Cursos de Pós-Graduação oferecidos pela CAPES

Cursos de Pós-Graduação oferecidos pela CAPES





A CAPES oferta mais de 3 mil bolsas de estudo em pós-graduação. Confira.

Novas oportunidades no mundo acadêmico poderão ser de grande auxílio aos estudantes: recentemente a CAPES, por meio de seus gestores, liberou mais de 3 mil bolsas para cursos em pós-graduação. Mas, a manchete não é tão otimista quanto o resto do texto.

Os acadêmicos e os pesquisadores da área de pós-graduação estão sendo agraciados com uma grande oportunidade, por meio da disponibilização de 3.182 bolsas de estudo para pós-graduação da CAPES.




Esta divulgação se deu a partir da última da última quarta-feira, dia 11 de setembro, por meio da assessoria de imprensa do governo, neste caso, anunciada pelo próprio ministro da Educação Abraham Weintraub, junto ao representante da instituição, Anderson Correia, atual presidente da organização CAPES.

Deste modo, o órgão do Ministério da Educação fez articular a autorização que disponibiliza o orçamento preciso em conjunto com o órgão do Ministério da Economia e da própria Casa Civil. Foi assegurado, também, que mais oportunidades de estudo serão abertas ainda nesse ano de 2019.


Trata-se, em realidade, de um grande investimento, que atinge um teto no valor de 22.466.654 milhões de reais. Esse é um dos maiores investimento em educação e na formação acadêmica universitária em décadas.

Mas, qual o critério de distribuição de bolsas liberadas?

É o seguinte: as bolsas, aqui anunciadas, destinam-se aos programas que compreendem notas de 5 pontos, para 1.068 unidades; notas de 6 pontos, para 1.052 unidades e notas de 7 pontos, para 1.062 unidades. Estas são as notas mais elevadas dentro do critério de avaliação da instituição CAPES.

De acordo com o próprio ministro da educação, uma dos atos mais justos está na disponibilização de bolsas destinadas a esses mesmos programas, que apresentam boas notas, os quais têm grande e positiva ressonância na sociedade, como resultado.

Outra notícia é a da divulgação de novo orçamento destinado à CAPES, para o próximo ano de 2020, em torno de R$ 600 milhões a mais. Em realidade, o valor, em sua totalidade, aumentou de R$ 2,45 bilhões para R$ 3,05 bilhões. São estes os recursos que estão destinados a proporcionar as próximas bolsas de estudo e a manutenção dos acadêmicos que hoje as utilizam. Deste conjunto, em torno de R$ 200 mil estão sendo investidos em pós-graduação e para a formação dos futuros professores, conforme explicou o presidente da Capes.

A educação no Brasil, em todos os níveis, está necessitando de urgente reforma, ou, pelo menos, ser sublimada, e isso não se dá somente por meio de investimento financeiro. A qualificação, a competência são a essência e o motor da educação.

O representante da Capes explicou, também, que esse tipo de medida também vai ajudar a assegura toda a continuidade dos programas exclusivos de pós-graduação, destinados a todas as regiões do território brasileiro.

O mesmo presidente da Capes fez anunciar, também, que outros tipos de programas estão sendo negociados, no sentido de poder projetar um amplo campo educacional que demande um orçamento exclusivo, mas, esse assunto é para o próximo ano. Trata-se, basicamente de um esforço em conjunto com o governo federal e com os parlamentares.

Breve histórico da Capes:

Trata-se do órgão de Coordenação para Aperfeiçoamento de Pessoal em Nível Superior. Esta instituição está estreitamente atrelada ao órgão do Ministério da Educação no Brasil, cuja atuação oficial se dá de modo expansivo e em forma de consolidação de cursos de pós-graduação, no regime “stricto sensu” e em todas as unidades federativas do Brasil. Esta matéria tem sua fonte na imprensa do Distrito Federal, no departamento de redação da CCS e da CAPES.

Por Paulo Henrique dos Santos

Cursos

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *