Escolha da profissão – Dicas




Vou relatar agora uma situação tão comum, que se você não passou (ou passa) com certeza conhece alguém que já vivenciou: após anos de muito empenho, você se forma em um curso superior, e de repente, passa-lhe pela cabeça que talvez a profissão escolhida não seja bem o que gostaria de fazer pelo resto da vida. Então, esta história lhe soa familiar?

Com certeza esta é uma constatação bastante complicada, mas não é motivo para você se preocupar tanto assim, afinal, como já disse, você não está sozinho. Na verdade, é mais comum do que você imagina, pois escolhemos nossa profissão em uma fase da vida em que acabamos de descobrir que somos adultos e temos responsabilidades. Neste momento, queremos mais é ir para a balada com os amigos do que perder noites de sono decidindo um futuro tão incerto.


Então, se você se encontra nessa situação, relaxe. Lembre-se que nunca é tarde para começar a fazer coisas novas, o importante é ter disposição para isto.

Aprender uma atividade às vezes pode ser mais prazeroso do que você imagina, principalmente porque agora a escolha será feita com maturidade e principalmente, muita cautela. Por isso, tire um tempo para se redescobrir, pense no que você gosta e o que lhe dá prazer.

Estude as profissões, mas não apenas levando em consideração a remuneração que ela poderá oferecer, pense principalmente em sua satisfação, com certeza, a contraprestação será uma consequência.  


Por Leni do Vale



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *