Confira aqui todos os detalhes sobre o Exame de Certificação do Ensino Fundamental e Médio 2017.

Vivemos em um país em que a maioria da população possui algum nível de formação escolar. Contudo, muitas pessoas não tiveram a oportunidade de frequentar a escola ou dar continuidade aos seus estudos quando crianças e adolescentes.

Nesse sentido, para dar oportunidades a esses jovens e adultos que desejam obter um certificado de formação, existe o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos, o conhecido Encceja, que vale para todo o país.

Deste modo, na última segunda-feira, dia 24 de julho, o Diário Oficial da União recebeu a publicação do edital do exame. De acordo com o documento, quem deseja obter uma certificação de Ensino Fundamental ou de Ensino Médio, as inscrições terão início a partir do dia 07 do mês de agosto, sendo encerradas no dia 18 do mesmo mês.

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas somente pela internet.

Os interessados em realizar o exame para certificação de Ensino Fundamental precisam ter idade mínima de 15 anos completos. Já aqueles que desejam realizar o exame para certificação de Ensino Médio precisam ter idade mínima de 18 anos completos.

O interessado ao fazer a sua inscrição via internet deve informar o número de seu CPF, Número do RG, para qual certificação deseja fazer o exame, além de informar se existe a necessidade de algum atendimento especial para que possa realizar a prova.

Desse modo, o Exame está previsto para ser realizado no dia 08 do mês de outubro, nos seguintes horários:

– Das 8h às 12h;

– Das 14h30 às 19h30.

As provas serão aplicadas em todas as Unidades que pertencem à Federação. De modo que o Exame é composto de quatro provas com 30 questões (múltipla escolha) e uma redação.

O resultado será divulgado dentro de um prazo de 10 dias úteis após a realização das provas. O inscrito também poderá conferir seu resultado individual acessando a Página do Participante.

Os certificados de Conclusão tanto do Ensino Fundamental quanto do Ensino Médio serão emitidas pelas Secretarias Estaduais de Educação e também pelos Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia.

Para saber mais informações sobre o Exame, acesse o site do Encceja em http://portal.inep.gov.br/encceja.

Sirlene Montes


Todo adolescente já sentiu um frio na barriga em imaginar como seria o Ensino Médio. Essa fase indica que estamos cada vez mais próximos de decidir o nosso futuro, encarar o temido vestibular e entrar na universidade.

Sair do ensino fundamental é começar a sentir responsabilidade, mas não deve ser uma fase de pressões. O aluno deve sentir tranqüilidade para encarar essa nova etapa e escolher com calma a profissão que irá seguir afinal, quem está entrando no ensino médio tem três anos para decidir, mas não vale deixar para a última hora.

Durante o Ensino Fundamental, o aluno recebe uma formação básica nas diferentes áreas do conhecimento. Já ao ingressar no Ensino Médio, o estudante se depara com um aumento do volume de conteúdos e a troca de professores.

Na formação básica, os objetivos do Ensino Fundamental estão voltados para a exigência de domínio da leitura, escrita, compreensão ambiental e social, das artes e demais aspectos que fundamentam a sociedade.

De uma forma diferente, o Ensino Médio tem como finalidade o aprimoramento do educando como ser humano, sua formação ética e de seu pensamento crítico. Desta forma essa nova fase se torna uma preparação para o mundo do trabalho e para a continuidade dos estudos. 

Nessa nova etapa o trabalho da escola juntamente com a família, que são os núcleos de apoio do estudante e de formação da sociedade, devem orientar e buscar o diálogo.

Pais e professores devem ajudar na condução deste desafio, tornando essa transição um processo calmo para que o aluno sinta segurança no momento de suas escolhas e não tenha medo de expor suas dúvidas.

Esta fase deve ser encarada como um mundo de descobertas, que deve ser explorado com entusiasmo para que as próximas etapas da vida acadêmica sejam encaradas de forma natural. 

Por Dayane Garcia


As novas diretrizes curriculares para o ensino médio foram aprovadas esta semana pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e, após a homologação do Ministro da Educação, passarão a estabelecer novas regras para esse nível, algumas muito importantes.

O relatório contendo essas diretrizes enfatiza que quatro são os eixos centrais que deverão nortear o ensino médio: trabalho, ciência, tecnologia e cultura. Além disso, a possibilidade de ampliação da carga horária do ensino médio será facultada às instituições de ensino.

Caso as escolas, em seu projeto político-pedagógico, avaliem que seja necessário estender essa carga para que possam oferecer disciplinas complementares, tão importantes quanto as nucleares, elas terão autonomia para tal, desde que a carga mínima seja cumprida (2,4 mil horas).

Essas mudanças tenderão a ser mais relevantes para o ensino médio noturno, que possui carga horária reduzida, em relação ao diurno. Segundo o relatório, a carga horária poderia ser ampliada com a oferta de modalidade de ensino a distância, perfazendo 20% da carga total, ou mesmo indo além dos três anos de duração atuais.

Por Alberto Vicente





CONTINUE NAVEGANDO: