máximo até dia 30 de abril. Sendo assim, os estudantes já podem acessar o site (www.novofies.com.br/renovacao-aditamento.htm) e atualizar suas informações para continuarem a ser beneficiados pelo Fundo. Os processos de inscrição, renovação e obtenção de informações sobre o Fies são fáceis e podem ser realizados pela internet.

O processo de aditamento é iniciado pelas faculdades diretamente no Sistema Fies, e em seguida, cabe ao aluno verificar se as informações passadas estão corretas e então validá-las. O sistema trabalha com dois tipos de aditamentos. Têm-se o aditamento não simplificado, que é aquele no qual há alterações nas cláusulas do contrato, como mudança de instituição ou localidade. Neste modelo, é necessário que o aluno leve uma documentação, fornecida pela faculdade, que comprove as mudanças para o banco agente financeiro a fim de realizar a renovação. E também existe o aditamento simples, no qual basta o aluno validar suas informações e já pode estar apto à renovação.

Novas inscrições para o benefício do SisFies 2017 serão abertas a partir de fevereiro. Este ano, cerca de 220 mil vagas, número próximo ao de 2016, devem ser abertas para novas inscrições, assegurou Mendonça Filho, Ministro da Educação. O número de vagas pôde ser estimado e repassado para os mais de 1,5milhão de beneficiados pela primeira vez pelo governo, pois já existe garantia do dinheiro. Em 2016, atrasos em 3 meses no repasse do dinheiro para as Instituições, prorrogaram duas vezes o prazo de aditamento para o primeiro semestre de 2017, no qual ficaram 30 mil alunos sem a renovação do serviço.

O Fies é um programa do governo criado em 1999 que visa financiar o estudo no Ensino Superior de estudantes que não tem condições financeiras para arcar com os custos. Podem participar aqueles que já estão matriculados em Instituições privadas que possuam cadastro no Fies e uma boa avaliação pelo MEC, e que apresentem comprovação de renda que não ultrapasse 2,5 salários mínimos por pessoa em casa, além de ter obtido nota mínima no ENEM de 450 sem ter zerado a redação. Todas as informações podem ser acessadas pelo site http://sisfiesportal.mec.gov.br.

Por Rodrigo Souza de Jesus


As notas de corte já podem ser consultadas por todos os estudantes.

Foram divulgadas nesta terça-feira, dia 12 de janeiro de 2016, as notas de corte do Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As respectivas notas já podem ser consultadas por todos os estudantes através do site de inscrições: sisu.mec.gov.br. Essas notas representam o limite máximo, ou seja, qual a menor nota que o estudante precisa para ficar entre os selecionados nas 228 mil vagas em mais de 130 universidades públicas no Brasil.

Conforme o MEC (Ministério da Educação), as notas de corte deverão ser atualizadas entre os dias 13 e 14 de janeiro, às 09h do horário de Brasília. Portanto, os candidatos que buscam uma vaga devem realizar as inscrições até às 23h59 de quinta-feira, dia 14. O estudante que quer aumentar suas chances pode monitorar o sistema nesse período.

O Sisu funciona de maneira bem dinâmica e, com isso, é possível o candidato mudar de inscrição quantas vezes quiser até o último dia de inscrição. Caso a nota de corte do candidato estiver muito acima do esperado, ou da pontuação obtida no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a melhor maneira para isso é mudar a opção de curso ou da universidade, que exijam nota mínima mais baixa.

Para poder participar do processo seletivo do Sisu, o candidato precisa ter realizado o Enem no ano de 2015. As notas do Enem foram divulgadas na última sexta-feira, dia 8 de janeiro, e também já podem ser consultadas no site: enem.inep.gov.br/participante/#/login.

O MEC também oferece um aplicativo exclusivamente para a consulta de informações dos seus programas, pois as inscrições são realizadas no site oficial: sisu.mec.gov.br. No aplicativo, o candidato pode ter acesso à consulta de vagas e ainda à uma calculadora eletrônica que simula a classificação de notas, parcialmente, além de uma agenda para futuras inscrições e até uma lista de espera. O aplicativo está disponível nas lojas Android, Apple e Windows de cada smartphone.

Por Daniela Almeida da Silva


Confrontar o passado, sonhar, deletar pensamentos negativos são alguns das segredos para conseguir superar os limites.

Superar limites e ter autoconfiança é sem dúvidas muito importante para o autoestima. Sem isso o jovem estudante não consegue seguir em frente, não consegue reconhecer o seu valor e respeitar a si mesmo. A vida possui barreiras e obstáculos capazes de enfraquecer a fé, desanimar e frustrar sonhos vindouros.

As dificuldades de conseguir passar no vestibular ou de ano no colégio, o relacionamento difícil muitas vezes com colegas de sala de aula, a responsabilidade logo cedo de tentar se destacar em meio a tanta concorrência, a baixa renda financeira, a desigualdade social, entre outras situações acabam entristecendo jovens de todo o mundo.

Para superar seus próprios limites é preciso antes de tudo confiar em si mesmo. Ninguém conseguirá desenvolver um trabalho escolar, por exemplo, sem antes confiar que tem capacidade. ”Hoje eu consigo vencer meus limites, antes o que eu achava impossível realizar, agora eu sei que eu sou capaz, pois tenho confiança e sei que vou vencer”, destacou Rafael de Lima, 14 anos, pernambucano.

Para quem não possui este sentimento, a insegurança acaba prevalecendo e tudo que se pretende executar, passa despercebido, pois o indivíduo não acredita em si mesmo e acha que não vai dar certo, preferindo esquecer o sonho idealizado. Este sentimento de confiar em si mesmo é primordial. Para desenvolvê-lo é necessário confrontar o passado, por mais tenebroso que tenha sido e perguntar a si mesmo se o passado tem relevância em sua vida atualmente.

Outra forma de conseguir ter autoconfiança é apagar o que vem lhe desanimando, tentar não pensar em situações negativas e passar a desenvolver atividades que você gosta, lembre de todos os momentos que te fizeram felizes

Sonhe. Imaginar um futuro brilhante, com seus desejos alcançados é outro fator que pode encorajá-lo a ter autoconfiança.

Incentivo dos pais é um ponto muito importante. Quando os pais conversam, dialogam e  transmitem palavras de ânimo aos filhos, eles conseguem passar algo positivo, um estímulo maior que desenvolverá a autoconfiança em seus filhos e, consequentemente, conseguirão enfrentar os seus limites.

Por Erika Amanda Silva de Souza


Quem é estudante universitário sabe que precisa ter muito mais que disciplina para ir bem na faculdade. Independente do curso, os trabalhos semestrais, provas e exames são quase os mesmos procedimentos utilizados pela maioria das universidades como técnica de avaliação e desenvolvimento dos alunos para cumprirem efetivamente a graduação, conforme o regulamento estabelecido pelo MEC (Ministério da Educação).

São desses procedimentos que ninguém escapa, ou melhor, escapa de ficar em dependência, caso for reprovado em alguma disciplina do curso por um mal desempenho. Para evitar esse tipo de transtorno, veja o que você pode fazer:

1. Programe-se:

Não basta apenas ter disciplina, é preciso se programar. Não é preciso também estudar que nem um louco, dia e noite, noite e dia. Se você domina o assunto ou a matéria, com certeza basta algumas horas dos seus dias para se dedicar a isso. Pode ser aquelas horas que você gasta para beber com os amigos, para ficar jogando vídeo game ou nas redes sociais.

Separe todo o material de estudo e vá lendo e colocando o que aprendeu na prática, seja no papel ou conforme a demanda da atividade.

Uma dica excelente é não deixar para estudar em cima do dia ou da hora da prova, como em um dia antes ou meia hora antes. Saiba que a famosa "decoreba" só serve para dar branco na cabeça na hora da prova. Por isso, o ideal mesmo é dominar o conteúdo e aprender de forma prática a disciplina, ou a teoria dela.

2. Faça grupos de estudos:

Os grupos de estudos são ideais para ir aprimorando o conhecimento por meio das dúvidas sanadas por cada um dos colegas. Para isso, marque um dia em que todos possam se encontrar para estudarem juntos, seja na biblioteca da faculdade, em uma cafeteira ou mesmo na casa de um dos estudantes. Só não vale perder o foco e cair em distrações.

Por Daniela Almeida da Silva


Depois que nos formarmos na faculdade, sempre vem a dúvida de continuar com os estudos numa pós-graduação ou num curso de mestrado. O problema das pessoas, é que muitas delas acabam fazendo esses cursos só por status, e no fim das contas não arranjam emprego nenhum ou ainda quando arranjam, não ganham como esperavam.

Se você está passando por esse momento atualmente, reflita sobre as seguintes questões:

– Fazer um curso, uma faculdade, um curso de graduação ou até um mestrado pode não te garantir sucesso financeiro. É o que diz milhares de pessoas que conseguiram sucesso em suas vidas apenas com o esforço do trabalho no dia a dia. Elas levantavam cedo e trabalhavam de sol a sol todos os dias. Algumas dessas pessoas foram vendedores ambulantes, outras engraxates, mas cada uma delas tinha o mesmo objetivo: ganhar dinheiro e melhorar de vida. E conseguiram. Portanto, não adianta se vangloriar pela graduação que você tem ou pelo nome da faculdade que você estudou se você não sabe onde quer chegar, ou se você não tem nenhuma ideia do que o sucesso representa pra você.

– Continuar os estudos depois da faculdade pode ser tanto uma ambição quanto uma necessidade para você que sabe qual carreira seguir, desde que depois você arque com as consequências tanto boas quanto ruins do mercado e saiba ter responsabilidade com isso. Às vezes, depois de estudar anos e anos uma pessoa acaba desistindo de tudo depois da primeira decepção que tem do mercado, seja por salário ou seja pelas condições da carreira. É preciso saber que sempre a primeira oportunidade não vai ser aquela que vai te oferecer rios de dinheiro, e sim aquela que pode te dar uma carreira e um futuro brilhante se você persistir nela. Para que isso aconteça muitas das vezes, é preciso ter muita paciência e saber o que quer.

Por Daniela Almeida da Silva


Muitas pessoas pensam que passar no vestibular é uma tarefa muito difícil ou até impossível, entretanto se você estudar corretamente e manter a tranquilidade este desafio pode se tornar mais fácil.

Alguns especialistas alertam que um dos piores erros cometidos pelo estudante é o exagero. Não adianta estudar 20 horas por dia, pois não dá tempo de aprender muito mais e atrapalha o lado psicológico.

Professores aconselham o estudante a se concentrar  no conteúdo mais fácil, já que tentar aprender o que não sabe vai ocasionar o desespero e ansiedade do candidato. É importante focar no conhecimento que já foi adquirido.

Na hora da prova é fundamental que você não perca tempo com uma questão que não lembra. Se isso acontecer passe para frente e faça tudo o que você já sabe e, no término da prova, retorne às perguntas que foram deixadas de lado.

Aqui você encontra 20 dicas para começar sua caminhada rumo à aprovação:

– Leia mais para escrever melhor;

– Não fique nervoso na hora da prova;

– Começar a prova pelas matérias que você sabe;

– Escreva a matéria com as suas próprias palavras para fixar e aprender;

– Não falte às aulas e sempre faça os exercícios propostos pelo professor;

– Faça resumos das matérias;

– Concentre-se na hora dos estudos;

– Entenda que o vestibular não é o fim do mundo e que ele é igual para todos;

– Acredite em si mesmo e no seu potencial;

– Faça as provas dos exames anteriores do vestibular que está prestando, para adquirir confiança e se familiarizar com os tipos de questões;

– Programe sua rotina de estudos com horários definidos para cada matéria;

– Não se prive do descanso e da vida social;

– Foco na redação;

– Mantenha-se atualizado;

– Procure fazer a prova com calma e concentração;

– No dia da prova faça uma alimentação leve;

– Procure dormir bem no dia anterior à prova;

– Leia todos os livros obrigatórios durante o ano;

– Identifique as suas dificuldades e foque nelas;

– Procure chegar ao local da prova com uma hora de antecedência.

Por Raquel Alice


Estudar para obter boas notas em um vestibular pode não ser uma tarefa fácil para todos. Por isso, é necessário ter muita persistência e disciplina. Se você encontra-se nessa fase, atente-se às dicas a seguir e aprenda como estudar para ir bem nos vestibulares:

– Separe tudo o que você tem para estudar:

Nessa hora vale tudo. Livros, sites, cadernos, rascunhos, apostilas, arquivos, entre outros. Tire algumas horas do seu tempo todos os dias para estudar, dar uma lida e revisar tudo o que você aprendeu durante os estudos. Nunca se conforme com pouco. Tenha persistência em estudar e aprender cada vez mais.

– Estude de tudo um pouco:

Comece estudando algumas coisas do ensino médio, depois parta para ferramentas de redação, dê uma revisada em sua gramática, principalmente na nova revisão ortográfica e fique por dentro de todas as atualidades.

– Programe-se:

Se você é uma pessoa que trabalha fora e não tem muito tempo, coloque um alarme para te lembrar dos horários que você tem que estudar. Utilize um despertador ou uma agenda eletrônica para você se programar e não ficar sem estudar por muito tempo, pois quanto mais você se atualizar e se dedicar nos estudos, melhor será seu desempenho.

– Atualize-se:

Atualize-se com novas leituras, assista documentários e matérias informativas, leia jornais, livros e artigos científicos para ficar bem informado e seja curioso com notícias da atualidade. Busque novos meios de aprendizados e leia livros em outros idiomas, principalmente em inglês, se for o caso. Uma boa alternativa também é buscar imprimir antigos modelos de vestibulares para você se basear. Só não vale olhar o gabarito.

– Esteja preparado:

O mais importante de tudo é que você se sinta bem preparado para o grande dia de realizar a prova. Esteja certo de que você será muito cobrado por isso.

Portanto, um dia antes da prova, durma bem, alimente-se bem e dê mais uma revisada em tudo o que você estudou.

Por Daniela Almeida da Silva


Ser estudante não é fácil, horas de estudo, pressão da família, ilusões próprias. Se você está finalizando os estudos para prestar um vestibular, saiba que todas essas situações podem interferir no seu rendimento na hora da prova.

Muitas horas seguidas de estudo não são aconselháveis, principalmente porque tantas horas próximo aos livros pode favorecer a falta de concentração já que o estudante cansa e acaba perdendo o foco, para aliviar essa maratona, faça uma atividade física ou escolha um determinado horário no dia para fazer algo que lhe seja prazeroso.

Sobre a pressão familiar, saiba que não está sozinho e que muitas pessoas passam ou passaram por isso, o melhor é sentar e conversar com a família, principalmente com os pais. Explique todas as suas incertezas, todos os seus medos, enfim, como se diz "coloque as cartas na mesa", uma boa conversa pode amenizar o ambiente e você irá se sentir muito mais seguro para enfrentar todos os grandes desafios que virão.

No que diz respeito às próprias ilusões e expectativas, tente não se cobrar tanto, quando há dedicação e interesse os bons resultados fluem naturalmente. Estas são algumas dicas para você ir bem na prova, mas se por alguma razão que tenha fugido do seu controle, a sua prova não tenha sido tão boa e você infelizmente não conseguiu a vaga na graduação, não desista, afinal dificilmente boas conquistas são fáceis de conseguir.

Sabendo que o mundo do vestibulando pode ser bem duro, muitos cursos pré-vestibulares buscam dar um empurrãozinho na motivação dos jovens fornecendo bolsas de estudo para que estes estudantes possam passar no próximo vestibular.  

No Brasil, alguns cursinhos já iniciaram as suas inscrições para o processo de fornecimento de bolsas de estudo, este é o caso do Curso Objetivo, Etapa, Poliedro, Sistema COC. 

O Curso Objetivo está inscrevendo até esta terça-feira, 16/12, através do seu site. A avaliação e a seleção de beneficiados ocorrerão no dia 17 às 14h. Já o Etapa está dando bolsas de estudos na cidade de São Paulo e em Valinhos. A inscrição é feita através do site. O Poliedro fornece bolsas em Campinas (SP), Rio de Janeiro e São Paulo, as inscrições são feitas através do endereço eletrônico. O sistema COC de ensino é o mais abrangente, as oportunidades são para as cidades paulistas de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto, Vitória (ES), Maceió (AL) e outras cidades, as inscrições devem ser feitas no site.  

Participe das seleções e não perca o foco! A sua vaga estará garantida para o próximo ano. 

Por Melina Menezes


Não é difícil pelos corredores das faculdades encontrarmos jovens perto da conclusão do curso desanimados com o que encontrarão pela frente. Isso acontece muito, mais do que deveria na realidade.

A vontade de possuir um curso superior e muitas vezes a cobrança da família, faz com que muitos jovens percam preciosos anos se dedicando a uma coisa que não lhes agrada. Perdem tempo e dinheiro. Mas e aí? O que fazer? Bom, cada caso tem uma particularidade que não deve ser ignorada, mas no geral, os casos se repetem e as soluções são quase iguais. Uma delas é abandonar tudo e começar de novo. Nesse caso, você se deparará com um inimigo – você mesmo. É muito comum, pessoas que desistem do curso dizerem: ano que vem começo outra faculdade. Do ponto de abandono até o próximo ano, geralmente existe um tempo vago, tempo esse que com certeza trará acontecimentos que podem fazer com que você adie a decisão de começar uma nova faculdade. Você pode se apaixonar e casar – é verdade. Não que o casamento seja um impeditivo para os estudos, mas talvez você crie outras necessidades, como trabalhar para comprar móveis ou um imóvel.

Vamos supor que o amor não bateu na sua porta nesse período. Mas apareceu uma oportunidade incrível de trabalho, cujos horários não são compatíveis com os estudos e você pensa: bom, no segundo semestre do próximo ano eu volto. E assim vai. Passa o tempo e nada de uma decisão favorável em voltar aos estudos. Uma coisa inteligente de se fazer é o seguinte: decidiu parar aquele curso? Então imediatamente procure a coordenação da faculdade.

O que você quer estudar? É alguma coisa em que se aproveite alguma matéria que você já cursou? Se sim, faça a migração para o outro curso e aproveite matérias, para ganhar tempo no novo curso.

Nada pode ser aproveitado? Então comece de novo, mas comece rápido, para que no futuro você não tenha a sensação de ter jogado vários anos pela janela.

Por Luciana Viturino


Você já pensou em qual faculdade irá estudar? Não? E também já escolheu o seu curso? Não? Pois estou aqui para lhe ajudar. Às vezes, muitas pessoas cursam o que não querem pelo fato de não saberem o que escolher. Existem milhares de cursos, mais você precisa de uma vida inteira para escolher um só. Se escolher um curso errado, será perda de tempo não é? Então aqui vou lhe mostrar três cursos bons que também possa ser de seu interesse.

Você já pensou em ser Arquiteto? É uma área em que você irá projetar e organizar espaços externos e internos de acordo com a funcionalidade e o bom conforto. Imagina você fazendo, pelo próprio esforço, aquela casa dos sonhos? Esse curso tem a duração média de 5 anos, e nele você também estuda as disciplinas de Ciências Humanas e Exatas.

Agora vou lhe mostrar um pouco de como é ser um bom Veterinário. Esse profissional é capacitado para cuidar de animais silvestres e domésticos, além de cuidar da saúde, alimentação e reprodução de rebanhos. Outra questão importante, é que em sua profissão ele também pode inspecionar a produção de alimentos de origem animal. Um Médico Veterinário está cada vez mais valorizado, pois os “pets”, animais de estimação estão aumentando muito pelo fato de as famílias estarem diminuindo o número de filhos.

Bom, eu já mostrei alguns cursos. Agora eu vou falar um pouco sobre o curso de Ciências Contábeis, pois independente do passar dos anos, esse curso nunca sairá de moda pelo fato de todas as empresas de porte médio e grande precisar de alguém para controlar as suas finanças, lucros e despesas. Esse curso tem uma duração em média de 4 anos e dependendo da faculdade de sua escolha, poderá ser feito em modo presencial, semipresencial e online. O salário inicial poderá ser de R$ 1.800,00 a R$ 2.000,00, é um bom começo, não acha?

Para quem pensa em fazer vestibular esse ano ainda, a Faculdade Anhanguera e a Faculdade Fama estão com as inscrições abertas.

Para mais informações sobre os cursos basta acessar o site guiadoestudante.abril.com.br/home.

Boa sorte!

Por Luciana Viturino


Provas, vestibulares, conclusão do ensino médio. Nessa época do ano muitas responsabilidades caem sobre jovens com idade entre 16 e 20 anos, e muitas vezes eles não estão preparados para escolher qual carreira seguir. pelo resto da vida.

Alguns se influenciam pelas famílias, seguem profissões dos pais, algumas vezes por admirá-los, outras para assumir empresas, consultórios ou escritórios. E muitas vezes é aí que mora o maior erro, já que acaba criando uma grande expectativa de sucesso em torno da família inteira.

É importante para o estudante analisar algumas situações como o mercado de trabalho e o piso salarial. Porém, o mais importante é gostar do ramo que escolheu. O estudante não pode esquecer que a área escolhida precisará de sua dedicação ao longo da vida, após a graduação, virão pós, MBAs e mestrados, isso citando apenas a área acadêmica. Reuniões, planejamento, dedicação em torno de algo que não foi bem escolhido pode se tornar um fardo.

Claro que nunca é tarde para recomeçar, fazer uma segunda faculdade, correr atrás daquele sonho que ficou guardado na gaveta. Mas por que não tentar acertar na primeira?

A tendência do jovem é focar apenas nos ganhos, mas lembrem-se: ganhar dinheiro e reconhecimento fazendo algo que dê prazer, que de dê alegria, é muito melhor. Quando fazemos algo com amor e satisfação a tendência é que sai bem feito e aí vem o reconhecimento, a valorização e todos os benefícios de uma boa escolha.

Pensem ao contrário, escolher uma profissão que dê dinheiro e que você não gostar pode afastar os clientes, já se você escolher uma profissão que de repente nem dê tanto dinheiro assim, mas que você irá fazer com dedicação irá agregar os clientes.

Além disso, não podemos esquecer que no período da faculdade será mais fácil superar os desafios de conteúdos que despertam seu interesse do que o contrário.

Por Vivian Schetini


A maratona de vestibulares está chegando, e os corações e as mentes estão acelerados, ansiosos, é muita expectativa sobre o futuro ao redor de milhares de jovens adolescentes estudantes. Mas existem algumas dicas que podem ajudar a manter a calma e a relaxar nesse momento crucial. Uma delas, e talvez a principal é: beba água.

Leve água para a prova, beba água antes, durante e depois. A água refresca nesses dias de calor intenso, o que ajuda a controlar um pouco da temperatura do corpo, e assim deixa os estudantes mais tranquilos para raciocinar.

Além disso, nosso cérebro é composto de 90% de água, por isso ele deve estar bem hidratado para funcionar melhor e não deixar os alunos "na mão".

E mais, a água não irá ser benéfica apenas nesse momento tão importante da vida do estudante. Beber água regularmente também ajuda no bom funcionamento do intestino, mantém a pele viva e sem rugas, é uma excelente arma contra a celulite, unhas e cabelos ficam mais fortes, combate o envelhecimento, ajuda a emagrecer, mantêm a aparência saudável.

O ideal é beber em média dois litros por dia, beba pequenos goles ao longo do dia inteiro.

Outras dicas:

No dia da prova é natural que os nervos estejam a flor da pele, então se alimente bem, mas dê prioridade para os alimentos leves. Durma bem, tente dormir pelo menos oito horas na noite anterior, mas se a ansiedade não deixar, não corra para os livros, veja um filme tranquilo, descanse o corpo. No dia da prova leve uma barrinha de cereal, chicletes e água, não se esqueça dela. Uma garrafinha deverá ser sua fiel companheira nesses dias de prova.

Mais do que isso, relaxe. Você se preparou, e é capaz. Respire fundo quando a memória falhar, a informação está lá guardada basta encontrar. E saiba, que se algo não sair como planejado, você pode tentar de novo. Só não pode desistir.

Por Vivian Schetini


Você sente dificuldade em memorizar matérias teóricas, sejam elas relacionadas a momentos históricos, termos técnicos ou processos específicos? Saiba que, muitas vezes, tal dificuldade pode ser ocasionada pelo erro no modo como as informações são analisadas e agrupadas em sua mente

A escolha da técnica correta pode ser crucial para uma boa memorização. Por isso, pensando em auxiliar os candidatos a vestibulares, ENEM e demais processos seletivos, selecionamos as melhores técnicas de memorização para matérias teóricas

  • Anotação do conteúdo: já está comprovado que anotar os principais tópicos de determinadas matérias enquanto estuda é eficiente não somente para a memorização, mas também para a revisão e para o entendimento. Uma boa dica é atentar-se a detalhes certeiros, tais como datas e processos. Se você é universitário, pode aplicar s anotações no seu dia a dia na faculdade. Neste caso, as anotações recebem um nome específico: fichas de estudos.
  • Leitura atenta, porém ligeira: ler mais rapidamente favorece a assimilação do conteúdo em um curto espaço de tempo. Porém, é preciso atentar-se à assimilação do conteúdo. Se o candidato perceber que não está lendo com atenção e compreendendo, de fato, este conteúdo, é preciso retomar a leitura e, principalmente, o foco. 
  • Conteúdos complexos em primeiro lugar: quando o candidato precisa memorizar matérias complexas, principalmente que envolvam nomes, locais e datas, é recomendado que tais tópicos sejam analisadas logo no início do processo de estudos. O cuidado deve-se ao fato de a mente do candidato ainda não estar sobrecarregada e cansada com os demais assuntos, facilitando assim a compreensão. Esta dica é indicada, principalmente, para candidatos que preferem iniciar a resolução das questões que envolvem cálculos (muitas vezes, os cálculos tomam muito tempo do candidato, prejudicando o desempenho no restante da prova). 

Devemos frisar, porém, que estas táticas podem ser aplicadas tanto na rotina de candidatos que estão com exames bem próximos, como para aqueles que estudam com uma certa antecedência. Aproveite e dê um upgrade no seu processo de estudos! 

Por Tati M.


A Competição Internacional de Matemática é um evento responsável por reunir os mais dedicados universitários do mundo, pois a prova é realizada em inglês e é necessário que o aluno tenha conhecimento em análise, geometria e álgebra.

Nessa competição, o Brasil levou um total de 24 medalhas, sendo 10 de bronze, 12 de prata e 2 de ouro. Foram 324 universitários inscritos no mundial de 73 faculdades espalhadas pelo globo.

O Brasil contou com a participação de 28 estudantes brasileiros, sendo que 27 deles voltaram para casa com medalhas. Os destaques foram os alunos André Macieira Braga, da Universidade Federal de Minas Gerais e Henrique Gasparini Fiúza do Nascimento, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Na classificação de equipes, a universidade mais bem colocada foi a UFMG, que garantiu a 16º posição.

O mundial foi realizado pela American University in Bulgária juntamente com o University College London. Essa é a maior competição entre universitários já realizada, recebendo os melhores estudantes de ciências exatas e matemática.

A prova foi aplicada em dois dias 31 de julho e 1º de agosto. Cada caderno teve cinco questões, com valência de dez pontos cada, sendo necessário resolver as questões de forma individual e em no máximo cinco horas.

A prova envolvia álgebra, combinatória, geometria, análise complexa e real, além de ser em inglês. O nível de dificuldade foi alto e apenas os melhores dos melhores voltaram para casa com medalha. 

As universidades brasileiras que tiveram alunos inscritos foram: Instituto Militar de Engenharia, Fundação Getúlio Vargas, Universidade Estadual de Campinas, Universidade Federal do Ceará, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade de São Paulo, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Junto com a delegação de alunos, estiveram presentes os professores Frederico Vale Girão, da cidade de Fortaleza e o professor Fabio Dias Moreira, do Rio de Janeiro.

Parabéns aos estudantes que participaram!

Por Jéssica Posenato


Não é raro encontrarmos estudantes cheios de manias que atrapalham a produtividade nos estudos. Diante disso foi feito uma pesquisa que relatou quais são os piores fatores que atrapalham a vida dos estudantes. Desta forma, vamos abordar neste artigo as dez principais atitudes que pode arruinar o seus estudos.

O primeiro fator negativo e que recebeu os maiores votos está no telefone e nas mensagens de texto. Hoje em dia com as novas tecnologias e a criação de vários bate-papos, como é o caso do Whatsapp, alguns estudantes têm perdido muito tempo com isso. Se não tomar os devidos cuidados, esses aplicativos podem engolir o tempo de estudo do indivíduo.

Em segundo lugar está a fofoca com os amigos, a qual faz os estudantes perderem tempo e muitas vezes com assuntos dispensáveis. Em terceiro e quarto lugar está a internet e as mídias sociais, que têm feito o aluno ficar um bom tempo pesquisando páginas de menos importância e que pode se tornar um vício. O quinto culpado encontra-se nos intervalos para lanches ou fumar, no caso dos fumantes. Algumas vezes, se o intervalo é de 15 minutos, o estudante acaba se esquecendo e prolonga esse tempo, o que prejudica o cronograma diário.

Em sexto lugar, um dos fatores externos que mais atrapalham é um ambiente de estudo barulhento, pois faz com que o aluno não se concentre 100% nos estudos e demore mais tempo para aprender determinada disciplina. Em seguida, está a interrupção de familiares, a verificação de e-mails, a conversa quando o estudo é em grupo, e por fim, as chamadas em viva voz dos colegas de turma. Esses são os principais fatores que atrapalham a vida do estudante.

Se você se encontra com um dos problemas acima, procure tomar algumas providências e sanar o que atrapalha. Assim, você levará menos tempo para aprender o assunto e ser aprovado no concurso ou vestibular que deseja.

Por Luciana Viturino 


Um dos graves problemas hoje encontra-se no fato de conseguir se concentrar inteiramente nos estudos e livrar-se de fatores externos. Atualmente, o mundo moderno conectou toda a sociedade à interatividade, o que faz com que o estado de alerta e a distração andem juntos. Não é raro encontrarmos essa dependência tecnológica que faz com que muitas pessoas experimentem a sensação de aflição por não receber ou compartilhar informações.

Com isso, vamos dar algumas dicas importantes para você se livrar desses vilões que têm atrapalhado a sua vida. A princípio, aprenda a baixar o fluxo dos pensamentos a um nível parecido com a meditação. Isso esvazia o cérebro de outras preocupações e assuntos paralelos. Caso haja dificuldades, foque em algum ponto estático. O desafio aqui é livrar-se da imensa gama de pensamentos que causam ansiedade.

Alguns livros e exercícios proporcionam essas habilidades. É o caso daqueles que possuem alto nível de dificuldade, pois fazem com que os alunos se concentrem mais. Tenha em mente que você terá de ter uma rotina de estudos. Nesse momento não misture tarefas. Tome café na hora do café, trabalhe na hora do trabalho, e estude quando tem que estudar.

Além disso, trace metas daquilo que precisa ser estudado diariamente e a cada hora ou hora e meia, faça pequenos intervalos para descansar a mente. Se for preciso, realize uma lista com tudo o que precisa cumprir. Cada vez que concluir uma tarefa, você ganha um ponto, e se o trabalho for grande, dois pontos. Quando chegar a cinco pontos você se dá um presente. Com dez, você se proporciona meia hora de descanso.

Atente-se também para os estudos em grupo, pois podem ser uma boa tática para a apreensão do conteúdo, porém, isso exige regras de como o programa funcionará, para que não se transforme em encontros para fofocas. Se for preciso faça uma lista do que distrai você.

Por Luciana Viturino


A Universidade de Coimbra informou recentemente que adotará o sistema de seleção de alunos por meio das notas do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, pela primeira vez em sua história.

De acordo com as informações divulgadas pela instituição de ensino, uma das mais tradicionais de origem portuguesa, os estudantes de nacionalidade brasileira que quiserem fazer toda a graduação na universidade portuguesa poderão usar as notas que foram conseguidas nos exames realizados nos anos de 2011, 2012 e 2013 para a candidatura. As informações foram divulgadas por meio da página oficial da Universidade.

Entretanto, vale ressaltar uma informação importante em relação ao tema. As notas, por exemplo, obtidas no Enem terão pesos diferentes de acordo com o curso escolhido pelo aluno. Vale lembrar que a instituição oferece aos universitários cursos de Direito, Biologia e Economia entre outros. De acordo com o site as mensalidades poderão chegar ao valor de R$ 2.168, algo em torno dos 700 euros.

Joaquim Ramos de Carvalho, o segundo vice-reitor da Universidade de Coimbra, destaca o fato de que o Exame Nacional do Ensino Médio tem um alto grau de qualidade e a medida adotada pela Universidade poderá contribuir para  tornar mais prática a mobilidade de estudantes brasileiros.  Ainda segundo Ramos o Enem já de muito tempo é o principal acesso a boas universidades do Brasil e que por meio das avaliações feitas também serviria para o ingresso de estudantes na Universidade de Coimbra.

De acordo com MEC nenhuma outra universidade estrangeira faz uso das notas do Enem para a seleção de seus futuros alunos.

A Universidade de Coimbra foi fundada em 1290. No ano de 2013 foi considerada pela Unesco como Patrimônio Mundial. Mesmo com tanta tradição a Universidade ficou no posto de número 385 do ranking internacional QS World de 2012. Abaixo inclusive da Universidade de São Paulo.

Na atualidade cerca de 2.059 alunos brasileiros estudam na Universidade de Coimbra. No final do ano passado algumas denúncias em relação à Universidade começaram a surgir por parte de brasileiros que denunciaram entre outras coisas casos de xenofobia e discriminação.

Neste ano o Enem deverá acontecer entre os dias 8 e 9 de novembro.

Por Denisson Soares


O YouTube não foi feito para ver apenas fatos polêmicos ou vídeos engraçados, muitos estudantes o utilizam para se prepararem para o vestibular e reforçar os estudos. Entretanto, as videoaulas são importantes quando o aluno já está cansado de passar muitas horas com a cara nos livros e quer esfriar um pouco a cabeça.

Existem canais para cada tipo de disciplina que são como uma fonte de reforço para o estudante. É o exemplo do canal Só Matemática, em que é possível encontrar diversos conteúdos, entre, o Teorema de Tales, Geometria e Matemática Financeira. Na parte de geografia há um canal da disciplina chamado Só Geografia em que o estudante pode estudar sobre energia, processos migratórios, indústria e aquecimento global.

Na parte de história o canal é do professor Tiago Menta, onde ele aborda temas desde a pré-história e o feudalismo até o Governo Lula. Além deste, há outro que trata de história, chamado: História x Ciência, com vários documentários importantes.

Quem estuda Biologia pode acessar o canal de Biologia que traz vários vídeos explicando a importância da divisão celular e as teorias da evolução. Outro canal de estudos é o Vestibulândia que fornece muitos materiais de química e matemática e aborda os conceitos iniciais de química, sendo possível ao aluno entender os átomos e seus compostos, além de alguns vídeos da parte de geometria. Tudo isso para facilitar a vida e o aprendizado.

Portanto, se você pretende ter apenas um canal para ter acesso a todas as disciplinas é importante que entre diretamente no Canal Educa Bahia, em que há inúmeros vídeos que fazem com que os estudos dos vestibulandos rendam mais e auxilia aqueles que pretendem ter uma excelente colocação no vestibular.

Vale lembrar que diante dessa vasta quantidade de materiais, o aluno não precisa se ausentar de casa, bastando para tanto que tenha disciplina.

Por Luciana Viturino


O Ministério da Educação (MEC) informou que a partir de 2014 novas universidades irão aderir o ENEM como forma de ingresso. As instituições demonstraram interesse em aderi-lo totalmente (como único processo seletivo), ou parcialmente (o candidato faria exames e vestibulares além do ENEM para ingressar na instituição).

Duas universidades estaduais (Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc e Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UniOeste, a primeira reservando 25% das vagas do primeiro semestre para o Sisu e, a segunda reservando 50%), e mais de dez federais (Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD e Universidade Federal do Amapá – Unifap, com 50% das vagas pelo Sisu, Universidade Federal do Pará – UFPA usará o sistema para 20% das vagas e as demais serão preenchidas apenas pelo ENEM) utilizarão o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para o ingresso do candidato na faculdade.

Em 2012 foras 4,1 milhões de alunos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e, a metade desses alunos se inscreveu no Sisu.  

O estudante também pode concorrer a bolsas de estudos em universidades particulares com base em seus critérios de renda, como o Programa Universidade Para Todos (ProUni).

São vários os programas que utilizam o ENEM, saiba como participar deles:

– ProUni: Deve-se fazer a inscrição, que ocorre duas vezes por ano, sendo que a seleção leva em conta a renda do candidato. Para bolsa integral o estudante deve ter renda de no máximo um salário mínimo e meio, por pessoa da casa. Para a bolsa parcial, deve ter renda de até três salários mínimos. O programa seleciona vagas para universidades particulares;

– Fies: Há o financiamento de 100% da mensalidade com 3,4% de juros, sendo necessário ter feito o ENEM, porém, sem exigência de nota mínima para o financiamento;

– Sisu: O candidato deve fazer a inscrição que ocorre duas vezes por ano. O programa seleciona os candidatos para vagas em universidades públicas;

– Ciência sem Fronteiras: Concorre-se a bolsa para uma faculdade estrangeira. O estudante deve ter obtido 600 pontos ou mais no ENEM;

– Sisutec: São vagas gratuitas para cursos técnicos em instituições privadas e públicas de ensino superior. A inscrição é virtual e com base na nota obtida no ENEM, que precisa ser superior a zero. 

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo


Para os estudantes que passam por uma séria preparação para os vestibulares uma tecnologia relativamente recente tem se tornado um sério agravante, as redes sociais.

Facebook, Skype ou Instagram, são utilizados por muitos estudantes diariamente e não raramente por muitas horas por dia. O uso indiscriminado do tempo e o excesso de atenção a esse tipo de atividade podem ser grandes problemas para quem precisa manter o foco nos estudos.

O candidato deve saber que precisa priorizar seus esforços e que se não encarar de forma séria as limitações no período de preparação pode sofrer consequências e ter todo o ano colocado em risco. Portanto, a médio prazo, os prejuízos podem ser bem grandes do ponto de vista do desgaste mental e dos esforços empregados.

As redes sociais fazem parte do nosso dia a dia e o candidato não precisa abandoná-las por completo. No entanto limitar o tempo em no máximo uma hora diária, podendo flexibilizá-la em frações de 30 minutos por dia pode ser um bom começo.

Há canais nas próprias redes sociais sobre vestibular com dicas e conteúdo específicos, assinar esse tipo de publicação pode auxiliá-lo a não esquecer ou se perder nas horas na frente do computador e ainda passar alguma informação que pode ser útil na hora das provas.

Por Bruno Hardt


O ano de 2013 já vai começar e é grande a quantidade de estudantes candidatos às vagas das Universidades Federais e Estaduais de todo o Brasil, como a UFMG, a UERJ e a UNB.

Passar em um vestibular e garantir uma vaga nestas universidades requer um grande esforço dos estudantes. Isso porque a concorrência é grande e as provas são difíceis.

Sem dúvidas o nível de ensino que o estudante teve durante sua vida (principalmente no 2º grau) influencia muito no seu desempenho. É a base dos estudos que garante uma boa colocação no vestibular. Mas não depende só disso. O estudante tem que se esforçar por conta própria, lendo bastante e fazendo muitos exercícios.

Fazer cursinhos preparatórios é essencial, principalmente para quem tem dificuldades de estudar sozinho. Mas mesmo quem faz cursinhos, é bom estudar em casa também para fixar o conteúdo.

Para os candidatos que preferem estudar em casa sem a ajuda de cursinhos, é importante ter disciplina e organização. Se alimentar bem para ter energia para os estudos, desligar a televisão, o celular e o computador para que não seja interrompido, são algumas regrinhas básicas para estudar em casa. Por fim, dedique mais tempo às matérias que sente maior dificuldade.

Por Nathalia Henderson





CONTINUE NAVEGANDO: