Vestibular de Meio de Ano Unesp 2018




Prazo para inscrições termina no dia 27 de abril de 2018.

A Universidade Estadual de São Paulo abriu dia 9 e vai até dia 27 de abril as inscrições para o Vestibular de Meio de Ano em 2018. O valor de sua taxa de inscrição é no valor de R$ 170.

Nos dias 2 e 8 de abril, foram recebidos os pedidos de isenção/desconto de taxa para os candidatos que atendiam os requisitos necessários. A lista de contemplados sairá no dia 26 de abril. Os beneficiados já estarão automaticamente confirmados como inscritos, e os demais candidatos devem pagar o boleto de inscrição normalmente.


A partir de 7 de maio todos os candidatos terão seu acesso ao cartão contendo os locais da prova da 1ª fase, que será realizada no dia 13 seguinte. A prova será contida por 90 questões todas objetivas de conhecimentos gerais.

Dia 30 de maio o resultado da 1ª fase será divulgado e os locais de prova da 2ªfase ocorrerá nos dias 9 e 10 de junho.

Sendo o primeiro dia composto pelas questões de Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Matemática. No segundo dia será a vez da produção de uma redação e as questões de Códigos e Linguagens.


A lista de classificados deve sair em 6 de julho. E a primeira chamada, já será efetuada em 11 de julho.

Sobre as Vagas

O processo seletivo estará oferecendo 360 vagas sendo divididas em nove cursos de graduação: Engenharia Agronômica, Engenharia Aeronáutica, Engenharia Ambiental, Engenharia de Automoção e Controle, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Civil e Engenharia Mecânica. Sendo o total de 40 vagas para cada curso.

Esses cursos serão realizados nas cidades de Ilha Solteira, São João da Boa Vista, Registro, Bauru e Sorocaba.

Para obter mais informações, acesse o siteda Vunesp, que será a organizadora do vestibular.

A Universidade Estadual Paulista é uma universidade brasileira pública, que atua no ensino, pesquisa e na extensão dos serviços à toda comunidade. Essa instituição é uma das quatro universidades que o governo do estado de São Paulo mantém, junto à Universidade de São Paulo, a Universidade Estadual de Campinas e por sua vez a Universidade Virtual do Estado de São Paulo.

A UNESP é diferenciada pois possui unidades em 24 municípios diferentes do estado, sendo 21 no interior, um na grande São Paulo e um em São Vicente, sendo pioneira como universidade pública do litoral paulista. Este modelo de ser uma universidade multicampi é inspirada na ótima estrutura da Universidade na Califórnia, dos Estados Unidos, ela é composta por 23 unidades, criados entre nos anos de 1857 e 2002.

Fundada em 1976 partindo de institutos de ensino superior existentes em várias regiões no estado, a UNESP hoje possui cerca de 40 mil estudantes e mais de três mil professores espalhados nas 32 faculdades e institutos, oferecendo 168 cursos de graduação mais 114 cursos de pós-graduação, em mais de 64 profissões diferentes em nível superior.

A instituição foi classificada em segunda colocação entre as universidades públicas no "VIII Prêmio Melhores Universidades", que acontece anualmente pela publicação Guia do Estudante, feita através da Editora Abril. A Classificação nas Acadêmica das Universidades Mundiais (ARWU) de 2017 também classificou a Universidade entre as 300 de todo mundo e como a terceira instituição do Brasil. O QS World University Rankings também classificou a universidade paulista sendo a 9ª melhor da América Latina em 2014, foi a 36ª melhor dos BRICS, e 4ª melhor do Brasil e entre as posições 500ª no mundo em 2017. A instituição também ficou classificada sendo a 8ª melhor universidade da América Latina e a 4ª do Brasil e também 408ª no mundo em exposição na internet conforme a Webometrics Ranking of World Universities no ano de 2017. Em 2013, a britânica Times Higher Education apontou a UNESP, junto da Unicamp, como sendo uma das 100 melhores universidades mais "jovens" (com menos de 50 anos) em todo mundo e também como 82ª melhor instituição universitária nos países emergentes.

Por isso não perca essa grande oportunidade de cursar uma das melhores Universidades do País e também do mundo, podendo assim se preparar ainda melhor para o mercado de trabalho que hoje se encontra mais competitivo do que outrora.

Ricardo Ferreira Rodrigues

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *