Veja aqui algumas dicas de como fazer uma boa redação.

Confira aqui 25 dicas para conseguir fazer uma boa redação no ENEM ou Vestibular:

1. A redação precisa de combustível (fonte de dados), comburente (organização dos dados) e ignição (estímulo – porque escrever?).

2. Jogue as primeiras ideias fora, a maioria dos candidatos vai escrever a primeira coisa que vem à cabeça, o óbvio! Lugar comum – Fuja!

3. Só se faz uma boa redação quando se insere novos dados, a base da redação está na informação que obtemos e não no quanto escrevemos.

4. Ampliação de vocabulário – O porquê das coisas, origem das palavras, conotação e denotação, domine!

5. Não espere validação – Só se corrige o ruim, ignora-se o correto.

6. Leitura, leitura e… LEITURA (Clássica) – modelo linguístico!

7. Grandes filósofos, poetas e políticos – Credibilidade!

8. Converse com seu professor, acompanhe a correção quando for possível, ouça o que ele tem a lhe dizer sobre seu estilo.

9. Reescrita, correção de outras redações, troca de redações.

10. Conhecimento de grandes marcos nacionais e mundiais.

11. Pleno envolvimento com questões sobre mulher na sociedade, família, cidadania, efeitos ante e pós-guerra, sustentabilidade, trabalho infantil, etc.

12. Se o argumento a favor é fraco, argumente contra, mesmo que não seja o que pensa!

13. O item 12 só é válido em casos emergenciais, escrever sobre o que se pensa é sempre melhor.

14. Recorra a argumentos irrefutáveis, não ande sobre pontes frágeis e sem retórica (afirmar que a maioria das pessoas não gosta de política não é um fato, é uma suposição. Afirmar que as tecnologias atuais otimizam processos mas também nos toma tempo, é um fato irrefutável).

15. Não use frases feitas, muito “batidas”, ditados populares, gírias, trechos de músicas ou interjeições.

16. Aproximar datas e períodos denotam atenção e domínio do assunto (no primeiro semestre de 2016, na última década, no primeiro trimestre, no século XIX…).

17. Leia e releia antes de transcrever sua redação na folha de avaliação.

18. Verifique a fluidez do texto e se ele fará sentido para qualquer pessoa que o leia.

19. Procure dividir os argumentos em dois ou três parágrafos, para suavizar frases muito longas.

20. Use e abuse da semântica! Ela existe e conspira a seu favor!

21. Analogias pobres não queria, analogias nobres utilize, só não abuse!

22. Não repita a mesma palavra várias vezes e as flexione sempre que possível (educação, processo ensino-aprendizagem, educação, sistema educacional, escolarização, alfabetização, letramento, gestão do ensino, etc).

23. Cuidado com a pressa na transcrição, letras N, M, U, V, R manuscritas sem atenção podem causar problemas de interpretação do corretor.

24. Procure sinônimos (a palavra “gravidezes” existe, mas soa terrível para a maioria, então troque por “gestações”, “períodos gestacionais”).

25. Alimente-se bem, hidrate-se, durma cedo e acorde cedo durante toda a semana do Exame, assim estará adaptado no grande dia, quando precisará estar pronto às 7h.

Boa redação!

Gracieli Borges Ferreira


Confira aqui algumas dicas de como fazer uma boa redação.

Quase todos os vestibulares brasileiros e o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) exigem do candidato na hora da prova a elaboração de uma redação, quase sempre no estilo dissertativo-argumentativo e muitas vezes é preciso escrever um bom texto para ter a chance de ser aprovado naquela universidade dos sonhos. Mas afinal, escrever uma redação é mesmo um bicho de sete cabeças?

Não. Muitas pessoas alegam extrema dificuldade na hora de dissertar, outras acham super fácil, mas a verdade é que a habilidade escrita é desenvolvida com muita prática e leitura, sendo que algumas dicas também podem dar aquela forcinha.

Primeiro, entenda a estrura de um texto, entenda cada uma das partes que o formam. A intrudução é formada quase sempre por um único parágrafo, nada muito longo, nele deve-se apresentar o assunto que será tratado ao longo do texto. No desenvolvimento é onde se organiza todo o pensamento do texto e apresenta-se os argumentos, algo em torno de 2 ou 3 parágrafos, ou 14 a 18 linhas. A conclusão é o fechamento da redação, é apresentada uma solução, a conclusão propriamente dita, não muito extenso, um parágrafo é suficiente.

É importante que você seja claro e objetivo, não repita palavras, use sinônimos se necessário, não utilize gírias e evite palavras no gerúndio.

Após estudar toda essa estruturação é importante praticar bastante, na rotina de estudos para o vestibular escreva uma redação semanalmente, procure também os temas das redações passadas de algumas universidades. Algo muito importante é manter-se atento ao tema e não sair dele. Muitos candidatos chegam a zerar por fugirem demais do assunto proposto.

Esteja informado, muitos temas cobrados nos vestibulares exigem seu conhecimento sobre assuntos atuais, então leia bastante jornais, revistas, sites e acompanhe os noticiários.

Na hora da prova mantenha a calma e leia a proposta com atenção, no rascunho estabeleça os pontos que irá abordar e comece a dissertar a partir deles. Sempre leia o último parágrafo escrito para não perder o foco. Leia e releia seu rascunho antes de passar a limpo. E claro, não se esqueça do título, de preferência deixe-o por último.

Entenda que não é preciso ser um escritor para apresentar uma boa redação, é necessário atenção e prática, é avaliado a sua capacidade de organização do texto e seu raciocínio sobre o assunto e não a sua opinião de fato.

Por Tom Vitor de Freitas


Processos seletivos de vestibulares ou concursos costumam contar com provas para a qualificação do candidato. Essas provas possuem em sua maioria uma parte de matemática, língua portuguesa, conhecimentos gerais e redação.

Muitas pessoas têm grandes dúvidas na hora de desenvolver uma boa dissertação de acordo com o tema proposto pela prova em que estão fazendo. Acompanhe aqui algumas dicas de como escrever uma boa redação e tirar bom proveito de suas palavras escritas para ir bem em um processo seletivo.

O que é uma dissertação?

O candidato deve manter em mente que o texto exigido nessas provas, em sua maioria, é uma dissertação. Uma dissertação é um texto constituído de argumentos convincentes que procuram comprovar uma tese baseada nas opiniões do autor deste texto.

Etapas da dissertação:

É constituída por três etapas: apresentação, desenvolvimento e conclusão.

Apresentação:

Nesta etapa é onde o autor esclarecerá a tese, ou seja, o que pretende desenvolver no texto de acordo com o tema proposto. É aproveitado o primeiro parágrafo para a desenvoltura dessa “explicação” inicial, que guiará o leitor do texto para o assunto que será tratado.

Desenvolvimento:

No desenvolvimento são aproveitados cerca de 2 parágrafos, para que o autor desenvolva seu texto. O autor irá utilizar de argumentos que comprovem suas opiniões sobre o tema, podendo utilizar de fatos, dados, citações e também opinião própria, tudo para constituir argumentos plausíveis e convincentes.

Conclusão:

É apresentada no parágrafo final. Nela é feito o resumo das ideias apresentadas durante todo o texto. É possível que o candidato apresente uma solução para o problema discutido na dissertação, porém, não é obrigatório.

Lembre-se que dissertações não são textos longos. Embora exprimam a opinião do autor do texto, devem ser escritas de forma culta, evitando gírias ou coisas do gênero. Não costumam passar de uma folha, logo, deve-se ser objetivo e simples, apresentando seus argumentos de maneira eficiente para que sejam entendidos. Seguindo essas dicas, você poderá fazer uma boa dissertação.

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo


Sabe-se que a prova de redação de qualquer processo seletivo na atualidade é de caráter eliminatório. Por isso, vou repassar algumas importantes dicas para você que está estudando e deseja ser aprovado nas seleções;

Para que se consiga fazer uma redação relativamente boa. Antes de tudo se faz necessário que você aprenda a ser um leitor. Buscar prazer ao ler até bula de remédio (Brincadeira tá?)…

Mas é necessário sim que você leia bastante. Leia quantas notícias forem necessárias na internet, habitue-se a ler jornais e revistas.

Procure manter-se sempre informado, assista a telejornais e a reportagens. Coloque o seu senso crítico pra funcionar. Não sabe como fazer isso? É fácil. Comece desse jeito: Tudo o que você ler, habitue-se a escrever ao menos um parágrafo sobre o assunto.

Após ler reportagens, procure pensar a respeito e colocar no papel o que você pensa a respeito do assunto, dê sua opinião, discuta a respeito do tema e defenda sua ideia. Assim você estará se preparando para dar um show na sua prova de redação seja ela de vestibular ou concurso, até mesmo, classificatória para admissão em empresas.

Por Lidiane Freitas





CONTINUE NAVEGANDO: