Estudantes já podem consultar o Gabarito Oficial do Enem 2018.

As pessoas que desejam ingressar em alguma instituição de ensino superior do Brasil, seja de ordem pública e privada, sabem que uma das etapas a ser cumprida é participar do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM. A edição deste ano já aconteceu, como a grande maioria das pessoas já sabe. A última novidade em relação à prova, deste ano, é que os gabaritos oficiais foram divulgados na última quarta-feira, dia 14 de novembro. Caso você tenha participado desta última edição é importante que você consulte o texto abaixo para saber como acessar os gabaritos. Além disso, neste texto também vão conter outras informações cruciais a respeito do ENEM.

Como acessar os gabaritos oficiais de cada uma das provas do Exame Nacional do Ensino Médio

O primeiro tópico deste texto já traz a tona como o estudante deve proceder para ter acesso ao gabarito oficial do ENEM de 2018. Para você que participou da avaliação e deseja realizar a consulta. O primeiro passo é acessar o site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o INEP: http://www.inep.gov.br/. Após isso, clique no primeiro retângulo azul que aparece na página, o que está escrito “ENEM 2018”.

Uma nova página vai ser aberta em seu navegador e no alto dessa nova página clique na imagem em laranja que diz “Confira em Depois da Prova”. Mais uma vez, uma nova página vai ser aberta, role a tela e clique no gabarito de acordo com a cor da prova que você utilizou. Lembrando que a avaliação laranja foi disponibilizada para os candidatos que pediram uma prova em braile e ledor. E o teste verde para libras. As demais provas (rosa, branca, amarelo e azul) foram aplicadas para os demais inscritos. Caso você deseje rever o caderno de questão ele também está disponível na página, basta seguir a mesma instrução, ou seja, clicar no caderno que tem a cor do caderno que você fez a prova.

Lembre-se de também conferir o dia da prova, para que não ocorra nenhuma confusão. Um último ponto que precisa ser mencionado é que alguns dias foi anunciado que uma pergunta do ENEM deste ano foi anulada. A questão se referia sobre a matéria de matemática. Isso se deu, pois, a pergunta foi usada anteriormente em outro processo seletivo. No gabarito oficial não consta a resolução da pergunta anulada.

Informações sobre a prova de 2018 e também sobre o resultado do ENEM

Desde o ano de 2017, o Ministério da Educação, o MEC, adotou uma nova estratégia de aplicação das avaliações. O órgão definiu que as provas seriam aplicadas em dois domingos e não mais em um único final de semana como aconteceu em todas as edições passadas. Neste ano, as provas aconteceram nas datas de 04 e 11 de novembro.

No dia 04 de novembro, os estudantes resolveram 90 perguntas divididas em: 45 questionamentos sobre Ciências Humanas e 45 de Linguagens e Códigos. E eles também tiveram que escrever a redação, cujo tema foi “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. Já no segundo dia, ou seja, em 11 de novembro de 2018, os inscritos resolveram mais 90 questões dessa vez, foram 45 perguntas de matemática e 45 de Ciências da Natureza.

De acordo com as informações dispostas na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o resultado oficial do Exame Nacional do Ensino Médio de 2018 vai ser divulgado no dia 18 de janeiro de 2019. No site: http://www.inep.gov.br/.

O inscrito precisa mais uma vez clicar em “ENEM 2018” e depois clicar mais uma vez no box “Página do Participante”. No momento de verificar as notas, o inscrito precisa apenas digitar o número de seu CPF. Para os participantes que tiverem o aplicativo do ENEM, o resultado também vai ser disponibilizado no “app”. Lembrando que as notas do ENEM podem ser usadas para três diferentes formas de ingresso na faculdade, o Sisu, Prouni e o Fies. Boa sorte!

Isabela Castro.


Confira aqui algumas dicas para a Prova de Matemática do Enem 2018.

Se o leitor irá participar do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018 ou conhece alguém que deve prestar ao exame, não deixe de acompanhar as nove dicas a seguir que foram selecionadas com o intuito de auxiliar o participante a obter um bom desempenho na prova de Matemática.

As dicas selecionadas foram realizadas para que o participante consiga realizar toda a prova de Matemática, otimizando o tempo gasto em cada questão e, por consequência, aumentando as chances de alcançar uma pontuação alta. Portanto, se deseja obter um bom desempenho nas 45 questões de Matemática, não deixe de acompanhar as informações que devem ser fornecidas a seguir.

Para quem não conhece o Enem, a prova de Matemática do exame é uma das mais temidas, senão a mais. Isso porque a educação brasileira apresenta grandes déficites no ensino de Matemática, tanto na rede privada, mas, especialmente na rede públca. E a prova de Matemática corresponde a 25% da nota total do exame. Desse modo, a pontuação do candidato nessa área é extremamente importante, uma vez que faz toda a diferença, principalmente no resultado final. Somando o fato de haver inúmeras questões, o que deixa a prova cansativa, o candidato já teme as questões por natureza. Dessa forma, com o objetivo de ajudar os candidatos que precisam fazer a prova no final desse ano, reunimos algumas dicas, a fim de auxiliar e diminuir a pressão, especialmente nos dias que antecedem a prova, que sem a menor sombra de dúvidas, são cruciais e podem ser determinates para que o candidato consiga o tão almejado resultado no Exame Nacional do Ensino Médio.

A primeira dica é planejar os descansos para que eles sejam feitos com qualidade. Não é novidade para ninguém que o Enem é um tipo de processo seletivo muito importante, uma vez que ele oferece aos participantes inúmeras oportunidades para que possam ingressar na formação superior, entre outros cursos. Desse modo, muitos dos candidatos não conseguem parar de pensar no peso que essa prova têm em suas vidas e acabam ficando muito tensos. Portanto, é fundamental para o participante do Enem, que na reta final, principalmente, ele realize pausas para descanso e principalmente tire um tempo dedicado ao lazer.

Assim, recomenda-se aos candidatos uma boa noite de sonhos e aos finais de semana, a realização de programas de lazer que não envolvam os estudos, muito menos as provas, uma vez que, para que aconteça o aprendizado é preciso que antes de tudo, haja descanço.

A segunda dica parece óbvia, mas ainda assim, não se pode ignorar, isto é, concentrar-se para realizar a prova é algo fundamental. Concentrar-se, significa que no dia do exame, o candidato não deixe com que preocupações envolvendo outros problemas possa tirá-lo do foco. Sendo assim, é sempre bom esquivar-se de assuntos que podem afeta-lo na hora da prova. Nesse caso, evitar pessoas que discutem sobre os conteúdos que podem cair na prova, pois essa é uma boa saída para se evitar o nervosismo. Além disso, é importante focar em resolver a maior quantidade de questões das disciplinas que foram estudadas e posteriormente revisadas, fruto de um estudo pautado em bastante disciplina. É importante ter em mente que entrar na faculdade é uma consequência de todas essas ações associadas à calma e uma disposição.

Outras dicas, que também são fundamentais para se alcançar uma boa pontuação, são as seguintes: resolver as mais fáceis primeiro e deixar aquelas em que se está com maior dificuldade por último. Isso otimiza o tempo para cada questão. Além disso, é necessário estar atento às pegadinha e treinar interpretação de texto, sem deixar de analisar as figuras, caso a questão venha acompanhada destas. Grifar o que o enunciado está pedindo também é essencial, uma vez que evita que o candidato caia em alguma pegadinha, dando a resposta errada. Outro passo, é simplificar o máximo que puder as contas que devem ser realizadas para se chegar no resultado final. Por fim, muitas questões podem ser resolvidas por lógica, evitando com que o aluno gaste o tempo desenvolvendo equações.

Ana Paula Oliveira Coimbra


Interessados poderão se inscrever até o dia 18 de maio de 2018.

A partir da próxima segunda-feira, dia 7 de maio, inicia-se o período de abertura das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), do ano de 2018. As inscrições podem ser realizadas no site do Inep até o dia 18 de maio e a taxa de inscrição é no valor de R$ 82,00, para os não isentos. O prazo para isenção da taxa de inscrição se encerrou no último mês.

Quer saber mais sobre o Enem 2018? Confira agora este post.

O Exame Nacional do Ensino Médio

O Exame Nacional do Ensino Médio, que foi criado no ano de 1998 e aperfeiçoado no ano de 2009, tem como finalidade a avaliação do desempenho estudantil durante e após o ensino médio. Os resultados deste exame servem, principalmente, para aplicar melhorias na grade e na metodologia escolar, de caráter privado e público. Além disso, o resultado do Enem pode oferecer ao participante diversos benefícios, tanto profissionais quanto acadêmicos.

As notas das provas podem ser usadas em concursos públicos ou de outras formas inclusivas no mercado de trabalho. Além do mais, o seu maior uso é para o ingresso ao ensino superior, tanto por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que é usado como um vestibular para ingresso em diversas universidades públicas, quanto pelo ProUni (Programa Universidade Para Todos), que oferece bolsas de estudo governamentais, parciais e integrais, para estudantes ingressarem no ensino superior de caráter privado. Algumas universidades públicas também usam a nota do Enem para complemento do seu vestibular próprio, como forma de ingresso.

Também existe o Fies, que é um financiamento estudantil, de parte governamental, que usa a nota do Enem como parâmetro de seleção dos candidatos. Este financiamento apresenta taxas de juro baixíssimas, quando comparado ao mercado, e o estudante tem a possibilidade de começar a pagar somente após um ano e meio de conclusão de curso.

O Enem é aberto para todos os públicos, no entanto, seus resultados variam de acordo com o grupo-alvo. As notas do exame não são calculadas a partir da quantidade de acerto e sim pela avaliação do grau de dificuldade da questão, pela probabilidade de o candidato tê-la acertado por acaso e por consistência geral, isto é, a quantidade de pessoas que acertaram uma mesma questão.

No total, são aplicadas quatro provas e uma redação, divididas em dois domingos. As disciplinas cobradas nas provas são de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e uma redação, de gênero dissertação argumentativa.

Enem 2018

A edição do Enem de 2018 virá com algumas mudanças em relação ao último ano. Neste ano, serão adicionados 30 minutos no segundo dia de provas. As provas ocorrerão no dia 4 (Linguagens e Códigos, Ciências Humanas e Redação) e no dia 11 de novembro (Matemática e Ciências da Natureza). Portanto, o primeiro dia a prova terá duração de cinco horas e meia, como de costume, e no segundo dia, a prova terá cinco horas para realização.

Veja a seguir o cronograma do Enem 2018:

  • Dia 2 a 11 de abril: período de solicitação da isenção ou redução da taxa de inscrição;

  • Dia 7 a 18 de maio: período de inscrições;

  • Dia 7 a 23 de maio: período de pagamento da taxa de inscrição (R$ 82,00);

  • Dia 28 de maio a 3 de junho: período para solicitar atendimento por nome social;

  • Dia 4 e 11 de novembro: aplicação das provas.

Tem interesse em se inscrever para o Enem 2018? Então fique atento(a) à data de inscrição que se inicia nesta segunda. Mais informações sobre o exame podem ser encontradas no site do Inep, linkado acima, e dúvidas podem ser tiradas por meio do atendimento online do MEC (Ministério da Educação) ou pelo telefone 0800616161.

Felicia Lopes


Confira aqui o Gabarito das Provas do Enem 2017.

O Inep divulgou na última terça-feira, dia 14 do mês de novembro, o gabarito oficial do Enem do ano de 2017. Os candidatos para conferirem seus resultados e analisarem como foi a sua atuação no exame podem acessar o endereço: https://enem.inep.gov.br.

Antes de conferir os resultados, é preciso escolher o dia correto da realização da prova e a cor da prova, já que as questões se diferem de acordo com cada cor.

O Inep deixa claro aos candidatos que o fornecimento dos gabaritos serve para que estes possam ter uma noção de como foi o desempenho de cada um nos dois dias de prova. Sendo que o Ministério da Educação não aceitará nenhum tipo de contestação ou recurso sobre os resultados ou qualquer questão da prova.

Além disso, a soma de acertos não representa uma pontuação a ser considerada na correção do exame, pois para o cálculo da nota do Enem é utilizado um método chamado de Teoria de Resposta ao Item, que estipula uma pontuação diferente para cada questão. Sem falar que não é possível ter uma noção sobre a pontuação obtida na redação.

A nota do Enem é uma soma entre os pontos feitos nas provas e na redação.

O Instituto Nacional de Educação e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira informou aos estudantes que o resultado oficial do Enem 2017 está previsto para ser divulgado no dia 19 do mês de janeiro.

O Enem 2017 foi realizado em dois domingos consecutivos, sendo eles os dias 05 e 12 do mês de novembro. Esta foi a primeira edição do exame em que as provas foram realizadas em dois domingos, já que nas últimas edições o exame era realizado em apenas um fim de semana. Esse novo modelo foi pensado para que os candidatos pudessem descansar entre uma prova e outra já que ambas exigem muita concentração.

Para aqueles alunos mais ansiosos que não aguentariam esperar pela divulgação do gabarito oficial, o Colégio e Curso Oficina do Estudante da cidade de Campinas/SP, em uma parceria com o Brasil Escola, realizou uma correção comentada nos dias em que as provas forma realizadas, assim os estudantes poderiam tirar eventuais dúvidas sobre as questões cobradas nas provas e compreenderem porque acertaram ou não.

O gabarito também poderá ser acessado por meio da Página do Participante ou no Aplicativo do Enem.

Segundo informações do Ministério da Educação, o exame do ano de 2017 transcorreu de forma tranquila em todo o Brasil. Com exceção de nove locais de provas nos municípios de Teresina/PI, Olinda/PE e Uruaçu/GO, em que 3.581 candidatos, por problemas de falta de energia, foram impedidos de realizar as provas do primeiro dia. Contudo, já está agendado para o dia 12 de dezembro a realização da prova para estes candidatos.

No mais, como é comum acontecer em todos os anos, alguns candidatos foram eliminados do exame por motivos diversos, como o porte de objetos não permitidos, saída da sala de prova antes do tempo permitido, porte de papéis ou panfletos, desrespeito às normas previstas no edital, entre outros. Assim, foram eliminados o total de 853 candidatos.

O Enem 2017 contou com o total de 6.731.344 inscritos. O número de abstenções foi de 29, 8% no primeiro dia de prova e 32% no segundo dia, O que também está dentro do esperado.

O Enem a cada ano que passa recebe um número maior de inscrições, o que comprova que os estudantes brasileiros pretendem realizar cursos de nível superior e assim melhorar suas condições de vida profissional e pessoal.

As notas obtidas no exame podem ser utilizadas em vários processos seletivos para vagas em cursos de nível superior, através de programas como SiSU, ProUni e Fies.

Sirlene Montes


Saiba aqui como consultar os Locais de Prova do Enem 2017.

A obtenção de uma vaga em determinada universidade é o sonho de milhares de pessoas no país, as quais para alcançarem esta pretensão fazem avaliações diversificadas como vestibulares tradicionais, assim como o inovador Exame Nacional do Ensino Médio.

O ENEM está avançando em seu processo de organização para que as avaliações ocorram no final do ano em todos os estados brasileiros e a última atividade consistiu no fato de que o INEP divulgou os locais de provas do ENEM 2017, sendo este fato abordado em seus detalhes a seguir neste artigo.

Informações básicas sobre o ENEM 2017

O processo de organização e aplicação do ENEM (exame Nacional do Ensino Médio) é responsabilidade do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o qual recebeu no mês de maio deste ano milhões de pedidos de inscrição dos candidatos a este exame determinado.

Nesta semana, dia 20 de outubro de 2017, ocorreu a divulgação do Cartão de Confirmação de Inscrição, sendo que a próxima etapa desta avaliação será a aplicação das provas que ocorrerão em todo o país nos dias 05 e 12 de novembro de 2017.

Como consultar locais de prova do ENEM 2017

O Cartão de Confirmação de Inscrição liberado para os candidatos do ENEM na última sexta-feira serve não apenas para sacramentar a participação do aluno neste processo de seleção, como também contém o local específico em que deve comparecer nos dias de aplicação das provas.

Os candidatos do ENEM podem obter este cartão acessando a página do participante, que se encontra no site oficial do ENEM – www.inep.gov.br/enem – ou ainda usando o aplicativo do exame que tem sua disponibilidade para sistemas operacionais variados existentes no mercado.

Além do local da prova, ao qual o candidato deve comparecer nos dias previamente determinados pelo edital do ENEM 2017, o Cartão de confirmação de Inscrição possui outras informações fundamentais para os participantes desta seleção como os seguintes:

· Número de inscrição

· Opção de língua estrangeira (Inglês ou Espanhol)

· Solicitações realizadas para atendimentos específicos no dia da prova

Por isso, no momento em que este cartão for acessado, é importante verificar se todas as informações estão corretas e caso hajam divergências entrar em contato com o INEP pelos telefones e e-mails presentes na página do ENEM 2017.

De acordo com o INEP, nos dias de provas do Exame Nacional do Ensino Médio não é preciso que o cartão de confirmação seja levado, mas sugere que ele seja levado junto com documento de identidade com foto e caneta para facilitar a conferência das informações no momento das avaliações a serem realizadas.

Declaração de comparecimento para ENEM 2017

Uma inovação que está sendo oferecida para os candidatos ao ENEM diz respeito à Declaração de Comparecimento, que pode ser fornecida para aqueles que precisarem justificar falta em algum local de estudo ou trabalho no dia considerado.

Para isso, é preciso que os interessados acessem o site do ENEM e imprimam este documento, o qual deve ser levado nos dois dias de prova para a assinatura dos responsáveis no local de aplicação em cada um dos domingos de realização das provas.

É importante considerar que o modelo de declaração de comparecimento será diferente para cada um dos dias de prova, sendo preciso, portanto, que a sua impressão ocorra em data próxima à ocorrência de cada uma das etapas do ENEM para evitar problemas no momento de sua obtenção.

Conclusão

Portanto, o INEP divulgou os locais de prova do ENEM 2017, sendo preciso que agora os candidatos confirmem as informações nele presentes e se organizem para chegar ao local de prova determinado com pelo menos 30 minutos de antecedência garantindo, assim, sua participação neste relevante processo seletivo nacional.

Ana Camila Neves Morais


Estudantes podem se inscrever até o dia 19 de maio de 2017. Taxa de inscrição é de R$ 82.

Diante da forte instabilidade no mercado de trabalho que atualmente cerca o Brasil, as pessoas, principalmente os jovens, estão ficando cada vez mais conscientes sobre a importância de se dedicarem ao estudo em busca de uma carreira de trabalho que traga estabildade financeira e conforto.

Para a maior parte dos brasileiros, tal comodidade só pode se concretizar por meio do estudo, ou seja, uma formação profissional que pode ir desde cursos técnicos à graduação.

Dessa forma, o Enem – Exame Nacional do Ensino Médio- é um importante e prático meio para se estar inserido tanto no meio técnico, quanto nas universidades.

É por meio da nota obtida através da realização do exame que os estudantes podem entrar em quase todas as universidades federais do país. Infelizmente, o Enem ainda não consagra todas as universidades em sua totalidade e os estudantes precisam fazer uma prova específica. E essa é uma das maiores vantagens do Enem, pois antes as pessoas tinham que prestar o exames diferentes para cada universidade, o que por consequência, gastava mais dinheiro e o desgaste emocional era maior.

Nos dias de hoje, com o resultado de uma única prova, pode-se ganhar quase todo o Brasil, praticamente. É importante ressaltar ainda que o Enem não dá a oportunidade para a inserção dos jovens apenas nas universidades federais. Também é possível entrar em faculdades particulares com bolsa de 100% ou grandes descontos.

Para os interessados em fazer o Enem, é importante conserir as informações abaixo.

As inscrições para a prova do Enem 2017 terão seu início na próxima segunda-feira, dia 08 de maio, e seu fim se dará no dia 19, também do mês de maio.

A taxa de inscrição é de R$ 82,00 e estão isentos aqueles que conseguirem declarar carência de recursos, além de estudantes que comprovarem estar no 3º ano do ensino médio. Os demais terão que pagar a taxa até o dia 24 do mês de maio.

Os candidatos com necessidades especiais possuem uma hora a mais para concluírem o exame. Então, basta apenas, na hora de realizar a matrícula, marcar que possui prioridades e necessidades especiais, contudo, é preciso apresentar laudo médico.

Sirlene Montes


Confira aqui as principais mudanças e novidades do ENEM 2017.

Para todos os candidatos que pretendem prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) esse ano, é melhor continuar lendo esse artigo até o final, pois ele traz importantes informações sobre algumas mudanças que ocorrerão.

O Ministério da Educação e Cultura (MEC) fez uma publicação no Diário Oficial da União (DOU) na terça-feira, dia 04 de abril, sobre a portaria regulamentadora das próximas edições do ENEM que trazem as mudanças que foram anunciadas no mês passado.

A primeira mudança significativa aborda a certificação de conclusão do ensino médio e a partir desse ano, o ENEM não vai ser mais utilizado para a obtenção do certificado. Segundo o MEC, apenas 7,7% dos alunos que se inscreveram para tirar o certificado conseguiram tirar nota mínima permitida, em 2016. Agora, com a nova modificação do exame, os alunos maiores de 18 anos que quiserem concluir o ensino médio serão obrigados a fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

A nova portaria do ENEM vai incluir algumas regras que permitem a isenção da taxa de inscrição. Estudantes que pertencem a famílias de baixa renda e que estejam cursando o último ano do ensino médio estão isentos da taxa de inscrição. Caso o aluno carente seja contemplado com a isenção e não compareça para fazer as provas sem apresentar um motivo plausível, perderá o benefício para os próximos anos.

O valor da taxa de inscrição para o ENEM ainda não foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). O edital do exame será publicado na próxima segunda-feira, dia 10 de abril e as inscrições poderão ser feitas entre os dias 08 e 19 de maio de 2017.

Outra novidade para esse ano, que já está aprovada, é a data da realização das provas, que serão realizadas em dois domingos consecutivos e não mais como era anteriormente, em somente um final de semana. As provas já estão agendadas para os dias 05 e 12 de novembro de 2017 e se você vai tentar o ENEM esse ano, é melhor ficar atento a publicação do aguardado edital.

Boa sorte para todos no ENEM.

Rodrigo Souza de Jesus


Saiba aqui como funciona o sistema de correção e pontuação do Enem.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) possui um sistema bastante peculiar para avaliação dos candidatos. A prova é dividida em quatro áreas do conhecimento e mais uma prova de redação. No entanto, você está enganado se pensa que cada uma dessas áreas vale a mesma quantidade de pontos. Acompanhe esse artigo para entender como o MEC dá sua nota no ENEM.

A única prova que conta com um peso fixo é a de redação. A avaliação dissertativa sempre estará entre a nota 0 e 1000. Mas isso não ocorre com as outras provas. O ENEM baseia-se no conceito de dar mais pontos para quem vai bem nas áreas difíceis e menos pontos para quem vai bem nas áreas fáceis. E como é determinado quais são as provas difíceis e quais são as provas fáceis?

Em síntese, as provas difíceis são aquelas em que houver um menor número de candidatos que acertarem as questões, já as fáceis são as que um maior número de candidatos acerta as questões. Assim, a área que envolve o conteúdo lógico/matemático (Matemática e suas Tecnologias) costuma valer de 0 a 940 pontos, enquanto que a prova de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias costuma variar entre 0 e 840 pontos.

Além da variação no peso de cada área do conhecimento, o MEC ainda complica um pouco mais a vida do estudante para entender sua nota. Não somente as áreas possuem pesos variáveis, mas também, as questões de modo individual. Todavia, engana-se novamente quem pensa que são pesos tradicionais. São, na realidade, um algoritmo que define pesos variados para cada questão de acordo com os acertos de cada indivíduo. Traduzindo, é impossível você saber qual será sua nota no ENEM só com o número de questões acertadas.

O algoritmo de correção do MEC é denominado TRI. Esse algoritmo encadeia questões com conteúdo similares, assim, caso o estudante acerte a questão difícil e erre a fácil, o sistema de correção considerará que ele chutou e, consequentemente, não validará o acerto da questão difícil.

Fica complicado para os meros estudantes entender os motivos pelos quais o MEC coloca tanta complexidade no método de avaliação do ENEM. Parece-nos, às vezes, que essa tamanha complexidade é para camuflar possíveis erros e ou evitar críticas. Será? A certeza que fica é que os estudantes não têm como conferir de modo objetivo a relação entre acertos e pontuação.

Matheus Griebeler


Saiba aqui quantos pontos é preciso fazer no Enem para passar no Curso de Medicina.

Nesse artigo nós iremos tratar do curso de medicina em uma universidade federal e através do acesso universal. É evidente que existam variações entre uma universidade e outra, no entanto, o curso de medicina segue um certo padrão.

Como já foi comentado em um artigo anterior, não há como saber qual exatamente a sua pontuação de acordo com o número de questões acertadas. O que pode ser feito é tirar uma base, ou seja, apresentar o mínimo de questões que você precisa ter acertado para continuar sonhando com o ingresso no curso de medicina.

Para redação, o mínimo varia, embora vestibulandos que tiraram menos do que 800 já precisarão praticamente gabaritar as outras áreas. Aqueles que tiraram 880 para cima estão bem colocados para pleitear a vaga.

No caso da Matemática e suas Tecnologias, o mínimo gira em torno de 35 – 40 questões. Com esses acertos sua nota poderá chegar até 700 – 800 pontos. Isso dependerá das questões que você acertou.

Já em Linguagens, Códigos e suas Tecnologias você não precisa se sair tão bem. Garantindo 30 – 35 questões está ótimo. Esse número de acertos lhe dará uma pontuação média entre 680 – 730.

No caso de Ciências Humanas e suas Tecnologias o ideal é quase gabaritar. O número de acertos para conquistar a vaga no curso de medicina deve circular entre 38 – 42 questões. Isso lhe dará uma pontuação média de 720 – 780 pontos.

Por último, em Ciências da Natureza e suas Tecnologias, vale acertar a mesma quantidade que na prova de Ciências Humanas, ou seja, entre 38 – 42 questões. Esse número de acertos lhe dará uma pontuação média de 730 – 800 pontos.

Com esse número de acertos os vestibulandos podem obter uma média de 760 – 780 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio. Lembre-se que dificilmente todas vagas são preenchidas na primeira chamada, então, não se baseie somente com os pontos de corte da primeira chamada do SISU.

Agora, se você ficou abaixo dessas notas, nada impede de tentar pleitear a vaga em medicina com a lista de espera. Existem muitos estudantes que conseguiram o ingresso com menos de 750 pontos. Vai que a sorte bata em sua porta?

Matheus Griebeler


Inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio poderão verificar a localização da aplicação das provas através do aplicativo ou site do ENEM.

Conforme informação repassada pela diretora de gestão de planejamento do Ministério da Educação, Eunice Santos, os cartões que confirmam o local para realização do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) estarão disponíveis a partir do dia 18 desse mês.

Eunice fez um pronunciamento no 4º Batalhão da Infantaria em Osasco, cerimônia que marcou o início da distribuição das provas do ENEM pelo país. São, ao todo, 77 mil malotes de provas. Segundo ela, o cartão de confirmação do local para realização das provas será encamihado por e-mail para cada canditado. Além do e-mail, é possível consultar o cartão através do aplicativo do Enem e acessando o site do Inep.

A exemplo da edição anterior do ENEM, nesse ano não haverá encaminhamento impresso do cartão de confirmação do local das provas. A consulta será exclusivamente digital.

As provas ocorrerão nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia serão 90 questões de múltipla escolha divididas entre ciência da natureza e ciências humanas. O segundo dia possui 45 questões de matemática, 45 de linguagens, códigos e suas tecnologias e a prova de redação. Ao todo serão 10 horas de prova: 4h30min para o sábado e 5h30min para o domingo.

Os estudantes devem ficar atentos ao local que realizarão as provas. É importante que o canditado conheça com antecedência qual a localidade da aplicação do Exame, assim, evita-se possíveis imprevistos. Os portões abrem às 12h e fecham pontualmente às 13h.

As notas obtidas no exame podem ser utilizadas para ingresso nas instituições federais e estaduais de ensino do país. No computo geral são mais de 8 milhões de inscritos que realizarão o ENEM 2016, 16 milhões de provas impressas e 17 mil locais de prova.

O ENEM 2016 também inova para garantir que não haja fraudes na realização do exame. Esse ano ocorrerá a confimação da identidade dos candidatos através da tecnologia de biometria (reconhecimento de digitais). Após assinarem a lista de presença, as digitais de cada canditado serão verificadas.

Matheus Griebeler


Confira aqui os critérios de avaliação da redação do Enem.

A pontuação da redação do Exame Nacional do Ensino Médio é muito importante para quem quer ingressar numa universidade federal ou ter uma pontuação final alta o suficiente para ingressar numa particular de grande porte, por isso veremos a fundo quais são os critérios de avaliação das redações usados pelos corretores. São eles:

Domínio da Norma Padrão da Língua Portuguesa:

A prova exige que seja feita uma redação dentro da gramática normativa. Só escreve bem quem lê bem e os corretores sabem muito bem disso. A dica? Leia! Dê uma chance ao universo literário, com certeza encontrará algo prazeroso e de quebra ainda enriquecerá sua bagagem cultural e seu vocabulário. Se for prestar outros vestibulares que exigem leituras de obras literárias, não deixe de lê-las.

Compreensão da proposta de redação:

Esse critério quer dizer que não serão aceitas redações que fujam do tema proposto. Leia o texto da proposta até saber quais informações elas pedem.

Seleção e organização das informações:

Utilize elementos coesivos para entrelaçar seu texto de modo que os parágrafos não se disponham isoladamente. Calcule bem o tempo que terá para elaborar a redação e, numa folha de rascunho, faça uma lista dos assuntos que você pode tratar na sua redação. A partir dos temas que você selecionou, ordene-os na sua lista, fazendo com que um assunto desencadeie o outro.

Demonstração de conhecimento da língua necessária para argumentação do texto:

Novamente, a gramática normativa e o vocabulário são extremamente valorizados numa redação, o que não significa que seja necessário usar palavras difíceis para expressar uma ideia. Mostre apenas que você tem uma carga cultural muito grande e sabe utilizá-la a seu favor.

Elaboração de uma proposta de solução para os problemas abordados, respeitando os valores e considerando as diversidades socioculturais:

A proposta está pronta, mas ela pede que você dê um outro rumo para os fatos ali tratados. Não significa que você deve fugir do tema, de forma alguma; significa que ninguém quer ler algo que já foi dito, querem uma visão diferente para solucionar a problemática, pois todas as outras já foram propostas sem solução. Isso é: fuja do clichê! Essas soluções só serão válidas, entretanto, se respeitarem as diversidade socioculturais, sem ofender ninguém.

Boa prova!

Jean Carlos Weber Andrades


Saiba aqui quais são os critérios de avaliação do ENEM.

O Exame Nacional do Ensino Médio permite que alunos ingressem no ensino superior público (universidades federais) e privado (a pontuação na prova dará desconto na mensalidade, proporcionalmente). A redação é fundamental para a pontuação final e muitos podem se sair bem na prova, mas ir mal na redação e acabar tendo uma nota não satisfatória. Mas existe algum método para ir bem na escrita?

Antes de tudo, se a escrita nunca foi o seu forte, tenha em mente que precisará estudar a fundo os fundamentos e as práticas dela. O site do ENEM disponibiliza as melhores redações, leia-as com atenção e tente perceber o que há em comum entre elas: a coesão, a estrutura, o gênero textual, a impessoalidade, o cumprimento do tema proposto etc.

Coesão

Um texto bem escrito é um texto coeso. Coesão é a “costura” das palavras, dos parágrafos. Perceba nas redações como os parágrafos se entrelaçam no decorrer do texto. Desenvolver temas diferentes em cada parágrafo é importante, sim, desde que haja um conectivo entre um assunto e outro.

Estrutura

Uma dica útil é fazer um esboço antes de passar para a folha definitiva da redação e perceber no seu texto como você irá estruturá-lo. O padrão do ENEM e de muitos vestibulares de peso é a introdução, onde deverá ser abordado o tema proposto e tudo o que o seu texto tratará até o final, parágrafos de desenvolvimento do tema, que deverá desenrolar o que foi citado na introdução. O desenvolvimento é o mais importante, pois é nele que você poderá mostrar seu potencial. E por último, a conclusão. A conclusão deve fechar o assunto, mas nunca finalize com as mãos atadas. Se critica algo em seu texto, apresente uma solução para o problema. Se o tema é uma pergunta, desenvolva sua dissertação e responda ao que foi perguntado!

Gênero textual

Em outros vestibulares, como a FUVEST, pode ocorrer a proposta fora do padrão dissertativo argumentativo, mas no ENEM ela é imprescindível. O gênero dissertativo argumentativo exige que seja feita uma análise crítica sobre os fatos. Argumente!

Impessoalidade

A dissertação deve ser feita, impreterivelmente, na terceira pessoa do plural. Isso dá maior credibilidade ao seu texto. Dizer “Pode-se observar o crescimento do gráfico…” é mais impessoal do que “A partir da minha observação constato o crescimento do gráfico…”.

Cumprimento do tema proposto

Muitas, inúmeras redações são zeradas porque fogem do tema proposto. Seu texto pode estar correto, corresponder à realidade, mas se não foi isso que o enunciado pediu, ele já será descartado.

Por último, lembre-se de praticar sua escrita. Guarde suas redações conforme as fizer e compare as atuais com as antigas, perceba sua evolução, critique-se, reconheça sua evolução ao longo do tempo. Pratique!

Jean Carlos Weber Andrades


Terceiro simulado do Enem é liberado pelo MEC.

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) vai disponibilizar através do MEC (Ministério da Educação e Cultura) o terceiro simulado online. O acesso é através do portal A Hora do Enem, para maiores informações acesse http://horadoenem.mec.gov.br/.

O simulado acontecerá no dia 13 de agosto de 2016 e o último será dias oito e nove de outubro deste ano. Alunos que terminaram o ensino médio poderão acessar o sistema e realizar o simulado.

A Hora do Enem é uma forma encontrada, para ajudar os alunos que irão realizar o Enem, pois muitos alunos não possuem tempo e dinheiro para estudar. Através da plataforma, eles terão as matérias e outras ferramentas disponíveis, a versão online facilitará para o mesmo.

O estudante encontrará informações diárias no site: A Hora do Enem e ficará sabendo sobre tudo o que acontece e estará a par das novidades. Contará com um programa da TV Escola e outros sites, além de realizar o suporte que envolve questões com respostas, de provas anteriores, assessoradas por professores. Vídeo-aulas para assistir matérias e uma plataforma de estudos, que é feita de acordo com o perfil da pessoa. Ela contém estudos personalizados, atividades e simulados.

Este ano o MEC criou quatro simulados, o acesso só poderá ser feito pela internet, no dia marcado para o teste e no horário de 00h01min até às 23h59min. Após esse prazo, a pessoa não conseguirá entrar no sistema, por isso é importante ficar ligado nas datas.

Os que forem fazer o simulado terão acesso à plataforma de qualquer lugar, desde que esteja conectada a rede da internet e estejam usando computadores ou celulares com o sistema adequado para acesso às redes e tablets.

Para os que não possuem o acesso online, mas que estão cursando o último período escolar, poderão se dirigir a qualquer escola pública e realizar o simulado. Para isso basta ter o cadastro na plataforma A Hora do Enem feito com CPF válido.

Um lembrete para os que irão realizar o próximo simulado do Enem: ao iniciar o acesso às questões, não poderá parar, deverá concluir toda a etapa. Se o estudante não conseguir concluir as respostas dentro do prazo, o sistema fechará na última questão respondida. É preciso ficar atento e bom simulado.

Arthur Gustavo Torres Doehler 


Confira nesta matéria algumas dicas do que estudar para a Prova do Enem 2016.

Estamos em agosto e novembro se aproxima cada vez mais. Os estudantes que irão fazer a prova do Enem estão a todo vapor nos estudos. Mas algumas dúvidas podem aparecer no meio do caminho, como por exemplo, o que estudar para o Enem? Bem, todo conteúdo aprendido durante os 3 anos de ensino médio são de grande importância para a realização da prova, dominar todas as matérias é essencial para mandar bem, mas claro que, existem alguns temas que caem constantemente nas provas.

Para quem está um pouco atrasado nos estudos, não precisa entrar em pânico, ou para quem deseja focar em algumas matérias ou revisar, existem matérias que sempre estão presentes nas provas do Enem, por isso é muito válido dar uma atenção especial a elas. Ficou curioso e quer saber quais são? Confira a seguir.

Vamos começar por aquela matéria que causa arrepio em uns e olhos brilhantes em outros, a Matemática. Uma matéria tão amada e odiada ao mesmo tempo, tem sido cobrada quase sempre da mesma maneira nas edições anteriores do Enem, os temas mais recorrentes são: Álgebra, Equações de 1º e 2º grau, Porcentagem, Operações com Frações, Análise de Gráficos e Tabelas, Estatística, Sistemas e Problemas, Probabilidade, Análise Combinatória e Cálculo de Área, Volume e Perímetro. De acordo com pesquisas feitas por professores de matemática, essas são os temas que mais aparecem no Enem. Fique atento a elas.

Vamos continuar na área de Exatas e vamos para Física. Outra matéria que costuma dar arrepios, mas há quem goste. Vamos aos temas mais recorrentes, que são: Mecânica, Energia, Eletricidade, Termofísica, Onda e Óptica. De acordo com os professores de física, esses temas apareceram constantemente nas edições anteriores do Enem, por isso, é importante dar uma atenção especial a elas.

Seguindo a regra, vamos falar de Química. Outra matéria do grupo das assustadoras, mas vamos lá, os temas que mais caíram nas provas de química foram: Estequiometria, Termoquímica, Neutralização e Oxidação, Equilíbrios Químicos, Ph, Funções Orgânicas e Tabela Periódica. É importante o estudante conhecer bem a tabela e saber procurar os elementos para economizar tempo. E também dar uma olhada mais atenta a esses assuntos em destaque.

Não é exatas, mas faz parte das Ciências da Natureza, vamos falar agora sobre Biologia. Uma matéria bem interessante que agrada muitas pessoas, apesar de ter algumas matérias mais complexas, a biologia encanta. Os temas que mais caem em biologia são: Genética, Ecologia, Evolução, Fisiologia Humana, Meio Ambiente e Imunização. É importante, além de atenção a esses assuntos, o estudante se atentar a questões de saúde atuais, pois o Enem tem costume de relacionar temas atuais com as matérias. Fique atento!

Vamos agora para as Ciências Humanas, começando por História. Para quem gosta de Humanas, essa é a matéria favorita. Os temas mais recorrentes em histórias são: Brasil República, Era Vargas, Brasil Colônia, Cultura Negra no Brasil, Segunda Guerra, Revolução Industrial e Brasil Império. As questões se Ciências Humanas são muito interpretativas, além do conhecimento teórico, é importante saber interpretar bem as questões.

Seguindo, agora vamos ver quais são os assuntos mais abordados em Geografia, assim como em História, as questões de interpretação estão muito presentes, fique atento. Os temas que mais caem em geografia são: questões envolvendo o impacto da tecnologia na vida social e política, Problemas Urbanos, Espaço Rural, Globalização, Impactos Ambientais e Geopolítica. Mais uma vez, leia os jornais, fique atento às novidades do mundo, questões atuais podem cair no Enem.

Indo para as últimas matérias Português e Redação. Como todo o Enem, português não poderia ser diferente, é uma prova que exige um grande grau de interpretação do estudante. Além de interpretação, o estudante tem que prestar atenção em: Gêneros Textuais, Norma Culta e Popular, Funções de Linguagem, Figuras de Linguagem e dentro de Português também é cobrado Literatura, é importante se atentar as Escolas Literárias. E para Redação, muito exercício e muita leitura. Leia bastante, principalmente notícias do Brasil e do mundo, pois com certeza, o tema da redação será sobre algo atual.

Siga as dicas e estude bastante, assim o resultado do Enem será o melhor possível. Bons estudos!

Camilla dos Santos Batista


Aulas serão gratuitas e para um número limitado de estudantes.

Duas instituições de ensino estão com vagas abertas para cursos gratuitos de preparação para o Exame do Ensino Médio (Enem) 2016. As oportunidades são para interessados na região de Campinas, no estado de São Paulo, e para quem reside na cidade de Manaus, no estado do Amazonas.

São Paulo

O curso preparatório para o ENEM em São Paulo será ministrado pela Faculdade de Jaguariúna (FAJ), localizada na região de Campinas, através do projeto “Pró Enem”. As aulas terão início em agosto e seguirão até 29 de outubro para os candidatos selecionados.

O processo de seleção dará prioridade a alunos do terceiro ano do Ensino Médio que trabalham. São oferecidas 60 vagas para o curso gratuito, que será ministrado todos os sábados, das 8h30 às 13h10.

Serão abordadas as principais disciplinas solicitadas no Enem, como Redação, Língua Portuguesa, Matemática, Inglês, Biologia, Física, Química, História, Geografia e Filosofia, além de temas de atualidades.

Alunos que trabalham terão prioridade no processo de escolha dos candidatos, seguidos dos demais alunos que cursam o terceiro ano e, finalmente, alunos do segundo ano do Ensino Médio e interessados que já tenham concluído o Ensino Médio, mas pretendem prestar Enem neste ano.

Informações e Inscrições: (19) 3837-8500 – Faculdade de Jaguariúna: Rua Amazonas, 504 – Jardim Dom Bosco, Jaguariúna, SP.

Amazonas

Já no Amazonas, o curso preparatório gratuito para o Enem 2016 é oferecido pelo Instituto Federal de Educação do Amazonas (IFAM), que disponibiliza 120 vagas para interessados em se preparar para o exame.

As aulas serão ministradas pelos alunos de licenciatura do Campus Manaus- Centro da IFAM, que abordarão as matérias de Química, Física, Biologia e Informática, com ênfase nos temas abordados pelo Exame Nacional do Ensino Médio nos últimos anos. As aulas gratuitas para o Enem acontecem aos sábados, das 8h30 às 11h45, no Campus Manaus, que fica na Avenida Sete de Setembro, no Centro da cidade de Manaus.

Podem se inscrever apenas alunos que cursam o terceiro ano do Ensino Médio em escolas públicas no ano de 2016 e que deverão prestar o Enem ainda neste ano. Os interessados em participar das aulas preparatórias devem se inscrever para o curso preparatório gratuito da IFAM somente através do site: www.doity.com.br/preparatorioifam.

André Barbirato


Dicas para melhorar as táticas de estudo para a prova do Enem.

Como estudar para o Enem? Obviamente não há uma fórmula mágica que permite aos estudantes aprender os conteúdos que irão cair na prova. Mas, certamente, há modos de preparação que podem te colocar um passo a frente nos estudos e lhe render uma ótima nota. Contudo, cada um deve buscar seu próprio método, conhecer suas formas de aprendizagem, e, com isso, aprimorá-las para um melhor desempenho. Mas quais seriam os principais meios de melhorar seus estudos? Em relação a provas de Ciências Humanas, tentarei direcionar algumas dicas para você:

O primeiro passo é conhecer melhor a sua prova. Seja ela como for, Enem ou vestibular, é imprescindível a análise de exames dos anos anteriores para buscar quais são os principais temas abordados. Realize esse exercício com as últimas provas e anote quais os assuntos mais quentes que aparecerão para direcionar seus estudos. Além disso, a realização das provas pode ajudá-los a encontrar suas principais dificuldades em alguns pontos, os quais você deverá dar uma atenção especial.

O segundo passo, também relacionado ao conteúdo, é a análise do edital e do conteúdo programático. Ver quais são os temas mais quentes e relacioná-los com os encontrados no passo anterior. No edital pode haver temas que não caem há anos, mas nem por isso devem ser deixados de lado. Porém, é melhor focar nos assuntos mais quentes.

O terceiro passo: se atualizar. O Enem é uma prova que exige muito do conhecimento interdisciplinar, portanto se você conseguir relacionar os fatos históricos com acontecimentos atuais terá uma vantagem enorme. Por exemplo, a relação dos atentados na cidade de Nice na França com a data que estava sendo comemorada no dia da tragédia, dia 14 de julho, queda da Bastilha, início da Revolução Francesa. Ler revistas, jornais e procurar notícias na internet é um ótimo exercício, pois além de aprimorar sua leitura, o que também é de extrema importância para o exame, você estará se atualizando e compreendendo melhor o mundo ao seu redor.

O quarto passo, consiste justamente em “interdisciplinarizar” o seu estudo. Fazer a análise de imagens, tanto de época quanto atuais. Tentar compreender a fonte histórica dessas imagens e escrever uma reflexão sobre. Esse exercício pode ser feito também quando você for assistir a filmes ou documentários que auxiliarão nos estudos e na compreensão do tema de uma forma dinâmica e divertida.

Por fim, principalmente para a prova do Enem, o quinto passo é focar em História do Brasil. Não é nem um pouco surpreendente que assuntos do nosso país sejam mais frequentes no Exame Nacional. Então uma atenção melhor para esses pontos. Além disso, a atual conjuntura política na qual nos encontramos, exige uma atualização constante em sites confiáveis de noticias, isso também lhe auxiliará no estudo para a prova de redação, que exige ponto de vista, opinião e soluções problemas e intervenção.

Por Jean Carlos Weber Andrades


Confira aqui algumas dicas de tema que podem cair nas provas do ENEM e Vestibular.

Férias, descanso, lazer, tudo de bom, mas para quem está focado no Enem do próximo ano já pode ir dando uma olhada nos temas que podem cair nas provas.

As férias estão quase acabando, fica aquele gostinho de quero mais, sair com os amigos, ver muitos filmes e aproveitar ao máximo. Realmente é preciso relaxar, ano de vestibular e Enem não pode dar moleza e tem muita gente que mesmo de férias aproveita para revisar os estudos. Vale lembrar que sua vaga na faculdade é mais importante e as vezes por um simples detalhe pode-se perder um ano todo.

A professora Saray Azenha, coordenadora do cursinho pré-vestibular do Oficina do Estudante, aconselha o aluno estudar no mínimo umas quatro horas por dia. Segundo ela, sempre intercalando as matérias, num dia estuda as que achar mais pesadas, no dia seguinte optar por fazer uma redação e a leitura de livros, que são obrigatórios no vestibular.

A professora elaborou uma lista com os 10 possíveis temas do Enem que se pode estudar nas férias, confira:

1 – Grandezas e Unidades

Esse é um assunto muito atual e constante nas provas de vestibular e do Enem, exigindo que o candidato realize cálculos e transformações que envolvem as unidades de medidas.

2 – Sistema Imunitário ou Imunológico

É um conjunto de células, tecidos e orgãos que unidas atuam na defesa do organismo humano, contendo o ataque de qualquer invasor que pode vir em forma de bactérias, fungos ou vírus. Nesse caso nosso corpo é dotado de anticorpos para eliminá-los.

3 – Geometria Espacial

É o estudo das figuras geométricas no espaço e as três dimensões que o representam são: altura, comprimento e largura. Geralmente nas provas as questões sobre o tema abrangem cálculo do volume.

4 – Genética

Em biologia dizemos que é o estudo da hereditariedade da espécie humana, as características que passam de uma geração a outra.

5 – Globalização Econômica

É uma descrição do sistema capitalista que mostra aspectos positivos e negativos da economia mundial, como Mercosul e União Europeia.

6 – Química Ambiental

São processos químicos que agem na natureza e podem acontecer naturalmente ou pela mão humana.

7 – Interpretação de Texto

Qualquer prova de vestibular vai exigir a intepretação de textos, o aluno precisa estar apto e com boa concentração, pois os textos costumam ser longos.

8 – As fases do Modernismo

Saber todas as fases do modernismo e o nome das importantes figuras que deixaram sua marca no movimento, será um grande passo para se sair bem na prova de linguagens e códigos.

9 – Brasil Colônia

O aluno deve estudar tudo sobre o tempo em que o Brasil esteve sob o domínio de Portugal.

10 – Redação

Uma boa escrita é fundamental para se sair bem na temida redação, também saber elaborar o assunto. O ideal é treinar bastante, faça uma redação pelo menos uma vez por semana.

Sucesso e ótimas provas!

Por Ruth Galvão


As Forças Armadas trarão apoio logístico e de armazenamento e tentarão garantir a integridade da prova e o não vazamento dela em redes sociais, como ocorreu nos últimos anos.

As Forças Armadas trarão mais uma vez segurança às provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com apoio logístico e de armazenamento, tentarão garantir a integridade da prova e o não vazamento dela em redes sociais, como ocorreu nos últimos anos. O apoio foi oficializado pelo MEC no dia 18 de julho por portaria publicada no Diário Oficial da União.

Não é de hoje que Ministério da Educação e o da Defesa trabalham juntos na realização da prova. Desde 2009, essa parceria vem trabalhando para assegurar que a prova não vaze e seja utilizada de forma criminosa. Por exemplo, naquele ano o exame foi adiado devido a um roubo ocorrido em uma das gráficas onde estava sendo impresso, em São Paulo.

ENEM:

As provas do Enem 2016 serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, sábado, os candidatos terão de responder questões de Ciências Humanas e Ciências da Natureza, com duração de 4 horas e 30 minutos. No domingo, nas provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e Redação, os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para realização do exame.

Não perca a hora: os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário de Brasília. As provas iniciarão às 13h30. Nos últimos anos, muitos candidatos perderam a prova por atraso. Por isso, tome cuidado para não desperdiçar essa chance.

O exame é uma comprovação dos conhecimentos adquiridos ao longo do Ensino Médio e pode ser utilizado para ingresso e praticamente todas as Universidade do território nacional. Além disso, propicia o candidato a participar do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e Fies, programa de financiamento estudantil do governo.

Preparação:

Uma dica para quem está se preparando nessa reta final para o Enem 2016 é utilizar a plataforma do MEC para estudos e realizar os exames de anos anteriores. A Hora do Enem é uma novidade para se preparar nessa reta final dos estudos, lá você pode ver videoaulas, ter acesso ao um plano de estudos adequado às suas necessidades e realizar simulados, tudo on-line no conforto de sua casa. Além de ter acesso a notícias, receber orientações de como se preparar e muito mais. É uma ótima oportunidade para você estudar e se divertir ao mesmo tempo.

Por Jean Carlos Weber Andrades


Aula será realizada no início de julho e acontecerá na sede do Grupo de Apoio Preparatório (GAP), em Recife (PE).

Se você mora no Recife e irá fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), não deixe de ir ao aulão.

Acontecerá dia 02 de julho, na sede do Grupo de Apoio Preparatório (GAP), em Casa Forte, zona norte do Recife.

O projeto GAP é uma extensão da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), que tem como intuito preparar jovens para o vestibular.

A inscrição tem o valor de R$ 25,00 (vinte e cinco reais). O aulão tem objetivo de apresentar conteúdos relevantes ao candidatos ao ENEM.

O Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio acontecerá nos dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo, respectivamente) no período da tarde. As inscrições já encerraram em maio.

As matérias são sempre as mesmas, sendo Redação e 180 questões divididas em módulos referentes a Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática.

No sábado o portões abrirão às 12 horas e fecham às 13 horas, sendo a prova com duração de 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos. Já no domingo o horário de abertura e fechamento é o mesmo, mas a duração é de 5 (cinco) horas e 30 (trintas) minutos.

Porque se preparar para o Enem?

O ENEM tornou-se a porta de entrada para as universidades brasileiras, pois é uma forma de avaliar o conhecimento adquirido no nível médio, de forma mais ampla. Também é importante para conseguir vaga nos programas estudantis do governo, como Fies, Sisu e Prouni.

O Fies

O Financiamento Estudantil trata-se de um financiamento com juros baixos aos alunos que não conseguem pagar o valor integral das mensalidades das universidades particulares.

O Sisu

O Sistema de Seleção Unificada é o programa do qual universidades públicas podem oferecer vagas aos candidatos do ENEM.

O Prouni

O Programa Universidade Para Todos oferece bolsas em universidades particulares, de acordo com a pontuação no ENEM.

Faça sua inscrição e garanta sua vaga no aulão. Nos dias 1 e 2 de julho, na sede do GAP, localizado na Praça de Casa Forte, n° 365, das 15 às 17 horas.

É importante estudar para o ENEM e poder ter a certeza de uma vaga na universidade, mas não deixe de procurar outros meios de estudo, como apostilas, livros, internet, etc.

Caroline Silvério


O ENEM é uma avaliação do desempenho educacional do estudante do ensino médio, visando fazer com que o estudante desenvolva um senso prático, para facilitar a soluções dos problemas do dia a dia.

O ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma avaliação do desempenho educacional do estudante do ensino médio de escolas públicas e particulares, realizado pelo governo nacional desde 1998. Exame esse que visa melhorar a educação e ainda serve para uma avaliação pessoal do desempenho individual de cada um.

Em 2009 o Enem foi reformulado, a ideia do MEC é fazer com que o estudante desenvolva um senso prático, para facilitar a soluções dos problemas do dia a dia. Podendo assim reformular todo o método de ensino aplicado no Ensino Médio.  O novo formato do Enem é composto por 180 questões objetivas e de múltipla escolha. Divido igualmente em: Área: Ciências da Natureza e suas tecnologias, com 45 itens; Área: Ciências Humanas e suas tecnologias, com 45 itens; Área: Linguagens, Códigos e suas tecnologias, com 45 itens; Área: Matemática e suas tecnologias, com 45 itens; e Redação, que deve ser escrita em texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política.

Com a nota do Enem o candidato concorre a vagas em várias instituições públicas e particulares de todo o país. Universidades Federais, bolsas parciais ou integrais em universidade particulares. E ainda estudar no exterior. Um exemplo é a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) que usa a nota do Enem como única forma de seleção. A Universidade Federal do Paraná (UFPR) permite que seus candidatos usem a nota do Enem para fazer parte de 10% da pontuação final no vestibular. O resultado do exame pode ser usado ainda para adquirir bolsas estudantis em instituições particulares como o PROUNI (Programa Universidade Para Todos).  Inclusive o FIES (Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) passou a exigir o Enem a partir de 2010 para solicitar o financiamento.

Os maiores de 18 anos que não terminaram o ensino básico, podem fazer o Enem e obter a certificação do ensino médio de acordo com a nota do exame, nas instituições que adotam o processo e estão nos editais. A pontuação mínima exigida para o certificado é de 450 pontos em cada uma das quatro áreas de conhecimento e 500 na redação. Isso podendo mudar a cada edição.

Existem ainda algumas empresas que contratam estagiários e usam o desempenho do Enem como critério de seleção dos funcionários.

Qualquer pessoa pode participar do Enem, as inscrições são feitas pelo site do exame. Nesse ano de 2016 começaram no dia 09 de maio e encerraram no dia 20 de maio. O exame permite também que pessoas que estejam em reclusão realizem as provas dentro das unidades prisionais em data diferente. A aplicação da prova este ano será nos dias 05 e 06 de novembro. Os portões serão fechados às 13h, horário de Brasília, em toda a federação. O início da aplicação da prova será às 13h30.

Além de avaliar o nível de aprendizado do aluno, e da politica educacional nas instituições públicas e particulares, o Enem assume uma papel importantíssimo em relação ao currículo escolar, pois ele mostra no final do ensino médio, se o aluno está preparado para participar da sociedade, sendo crítico e ativo, e pronto para ser inserido no mercado de trabalho.

Por Dany Bueno


Confira aqui algumas dicas de planejamento de estudos para o Enem 2016.

As inscrições para o ENEM 2016 já terminaram, mas a maratona de estudos para o exame que será feito por mais de 9,2 milhões de estudantes em todo Brasil só está começando. Uma forma simples de garantir sucesso na hora do vestibular é a organização no processo de estudos, dessa forma você otimizará seu tempo e terá uma bagagem de conhecimento bem cheia até os dias 5 e 6 de novembro. Agora vamos deixar de procrastinar e fazer nosso planejamento de estudos.

Por onde começar?

A quantidade de conteúdo a ser estudado para um vestibular como o ENEM é grande e para que nada fique de lado é interessante fazer um planejamento semanal de estudos com horários, matérias e quantidade de exercícios a serem feitos por dia. Estudar conteúdos aleatoriamente pode deixar você muito mais confuso, é importante lembrar que cada disciplina tem seu tópicos divididos em ordens cronológicas e estudá-los fora dessa ordem pode prejudicar seu tempo.

Faça um cronograma levando em consideração as matérias de cada competência que será cobrada no exame. Na segunda-feira, você pode estudar uma matéria de cada competência como História (Ciências Humanas), Física (Ciências da Natureza) e Literatura (Linguagens e Códigos) e usar esta lógica cíclica para os outros dias da semana. O final de semana pode ser para revisão de conteúdo, redação, leitura global e descanso.

Não tenha medo de fazer pausas durante os estudos.

É muito importante entender que nosso cérebro é como um músculo que cansa quando é sobrecarregado de atividades. Por isso é interessante fazer pausas entre os estudos para que sua habilidade de concentração e foco não vá se perdendo e, principalmente, revezar as disciplinas estudadas, já que o ENEM se divide em 5 grandes blocos ou competências que são: Ciências Humanas e suas tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias, Matemática e suas tecnologias, Linguagens, códigos e suas tecnologias e por fim a Redação.

Crie uma rotina, estipule um tempo de estudo para cada competência (entre 1 hora e 1 hora e meia), faça pausas (não tão longas) entre elas para não sobrecarregar seu cérebro e faça exercícios de fixação. Personalize seu planejamento de estudos, o MEC tem uma plataforma com simulados para testar os seus conhecimentos e o INEP também disponibiliza as provas dos anos anteriores com os gabaritos para você conferir as respostas no final.

Faça uma redação por semana.

Redação também é matéria para ser estudada, afinal, é preciso saber sobre o que se está escrevendo.

Aproveite a leitura do final de semana e pesquise sobre o que está acontecendo no mundo, aumente seu acervo de palavras, aprenda a formar e embasar suas opiniões e coloque tudo em prática, sempre estruturando seu texto de acordo com o gênero. O ENEM costuma propor a redação de um texto dissertativo-argumentativo.

Lembre-se também que a interpretação de textos serve para todas as competências. As provas do ENEM estão cheias de textos e damandam bastante leitura.

Agora você está pronto para a maratona de estudos.

Boa prova!

Ana Luiza Suficiel


Exame foi aplicado pelo portal Hora do Enem e contou com mais de 90 mil participantes.

Aconteceu no último sábado (30), o primeiro simulado nacional do Enem, com o intuito de oferecer aos estudantes a oportunidade de avaliar seus conhecimentos e começar a preparação para o exame, em novembro. Os estudantes que fizeram a inscrição para fazer o simulado tiveram quatro horas para a realização da prova e já tiveram acesso ao resultado, que foi divulgado no final do exame. A avaliação ficou disponível da zero hora até às 20h e para facilitar o acesso de quem não tem internet em casa, foram disponibilizados 120 mil pontos de internet por todo o país – em universidades, instituições particulares, escolas estaduais e outros locais.

Até a noite de sábado, considerando o horário limite para a realização da prova, foi contabilizado que mais de 90 mil estudantes fizeram o simulado, pelo Portal Hora do Enem. Desse total, 50 mil realizaram a prova até o meio-dia de sábado. O exame contava com 80 questões (20 questões por área de conhecimento), nos mesmos moldes da metodologia de elaboração das provas do Enem. Foram abordados conteúdos que são normalmente vistos nas escolas até o mês de abril.

Prazo para a realização do simulado foi ampliado:

Devido às inúmeras reclamações e solicitações, o Ministério da Educação – MEC aumentou o prazo para a realização da prova. O total de inscritos chegou a 350 mil pessoas, mas muitos estudantes se queixaram de não ter conseguido acesso ao simulado. Os estudantes utilizaram as redes sociais para fazer suas reclamações e então o Ministério da Educação (MEC) tomou a decisão de estender o prazo até domingo, dia 1º de maio, valendo o mesmo mesmo horário para término (20h).

Haverá pelo menos mais três simulados até chegar a data de realização do exame, em novembro, esses acontecerão nas seguintes datas:

  • Segundo simulado: 25 de junho (80 questões)
  • Terceiro simulado: 13 de agosto (180 questões)
  • Quarto simulado: 8 e 9 de outubro (180 questões)

Sobre a prova de redação, haverá a tentativa de introduzi-la nos simulados, mas ainda não há nada certo e nem prazo para que isso ocorra.

Novidades a caminho:

Na segunda-feira, 2 de maio, o Ministério da Educação vai disponibilizar uma nova plataforma, com videoaulas para auxiliar os estudantes com os estudos. A plataforma se chama "MECflix"

Por Lia Morales


Inscrições deverão ser realizadas entre 9 e 20 de maio. Exame passará por mudanças no procedimento de segurança.

O Ministério da Educação (MEC) publicou no Diário Oficial da União, do dia 15 de abril, as novidades para a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. Serão adotadas novidades no procedimento de segurança deste ano, os candidatos deverão guardar seus pertences eletrônicos em porta-objetos, que serão lacrados. O uso de detectores de metais e a coleta de impressão digital também compõem o conjunto de mudanças.

As inscrições para o exame vão de 09 a 20 de maio, com taxa de R$ 68,00 (sessenta e oito reais), que poderá ser paga até dia 25 do mesmo mês, em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios, por guia de recolhimento da União (GRU). A isenção do pagamento será concedida aos estudantes que concluírem o ensino médio este ano em escola pública ou que se enquadrarem nas condições econômicas estipuladas.

A aplicação das provas será nos dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo, respectivamente). No primeiro dia, sábado, os estudantes farão testes de ciências humanas e naturais, com início às 13h30. No domingo, as avaliações de linguagens, códigos, redação e matemática começarão no mesmo horário.

O Enem é a principal forma de acesso às universidades públicas no Brasil. Pode ser considerado, contudo, um instrumento de seleção para programas de incentivo à educação universitária do governo federal, como o Programa Universidade para Todos (Prouni). O programa oferece desconto em instituições privadas a alunos saídos do ensino médio na rede pública, ou da particular, com bolsas de estudo integrais. Outro pré-requisito é que o candidato tenha renda familiar per capita de até três salários mínimos.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é outra forma de ingresso no ensino superior facilitada pelo Enem. Para usar o fundo, os alunos devem ter participado de alguma das edições do exame, a partir de 2010, e fazer no mínimo 450 pontos na média das provas, além de atingir nota superior a zero na redação. Cerca de 6 milhões de estudantes fizeram as provas em 2015. Para este ano, a expectativa do governo é atingir 8 milhões de candidatos. Não perca o prazo. Para maiores informações, você pode acessar o portal do Ministério da Educação.

Por Janaina Pereira


Página se chama

Está estudando para o Enem? São muitas disciplinas a serem relembradas para que você tenha um bom aproveitamento na prova. Embora estudar sozinho seja possível, nem sempre é fácil. Quem tem condições de pagar um cursinho, pode aproveitar dos ensinamentos dos professores e tirar todas as dúvidas nas aulas. E quem não tem? Como fazer?

Pensando nisso o Ministério da Educação criou um portal especial, com aulas, simulados e dicas. É o “Hora do ENEM”, que pode ser acessado no site http://tvescola.mec.gov.br/tve/serie/hora-do-enem. O cadastro é simples e sem custo. Basta colocar o nome, email e criar uma senha, que você vai usar para acessar o portal.

Além dessas facilidades, ele ajuda também a fazer um cronograma de estudos, que vai ajudar você a se organizar para se preparar para o ENEM. Clique aqui e faça o seu cadastro.

Pela internet tudo fica mais fácil, pois é possível assistir às aulas a qualquer momento, de onde estiver. Assim, você pode fazer seu horário de estudos sem se preocupar em se deslocar para assistir a alguma explicação. Além disso, quem estuda e trabalha pode acessar as aulas no horário que mais lhe convir. Simples, rápido, fácil, gratuito e sem sair de casa!

Porém, há pessoas que não têm internet em casa e isso dificultaria um pouco o acesso ao portal. Por isso, o “Hora do Enem” está disponibilizando também aulas que serão transmitidas pela TV Escola e outras parceiras. São 30 minutos de estudo todos os dias da semana, que podem ser assistidos pela TV. Matemática, Linguagem, Ciências da Natureza, entre outros temas, como dicas de redação, serão abordados de segunda a sexta.

Está oportunidade já está disponível. O cadastro já pode ser feito, mas caso prefira, pode assistir às aulas na TV a partir de maio. É só ficar atento à programação da TV Escola (Brasília – Canal 2.3, São Paulo – Canal 3.3, Rio de Janeiro – Canal 2.3 e pela parabólica polarização horizontal – Frequência 3770).

Já os simulados serão online, sendo o primeiro no dia 30 de abril, o segundo no dia 25 de junho e os dois últimos nos dias 13 de agosto e 8 e 9 de outubro, respectivamente. Fazer simulados é uma maneira de saber quais as matérias você precisa se dedicar um pouco mais e também de aprender a dividir bem o tempo de prova. Aproveite e participe!

Por Milena Godoy


Assunto é um dos quesitos utilizados para a correção das Redações do ENEM.

O INEP, autarquia vinculada ao Ministério da Educação, recebeu uma solicitação do MPF de Goiás para que disponibilizasse em seu site oficial material com diretrizes unificadas sobre noções em direitos humanos. É importante lembrar que este assunto é um dos quesitos utilizados na correção do Enem.  

De acordo com o INEP, os conceitos relacionados ao tema e que são usados como referência para as correções das redações do ENEM serão divulgados neste ano. Segundo as informações, o conteúdo será publicado até a segunda semana do mês de março em conjunto com os espelhos (íntegra) das redações do último exame.

De acordo com Ailton Benedito, Procurador da República, a falta de informações representava uma violação aos princípios constitucionais da publicidade. Ele acredita também que a atitude constituía desrespeito ao dever legal tendo em vista que os informes pertencem ao interesse coletivo.

Em defesa, o Instituto afirma que o material que disponibiliza informações a respeito das noções de direitos humanos já é divulgado para o público, contudo, reconheceu que a falta de unificação deste pode acarretar interpretações diferentes e dúvidas tanto para os alunos como para quem corrige as redações.

O Ministério Público Federal em Goiás realizou um pedido ao INEP para que as diretrizes fossem reunidas e disponibilizadas ao público em um único material no site da Instituição. Agora, após acatar a decisão, o INEP pretende evitar confusões sobre os critérios adotados na análise dos textos. A medida estabelecida visa beneficiar aqueles que realizam o Exame Nacional do Ensino Médio. 

No último ENEM, o INEP utilizou como tema a violência contra a mulher dentro da sociedade brasileira. As instruções determinavam que o candidato que desrespeitasse os conceitos estabelecidos pelos direitos humanos receberia nota zero no exame.

O MPF e o INEP já possuem um acordo firmado, este estabelece que as correções das redações (espelhos) devem ser divulgadas no prazo máximo de 60 dias após a publicação das notas. Neste ano, os resultados das provas foram divulgados no dia 08 de Janeiro.

O Enem 2015 contou com 7,7 milhões de inscritos, o exame é considerado uma das principais portas de ingresso para o Ensino Superior em nosso país, outro ponto relevante é que ele é utilizado também por aqueles que pretendem realizar intercâmbios internacionais.

Por Beatriz


A Geografia aparece em provas de vestibulares das mais variadas formas. É preciso ficar atento aos principais temas que podem aparecer nas provas.

A Geografia aparecerá no vestibular de diversas formas, a física e a política, cobrando até conceitos relacionados com a atualidade do país. Confira aqui os temas mais cobrados de geografia nos vestibulares:

Globalização: a globalização, relacionada com a internacionalização das relações econômicas, sociais, culturais, etc, entre os países poderá aparecer relacionada com temas atuais. Tratando-se da economia, poderão vir questões sobre movimentos migratórios, crises nacionais e internacionais.

Terceira Revolução Industrial: além de ter conhecimento sobre a primeira e segunda Revolução Industrial, o estudante deve saber sobre a Terceira Revolução Industrial, ou como também pode ser chamada, Revolução Científica, que o mundo passa no momento.

BRICS: os países em desenvolvimento devem ser estudados, principalmente no que diz respeito ao setor industrial e tecnológico desse país. A exportação dos países também deve ser estudada, sendo que os que mais exportam do grupo são o Brasil e a África do Sul.

Climas: as mudanças de climas e as consequências das mesmas devem ser estudadas. Também é importante entender as dinâmicas climáticas e como é o clima em cada região do país.

Teorias demográficas: as teorias demográficas devem ser estudadas com atenção. O estudante deve entender as teorias Malthusiana, Neomalthusiana e Reformista, conhecendo os equívocos de cada uma e sua relação com a atual situação do mundo.

Fontes de energia: as fontes de energia sempre irão aparecer nos vestibulares. O estudante deve saber quais as fontes renováveis e seus benefícios, assim como a forma que elas funcionam. As outras fontes de energia que não são renováveis merecem atenção, especialmente por ainda serem as mais utilizadas. Aparecerão questões que tem relação com a queima dos combustíveis fósseis, e até mesmo com o aquecimento global.

Migrações: a migração de estrangeiros no país é um tema recente. Podem ser analisadas as migrações de haitianos, a crise migratória com a Guerra Civil na Síria e a xenofobia. São temas que já foram e podem vir a ser abordados em uma redação.

Relevo e solo: as diferentes formas de relevo e solo encontradas principalmente no Brasil poderão aparecer nas provas. Deve ser de conhecimento do vestibulando os agentes internos e externos que formam os relevos, assim como a composição de rochas.

Recursos Hídricos: o estudante deve saber ao menos as maiores bacias hidrográficas do país e fazer relações com o consumo e desperdício de água. Deve dar atenção para o rompimento das barragens da Samarco como parte das atualidades.  

Por Isabela Palazzo


Alguns assuntos da disciplina de Biologia são mais frequentes nas provas de vestibulares e no Enem.

Muitos estudantes pretendem prestar o vestibular 2016. Todas as matérias são importantes e merecem atenção, no entanto, é interessante que o desempenho do candidato seja melhor nas matérias que têm mais peso para o curso desejado. Um dos cursos mais concorridos é Medicina e uma das matérias que tem mais peso para esse curso é Biologia, pois faz parte das ciências da natureza.

Confira aqui os temas de Biologia que mais aparecem no vestibular e no ENEM:

– Evolução: Em todos os grandes vestibulares, o tema evolução irá aparecer. As perguntas podem focar nas diferenças entre as teorias de Lamark e Darwin, assim como o fundamento de cada uma delas e os mecanismos que formaram as espécies.

– Citologia: Na parte de citologia é comum ver questões sobre ácidos nucléicos, síntese de proteínas, e controle do metabolismo celular. Os mecanismos do DNA também devem ser compreendidos. Um lado da citologia que pode vir a ser explorado é o lado ético, que diz respeito ao uso das novas tecnologias, como acontece nas plantas e animais transgênicos.

– Célula: O estudante deve ter conhecimento da estrutura da célula e as funções de cada parte que a compõe. Também é de extrema importância conhecer os tipos de transportes de substâncias que ocorrem através da membrana como, por exemplo, a osmose.

– Divisão celular: Esse assunto é muito comum nos grandes vestibulares, mas não no ENEM. Os processos que devem ser conhecidos detalhadamente são a mitose e a meiose e o que acontece em cada uma de suas etapas.

– Genética: Em genética, questões sobre hereditariedade e os mais diversos tipos de herança serão muito comuns. A atenção deve ser redobrada na hora de estudar a primeira e a segunda Lei de Mendel. Para interpretar os heredogramas, as noções de fenótipos e genótipos devem ser dominadas.   

– Fisiologia: A fisiologia, tanto animal quanto vegetal, irá aparecer na prova com frequência. O vestibulando deve ter noção da fisiologia humana e de todo o funcionamento dos órgãos. No que diz respeito à fisiologia vegetal, a atenção deve ser dada aos hormônios e órgãos vegetais.

– Parasitoses: As doenças provocadas por vírus, bactérias e protozoários também aparecem com frequência nos grandes vestibulares e ENEM. O estudante deve ter noção do cenário de saúde brasileiro, relacionando o agente causador da doença com sua transmissão e também com o seu tratamento. 

Por Isabela Palazzo


Quem pretende começar a estudar este ano para vestibulares ou o Enem deve organizar a rotina de estudos para dar conta de todo o conteúdo e estudar com qualidade.

É muito importante que um vestibulando saiba organizar seu tempo e seus estudos, para que assim possa aproveitar ao máximo e absorver todo o conteúdo que conseguir aprender.

Se você pretende prestar vestibular ou ENEM em 2016, confira algumas dicas para organizar sua rotina de estudos neste ano.

– A primeira coisa que deve ser feita é montar um cronograma com todos os horários e afazeres. É recomendado que um vestibulando estude cerca de 3 a 5 horas, fora da sala de aula, para conseguir agregar conteúdo e conhecimento. O cronograma deve organizar os horários para estudo, descanso, revisões e trabalho.

– Se o estudante faz um cursinho, deve estudar a matéria da aula no mesmo dia que aprendeu ela. Não é aconselhável deixar para depois, pois o conteúdo irá acumular e logo será esquecido.

– É importante reservar um tempo para ler jornais e revistas ou sites de notícias. Isso auxilia na compreensão de atualidades e conhecimento do que acontece no país. Um bom exercício é ler artigos de diferentes opiniões sobre um mesmo assunto, dessa forma o senso crítico e a argumentação são trabalhados.

– Procure provas antigas do vestibular que pretende prestar e resolva elas. Assim o vestibulando irá se acostumar com o formato de prova e também com o tempo da prova. O tempo é muito importante em uma prova longa, tanto para resolver as questões adequadamente quanto para treinar a mente a ficar horas em uma mesma coisa.

– O estudo deve acontecer de segunda a sábado. Um dia de descanso é essencial para que o desempenho da pessoa na prova seja bom.

– Deve-se revisar o conteúdo do vestibular cerca de 4 a 3 semanas antes da prova. Se o vestibular tiver uma 2ª fase, a revisão para essa fase deverá ser feita assim que o candidato souber que foi aprovado para ela.

– Algumas escolas disponibilizam simulados de vestibular, da mesma forma como acontece de verdade. Faça pelo menos um por mês. Se não for possível ir até a instituição para realizar o simulado, baixe as provas em casa e simule com o tempo exato da prova que pretende prestar. 

Desta forma você poderá se preparar adequadamente para realizar o vestibular ou até mesmo o ENEM no fim deste ano.

Por Isabela Palazzo


Exame deverá contar com mais inscritos e tema de redação pode ser mais difícil que em 2015.

A expectativa para o ENEM sempre é muito alta, o exame é o único que permite a entrada nas universidades públicas de todo o país, se tornando cada vez mais concorrido ao longo dos anos. Foram aproximadamente 8,4 milhões de inscrições no ano de 2015 e a previsão para este ano é ainda maior.

As maiores especulações sobre o exame sempre são com relação aos possíveis temas da redação, que todo ano surpreende e muitas vezes desagrada os candidatos. A didática da escolha de temas é geralmente intercalar os assuntos por ano, em mais fáceis e comuns, com mais complicados e inesperados. O tema do ano passado foi a Violência contra a Mulher, um assunto extremamente comentado na atualidade. Isso indica que o tema deste ano será provavelmente mais incomum. As possíveis opções vão desde a Revogação do Estatuto do Desarmamento Aeroespacial Brasileiro, até o Aborto, Intolerância Religiosa e Maioridade Penal, temas esperados em todos os anos do teste.

Programas como o SISU, Prouni e Fies também aumentam consideravelmente a procura do teste, pois são métodos de democratizar a entrada nas universidades, além de ser possível também se adquirir o certificado de conclusão do ensino médio, para candidatos maiores de 18 anos na época da prova, que tenham atingido a pontuação necessária cobrada pelo MEC (Ministério da Educação).

No ano de 2016, é previsto um investimento de até R$ 18,7 bilhões em contratos do Fies, pelo MEC. O Prouni 2016 também já ocorreu, tendo suas inscrições do dia 19 de janeiro ao dia 22 de janeiro deste ano, possibilitando bolsas de até 100% para faculdades particulares, aos estudantes que se adequarem aos requisitos necessários.

Os inscritos no Enem 2016 devem sempre se lembrar das informações necessárias, como: saber o local da prova com antecedência, chegar cedo ao local de realização do teste, para evitar os recorrentes problemas de atraso e fechamento dos portões, que ocorrem todos os anos e podem destruir a chance de entrada na universidade.

Preparação, estudo e pesquisa são essenciais para uma boa pontuação no teste, sendo muito comuns questões que envolvem atualidades e conhecimentos gerais. Por isso, quem quer realizar uma boa prova, além das matérias comuns, tem que estar atento aos diversos temas e notícias atuais.

Letícia Mendes Crisóstomo


Instituição oferece 720 vagas para estudantes de escolas públicas. Cursos serão ministrados em Santo André e Mauá.

A UFABC (Universidade Federal do ABC) está recebendo inscrições para o Cursinho Gratuito da Escola Preparatória Enem 2016. Existem 720 vagas e os cursos são ministrados na cidade de Santo André e Mauá.

Do total de vagas oferecidas, 400 são para a cidade de Santo André e 320 para Mauá. Os estudantes devem escolher o turno de realização do cursinho. Metade das vagas é destinada para o período vespertino (13h30 às 18h00) e a outra metade para o período noturno (18h45 às 22h45).

Dentre os requisitos, é necessário que os interessados tenham cursado ou já concluído o Ensino Médio por meio de escolas públicas. As vagas de Mauá exigem ainda que os participantes sejam moradores do município.

O Processo de Seleção será feito através de uma prova classificatória que será aplicada no dia 30 de Janeiro, no período da tarde e terá duração de 04 horas. Os exames serão compostos por 50 questões de múltipla escolha sobre conteúdos provenientes do ensino médio e é obrigatório para todos os candidatos inscritos. No dia da prova, os candidatos devem apresentar documento de identificação com foto e levar caneta esferográfica preta transparente.

O resultado oficial será divulgado dia 05 de Fevereiro de 2016. As aulas possuem previsão de início para o dia 07 de Março. Vale lembrar que estas só terminarão um dia antes da aplicação do ENEM 2016.

O cursinho da UFABC foi criado em 2010 e pertence a um projeto de extensão que visa fornecer possibilidade real de acesso ao ensino superior com boas chances na lista de classificação para estudantes da rede pública.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet, até a data máxima de 22 de Janeiro de 2016, pelo site da PROEC (http://proec.ufabc.edu.br/). Por meio do endereço eletrônico os candidatos podem consultar também o edital na íntegra. Não há necessidade do pagamento de nenhuma taxa referente à participação.

Por Beatriz


Universidade de Aveiro, Universidade de Lisboa, Instituto de Guarda e Instituto de Coimbra passam a aceitar o exame como forma de ingresso.

Ótimas notícias para quem pretende estudar em Portugal. A partir de 2016, mais 04 universidades portuguesas irão aceitar a nota do Enem como critério de seleção.

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) divulgou recentemente que as Universidades de Aveiro e de Lisboa, além dos Institutos de Guarda e Coimbra, começarão a utilizar as notas do exame para selecionar estudantes brasileiros que manifestem interesse de ingresso em seus cursos.

O uso do ENEM torna dispensável a realização dos exames nacionais portugueses. Além de facilitar todo o processo, a aceitação representa o reconhecimento internacional da qualidade do nosso exame. É válido frisar que embora haja permissão para o uso do ENEM, as notas mínimas são bastante altas e exigem dedicação dos estudantes.

A seleção começará em Janeiro de 2016, provavelmente no mesmo mês em que os resultados do ENEM 2015 serão divulgados. Os alunos interessados poderão optar por cursos que abrangem diversas áreas como hotelaria, turismo, saúde, comunicação, gestão, educação, turismo, tecnologia, entre outras.

A título de exemplo, a Universidade de Lisboa é a maior de Portugal e conta com cerca de 45 mil estudantes, deste total, 20% das oportunidades são reservadas para alunos estrangeiros. No caso do Instituto Politécnico de Coimbra, 1.500 vagas serão  destinadas aos estudantes brasileiros.

Com o acréscimo dessas quatro instituições de ensino, a lista total sobe para 11. E desta maneira, a iniciativa do INEP já pode ser considerada um sucesso.

É importante destacar que os estudantes interessados em conseguir uma vaga precisam ter em mente que mesmo as universidades públicas do país não são gratuitas. É cobrada dos alunos uma taxa anual que varia de acordo a escolha da universidade e do curso. Apesar disso, uma boa ideia é buscar financiamentos ou ainda tentar bolsas de estudos. Outro fator que deve ser levado em consideração no planeamento financeiro é que a moeda do país é o euro.

Por Beatriz


Foi divulgado o processo seletivo da Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, que oferece vagas em vários cursos de graduação. Ao todo, estão sendo disponibilizadas 5.933 vagas distribuídas em 98 cursos.  A seleção é para prover as vagas no primeiro e segundo semestre de 2015.   O processo seletivo dos candidatos será feita através das notas do Exame Nacional do Ensino Médio. Para participar do processo de seleção é necessário que o interessado tenha feito o Enem no ano de 2014.  

Conforme as informações divulgadas no documento de abertura do certame, do total de número de vagas 2.887 são para o campus de Cuiabá 1.138 são para Rondonópolis, 833 vagas para o campus da UFMT em Sinop, 762 em Araguaína e 315 para Várzea Grande. 

Das 5.933 vagas, 2.992 são reservadas para candidatos com determinados perfis, já as outras 2.941 são destinadas à ampla concorrência. Desse total de vagas reservadas aos variados perfis, 990 são para pessoas autodeclaradas pretos, pardos ou indígenas (PPI) com renda inferior ou igual a R$ 1.500, 538 para pessoas com renda familiar bruto de, no máximo, R$ 1.500 per capita e oriundas de escola pública, 521 para estudantes vindos de escolas da rede pública de ensino, 943 para PPI que tenham cursando o ensino médio em escolas públicas. 

As inscrições estarão sendo aceitas nos dias 19, 20, 21 e 22 de janeiro. O resultado final do processo de seleção será divulgado no dia 26 de janeiro. A matrícula dos aprovados deverá acontecer nos dias 30 de janeiro e 2 e 3 de fevereiro. 

Caso tenha ficado com dúvidas ou precise de apoio, a instituição disponibiliza laboratórios de apoio na Avenida Fernando Correa da Costa, n° 2.367, no Bairro Boa Esperança na cidade de Cuiabá. O horário de atendimento do Laboratório da Secretaria de Tecnologia e Informação é das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30. 

Para saber mais informações sobre o processo de seleção de estudantes para integrarem os cursos no ano letivo de 2015 acesse o edital no endereço eletrônico da UFMT. 

Por Melina Menezes


Estão abertas as inscrições para o vestibular 1º semestre 2015 da Faculdade Autônoma de Direito – FADISP, instituição que fica localizada no bairro de Pinheiros, na cidade de São Paulo.

Todas as pessoas interessadas em se inscrever precisam fazer isso até o dia 5 de fevereiro de 2015. Os cursos que são oferecidos pela Fadisp são: Direito, Sistema de Informação, Administração e Ciências Contábeis.

Para se inscrever em um dos cursos é necessário ter concluído o ensino médio. Os alunos que fizeram o Enem no ano de 2013 podem usar sua nota para ajudar no processo seletivo. A Nota do Enem 2014 ainda não foi divulgada.

Faça a sua inscrição acessando o site da Faculdade Autônoma de Direito pelo endereço eletrônico www.fadisp.com.br. Depois, realize o preenchimento de todos os seus dados pessoais e, para finalizar, imprima um boleto bancário que é referente à taxa de inscrição.

O valor que está sendo cobrado para a inscrição do vestibular é de R$ R$ 35,00. Esse valor pode ser devolvido, mas, para conhecer as regras, indicamos que, no mesmo site mencionado acima, realize a leitura do edital, pois nele existem todos os detalhes.

Esse edital vai estar disponível na página 2 e, de acordo com os dados, essa devolução deverá acontecer no momento do pagamento da matrícula.

Existem vagas para estudar no período da manhã e noite, sendo 80 vagas para cada período, e vale ainda destacar que as pessoas que forem aprovadas no processo seletivo deverão comparecer nas datas que vão ser estabelecidas pela universidade, para a entrega de documentos e realização da matrícula.

Se você for um candidato ao curso de Direito, saiba que ele deverá ser ministrado no Campi que fica localizado na Rua João Moura nº. 313. E os demais cursos serão ministrados na Rua Basílio da Gama SP. Ambas as unidades ficam na capital paulista. 

Por Yasmin Fernandes Robles


A Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, adotou uma nova forma de seleção de candidatos para os seus cursos, que certamente agradará a muitos. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da instituição (Cepe) aprovou (35 votos a favor, e somente 4 contrários) a substituição do chamado Processo Seletivo Seriado (ou seja, o vestibular) pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que classifica os estudantes com base na nota que os mesmos obtém no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem).

Dessa forma, foi considerado extinto da UFSM o vestibular anual. A decisão certamente repercutirá  certamente na adoção de medidas semelhantes por parte de outras universidades do estado, especialmente outras federais.

A decisão significará que em 2015 o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e com ele o ENEM, será o responsável por absorver 80% das vagas da UFSM.

O restante das vagas oferecidas ainda ocorrerá por meio de Processo Seletivo Seriado 2 e 3, porém esta modalidade de avaliação também está com seus meses contados: em 2016 ele não mais existirá. Portanto, a partir de 2018, o ENEM será a única maneira de ingressar na Universidade.

Se dependesse da reitoria da UFSM o novo sistema já vigoraria em 2014, mas, por conta de questões judiciais, a medida foi protelada. 

O último PSS da Universidade Federal de Santa Maria ofereceu 4.576 vagas em 103 cursos assim distribuídos: 84 cursos no campus de Santa Maria, 8 cursos em Frederico Westphalen, 7 cursos em Palmeira das Missões e 4 cursos em Silveira Martins.

Na edição de 2014 foram registradas 44.541 inscrições, lembrando que a UFSM reservou 40% das vagas para candidatos oriundos de ensino médio na rede pública, em respeito à lei de cotas.

As provas foram aplicadas 16 cidades do estado do Rio Grande do Sul, mas estenderam-se também para a cidade catarinense de Chapecó e para Cascavel, no estado do Paraná. e recebeu 44.541 inscrições. 

Por Alberto Vicente


Ocorrerá no próximo final de  semana, dias 08 e 09 de novembro (sábado e domingo), as provas do Exame Nacional do Ensino Médio/ ENEM 2014.

Atualmente, o exame está sendo utilizado como uma das partes do processo de seleção de várias instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas. Além disso, a nota final do Enem está sendo utilizada como um dos critérios para a disponibilização de bolsas do Programa Universidade para todos (PROUNI).

Os cursinhos preparatórios em todo o país estão a todo vapor para realizar uma boa preparação de seus alunos candidatos ao exame. Alguns temas atuais têm se destacado bastante e possuem grande probabilidade de serem cobrados no ENEM 2014, são eles:

A falta de água e a crise no sistema hídrico

O paradoxo ocorrido no país com a escassez de água no estado de São Paulo e várias enchentes em outras localidades da região sudeste;

– Os decorridos cinquenta anos do golpe militar de 1964

Esse acontecimento político foi extremamente relevante para o país, que resultou em um governo de regime militar do ano de 1964 até o ano de 1985;

– A disponibilização da vacina contra o vírus "Human Papiloma Vírus", popularmente conhecido como HPV

O Governo Federal passou a disponibilizar gratuitamente vacinas para meninas na faixa de 11 a 13 anos de idade contra o vírus HPV;

– A crise do setor energético

Em janeiro do ano corrente foram registrados os dez maiores picos de consumo de energia elétrica da historia brasileira. Além disso, o tema engloba uma mistura das matérias de física, química e biologia;

– A maioridade penal com 16 anos

No ano de 2014 voltou a ser discutida no congresso nacional a mudança no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), sobre a questão da redução da maioridade penal, que atualmente é atingida aos 18 anos para 16 anos de idade.

Por Maicon Douglas Rodrigues Arthuso


Apesar do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM, ter uma diferença de meses da data de inscrição para o dia da prova, sempre existem aqueles que perdem a hora, que saem de casa atrasados e quando chegam no portão são barrados. Quando isso acontece existe toda uma tristeza, gritos e indignação.

No começo do exame, 1998 e até o ano 2000, os locais da prova eram escolhidos de acordo com a região que o aluno morava. Mas como o número de inscritos mais que dobrou em 2001, chegando a 3 milhões. Os inscritos eram direcionados a várias regiões da cidade, de acordo com o número de vagas e pela ordem alfabética, ou seja, alunos que o nome começasse com a letra A eram direcionados a uma área específica da cidade, e assim sucessivamente.

O problema é que não é raro o estudante ser mandando para uma região que não conhece, ou distante da onde mora. Apesar da divulgação ser feita no máximo 2 meses antes ao aluno por meio do site, e-mail e carta na residência do mesmo, muitos não procuram conhecer o itinerário.

Infelizmente é uma cena comum, todo ano pelo menos  umas duas ou três dezenas de candidatos chegam atrasados e começam a chorar em frente ao portão. Em 2010 ficou famoso o caso da estudante que a TV filmou no exato instante em que o portão fechou, ela chega atrasada 4 segundos,  e fica do lado de fora aos prantos. O horário é rígido e a funcionária que fechou o portão não ligou para a estudante já a caminho.

Outro caso famoso é  pai e filha que ano passado também chegaram com os portões fechados com uma diferença de dois minutos após o horário. A garota Ananda Pereira, de 18 anos, e o pai Irmar Rodrigues, de 54 anos, iriam prestar a prova para entrar em uma faculdade, na ocasião o grande vilão foi o trânsito da cidade de São Paulo.

Muitos culpam o trânsito, o atraso dos ônibus ou do metrô. Mas esse é o comportamento típico do brasileiro, de deixar tudo para a última hora. Fuja desse padrão, se o local da prova é distante e você terá que pegar transporte coletivo, saia com antecedência, já contando o atraso do ônibus e o trânsito.

Imprevistos acontecem, mas se a prova é muito importante para você, programe-se com antecedência, assim evitando chegar atrasado.

Uma boa dica é sempre escutar rádios que falam do trânsito, os sites sobre o assunto no dia e a portal da SPTRANS e da CPTM se você for de São Paulo, e os sites do transporte público para os outros estados (eles mostram todas as rotas comuns e alternativas para chegar adiantado no seu destino e ter um tempo para uma última revisada no material de estudo).

Por Rafael da Silva


Adquirir o hábito de escrever não é tão fácil quanto parece, uma vez que exige do aluno alguns cuidados especiais com a leitura, caligrafia e regras ortográficas. No entanto, é possível alcançar a nota máxima no Enem quando o candidato se atenta a esses fatores. Diante disso, vamos abordar algumas dicas de como escrever melhor, feitas por estudantes de exames anteriores que tiraram notas máximas.

Primeiramente, é importante destacar que dos mais de 5 milhões de textos corrigidos apenas 481 receberam notas máximas. Desta forma, o primeiro fator a ser levado em conta são as normas da língua portuguesa, isto é, ter um bom livro de gramática junto a um bom dicionário durante os estudos. Cabe salientar que não existe fórmula mágica para alcançar uma nota máxima, é necessário que o estudante se adapte à prática de redigir diariamente e estudar o máximo que puder.

Outro fator importante é a prova. O candidato que almeja ser um dos destaques no exame precisa conhecer o exame e verificar os que foram aplicados anteriormente. Isso fará com que você saiba o tipo de prova que está lidando. Em seguida, leia e escreva muito, bem como se mantenha atualizado com o que acontece no mundo, através de jornais, revistas e internet. Isso ajudará na hora de emitir uma opinião ao examinador. A leitura de filosofia também pode ser útil, pois ensinará como os grandes filósofos pensavam.

Diante disso, o estudante precisa tomar bastante cuidado com a linguagem utilizada e evitar gírias, bem como clichês ou ditados populares. Evitar, ainda, expressões como “eu acho” ou “eu acredito”. Conhecer as conjunções da língua portuguesa pode ser um diferencial na hora da prova, pois fará com que o examinando saiba conectar orações e estabelecer relações de sentido.

Por fim, antes de iniciar a prova, coloque no rascunho as principais ideias sobre o tema proposto e redija baseado nelas.

Por Luciana Viturino


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das avaliações que os estudantes fazem e tem a oportunidade de ingressar na faculdade. As provas já estão marcadas e ocorrerão nos dias 8 e 9 de novembro. Todavia, os candidatos que irão participar do exame precisam ficar atentos para não perderem o prazo das inscrições, uma vez que se inicia no dia 12 de maio e encerrará na data provável de 26 de maio, conforme horário oficial de Brasília/DF.

Entretanto, antes de iniciar a inscrição, é importante que o candidato leia todo o edital que estabelece regras e prazos, e detalha os passos que precisam ser seguidos em cada um dos procedimentos, a partir das inscrições até o resultado final. Sendo assim, o estudante precisa efetuar a inscrição através da internet, pela página oficial do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). O site ficará disponível durante todo o prazo de inscrição.

Para conseguir efetuá-la o candidato precisa informar o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), bem como o documento de identidade (RG). Quem ainda não os possui precisa providenciá-los com urgência e, além disso, informar o endereço de e-mail válido; indicar eventual necessidade de atendimento especial durante as provas. Indicar também o possível objetivo de se obter o certificado do ensino médio com a nota do Enem 2014; caso não possua condições financeiras de pagar a taxa de inscrição, deverá preencher a declaração de carência a fim de conseguir isenção da taxa de inscrição. Essa hipótese é reservada para aquelas pessoas de baixa renda.

Por fim, preencher o questionário socioeconômico e escolher o município de preferência de realização da prova. Os concluintes do ensino médio da rede pública ou os bolsistas integrais de escolas particulares estão isentos automaticamente dessa taxa.

A concorrência no exame está cada vez mais acirrada e, como faltam seis meses para a prova, é muito importante que o candidato inicie a preparação o quanto antes. 

Por Luciana Viturino


A Universidade de Coimbra informou recentemente que adotará o sistema de seleção de alunos por meio das notas do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, pela primeira vez em sua história.

De acordo com as informações divulgadas pela instituição de ensino, uma das mais tradicionais de origem portuguesa, os estudantes de nacionalidade brasileira que quiserem fazer toda a graduação na universidade portuguesa poderão usar as notas que foram conseguidas nos exames realizados nos anos de 2011, 2012 e 2013 para a candidatura. As informações foram divulgadas por meio da página oficial da Universidade.

Entretanto, vale ressaltar uma informação importante em relação ao tema. As notas, por exemplo, obtidas no Enem terão pesos diferentes de acordo com o curso escolhido pelo aluno. Vale lembrar que a instituição oferece aos universitários cursos de Direito, Biologia e Economia entre outros. De acordo com o site as mensalidades poderão chegar ao valor de R$ 2.168, algo em torno dos 700 euros.

Joaquim Ramos de Carvalho, o segundo vice-reitor da Universidade de Coimbra, destaca o fato de que o Exame Nacional do Ensino Médio tem um alto grau de qualidade e a medida adotada pela Universidade poderá contribuir para  tornar mais prática a mobilidade de estudantes brasileiros.  Ainda segundo Ramos o Enem já de muito tempo é o principal acesso a boas universidades do Brasil e que por meio das avaliações feitas também serviria para o ingresso de estudantes na Universidade de Coimbra.

De acordo com MEC nenhuma outra universidade estrangeira faz uso das notas do Enem para a seleção de seus futuros alunos.

A Universidade de Coimbra foi fundada em 1290. No ano de 2013 foi considerada pela Unesco como Patrimônio Mundial. Mesmo com tanta tradição a Universidade ficou no posto de número 385 do ranking internacional QS World de 2012. Abaixo inclusive da Universidade de São Paulo.

Na atualidade cerca de 2.059 alunos brasileiros estudam na Universidade de Coimbra. No final do ano passado algumas denúncias em relação à Universidade começaram a surgir por parte de brasileiros que denunciaram entre outras coisas casos de xenofobia e discriminação.

Neste ano o Enem deverá acontecer entre os dias 8 e 9 de novembro.

Por Denisson Soares


O Ministério da Educação (MEC) informou que a partir de 2014 novas universidades irão aderir o ENEM como forma de ingresso. As instituições demonstraram interesse em aderi-lo totalmente (como único processo seletivo), ou parcialmente (o candidato faria exames e vestibulares além do ENEM para ingressar na instituição).

Duas universidades estaduais (Universidade do Estado de Santa Catarina – Udesc e Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UniOeste, a primeira reservando 25% das vagas do primeiro semestre para o Sisu e, a segunda reservando 50%), e mais de dez federais (Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD e Universidade Federal do Amapá – Unifap, com 50% das vagas pelo Sisu, Universidade Federal do Pará – UFPA usará o sistema para 20% das vagas e as demais serão preenchidas apenas pelo ENEM) utilizarão o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para o ingresso do candidato na faculdade.

Em 2012 foras 4,1 milhões de alunos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e, a metade desses alunos se inscreveu no Sisu.  

O estudante também pode concorrer a bolsas de estudos em universidades particulares com base em seus critérios de renda, como o Programa Universidade Para Todos (ProUni).

São vários os programas que utilizam o ENEM, saiba como participar deles:

– ProUni: Deve-se fazer a inscrição, que ocorre duas vezes por ano, sendo que a seleção leva em conta a renda do candidato. Para bolsa integral o estudante deve ter renda de no máximo um salário mínimo e meio, por pessoa da casa. Para a bolsa parcial, deve ter renda de até três salários mínimos. O programa seleciona vagas para universidades particulares;

– Fies: Há o financiamento de 100% da mensalidade com 3,4% de juros, sendo necessário ter feito o ENEM, porém, sem exigência de nota mínima para o financiamento;

– Sisu: O candidato deve fazer a inscrição que ocorre duas vezes por ano. O programa seleciona os candidatos para vagas em universidades públicas;

– Ciência sem Fronteiras: Concorre-se a bolsa para uma faculdade estrangeira. O estudante deve ter obtido 600 pontos ou mais no ENEM;

– Sisutec: São vagas gratuitas para cursos técnicos em instituições privadas e públicas de ensino superior. A inscrição é virtual e com base na nota obtida no ENEM, que precisa ser superior a zero. 

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo


O vestibular está chegando e,com ele, a famosa dúvida sobre que curso escolher. Assim,para os estudantes que farão o Enem 2013 ou qualquer outro processo de seleção, sempre é bom e relevante conhecer um pouco sobre os cursos disponíveis, suas chances no mercado de trabalho e demais informações sobre determinada profissão.

Aqui, nesse espaço, abordaremos um pouco a respeito de uma profissão bastante digna e que, nos últimos tempos, vem crescendo muito no Brasil: a Enfermagem.

Essa gradução dura, em média, quatro anos.  O enferemeiro(a) é o profissional que precisa promover saúde, que pega dados do paciente e que ajuda este em sua recuperação de várias formas possíveis.  

Em relação ao meracdo de trabalho,no entanto, os hospitais particulares ainda são os maiores contratadores da categoria, muito embora estes possam atuar em programas de saúde da família, entre outros pólos.

Assim, de acordo com o Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, o salário inicial pago para essa função é de cerca de: R$ 1.900,00. Há varios tipos de trabalho que o enfermeiro pode fazer como: atendimento do tipo domiciliar, Enferemagem Geral, Enfermagem de Resgate, Enfermagem Psiquiátrica, Assessoria e consultoria, entre outras atribuições.

Por Madson Lima de Oliveira


De acordo com informações divulgadas, a Universidade Federal  da Bahia, UFBA,  adotará a partir de 2014 o Sistema de Seleção Unificado, mais conhecido como Sisu. Dessa forma, os candidatos interessados em ingressar nesta universidade, que é uma das maiores do país, deverão participar do Enem 2013 e se inscrever no Sisu.

Os candidatos que adotarem esta norma,  terão grandes chances de se tornarem alunos da UFBA.

O anúncio foi feito pela assessoria da instituição, na quarta-feira (19/06). A seleção será 100% feita pelo Sisu e as regras e debates sobre esta decisão serão discutidos pela reitora da universidade e do Conselho Acadêmico de Ensino.

A UFBA é mais uma das universidades que estará utilizando as notas do Enem para a seleção de seus candidatos. Este tipo de seleção torna o acesso ao ensino superior mais democrático e possível, uma vez que o Enem é acessível para todos, e o número de candidatos que se inscrevem no exame é maior a cada ano.

As inscrições para o vestibular da UFBA para 2014 ainda não foram divulgadas, mas serão em breve.

Mais informações sobre esta decisão podem ser encontradas no site da universidade.

Por Celia Jane Santos


Estão abertas as inscrições para o ENEM 2013 (Exame Nacional do Ensino Médio), e as mesmas poderão ser feitas através do site www.enem.inep.gov.br. O seu resultado serve para que os candidatos aprovados tenham acesso a várias universidades, através do SiSU e do ProUni.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 35,00, e os candidatos interessados têm até o dia 27 de maio, segunda-feira, para fazer suas inscrições. Lembrando que alunos que estão concluindo o ensino médio em escola pública são ISENTOS da citada taxa.

Para fazer a inscrição o candidato deverá informar alguns dados (escolares, familiares, etc) e escolher o idioma da prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol), além é claro do local da prova. O ENEM é o segundo maior vestibular do mundo, só "perdendo" para o vestibular chinês.

Segundo informações da mídia, as provas serão bastante rigorosas, principalmente no quesito correção das redações, tendo em vista as inúmeras polêmicas dos últimos anos. O mais importante é não perder tempo e começar a se preparar desde já! Em vestibulares, o melhor caminho para o sucesso são os estudos.

As provas acontecerão em outubro, nos dias 26 e 27

Por Vinicius Cunha


Em 30.12.2012 o Ministério da Educação (MEC) publicou Diário Oficial as normas para o ingresso no processo seletivo do ProUni para o primeiro semestre de 2013.   

Dessa maneira, apenas poderão concorrer a uma das vagas aqueles alunos os quais tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2012 e obtido nota maior de zero na redação e a partir de 450 pontos nos testes objetivos.  

É preciso, ainda, que o candidato à bolsa obedeça a determinados pré-requisitos, tais como, possuir ensino médio completo no ensino público, ter concluído ensino médio em escola privada como bolsista integral ou cursado parte do ensino médio em instituição de rede pública e parte no ensino médio na rede privada no como bolsista integral.  

Igualmente, as pessoas portadoras de necessidades especiais (deficientes) ou professores rede pública de ensino, estes os quais objetivem cursar graduação de licenciatura direcionada à formação do magistério em educação básica, possuem direito às bolsas do ProUni.  

Contudo, os alunos que já possuírem outro diploma de ensino superior, bem como já esteja matriculado em instituição de ensino superior não têm direito às vagas do ProUni.    O período de inscrições no programa é de 17.01.2013 até 21.01.2013, sendo a primeira chamada dos selecionados realizada em 24.01.2013.

Para mais informações sobre a seleção e matrícula você pode acessar o site do MEC/ProUni clicando no link: http://siteprouni.mec.gov.br.

Por Laura Kerstenetzky


Estão abertas as inscrições para o processo seletivo que selecionará mais de 3 mil novos estudantes para cursos técnicos no Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). As oportunidades são para os campi de Aracruz, Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, Guarapari, Colatina, Ibatiba, Linhares, Itapina, Nova Venécia, Santa Teresa, Piúma, São Mateus, Venda Nova do Imigrante, Serra, Vila Velha e Vitória.

Confira os cursos disponíveis:

– Química, Mecânica, Mineração, Informática, Eletromecânica, Transporte Ferroviário, Portos, Segurança do Trabalho, Informática, Edificações, Agrícola (hab. Agropecuária), Agrícola (hab. Zootecnia), Administração, Automação Industrial, Mineração, Construção de Edifícios, Agropecuária (hab. Agroindústria), Meio Ambiente, Automação Industrial, Transporte de Cargas, Metalurgia, Geoprocessamento e Eletrotécnica.

Nesta seleção, das 3.060 vagas disponíveis, metade delas está reservada a cotistas (candidatos vindos de escolas da rede pública, negros, pardos e índios). Ainda desse percentual, 765 vagas são para candidatos cuja renda familiar seja inferior a um salário mínimo e meio (R$ 933,00).

As inscrições se estendem até o dia 07 de novembro. A taxa é R$ 51,00. A solicitação de isenção de taxa pode ser realizada até o dia 31 de outubro.

A aplicação das provas está prevista para o dia 02 de dezembro.

Clique aqui e acesse o Edital.

Por Rafaela Fusieger


A UFU (Universidade Federal de Uberlândia) está com uma seleção sendo oferecida para a escolha de novos integrantes que irão fazer parte do corpo discente de um de seus variados cursos de nível superior através do vestibular 2013.

A UFU conta nos dias de hoje com cerca de 60 cursos nas áreas de Saúde, Medicina, Engenharia, Farmácia, Odontologia, Enfermagem, Ciências Humanas, dentre outras.

Para se candidatar a uma destas vagas que estão sendo ofertadas, o meio de seleção consiste no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Assim, os candidatos devem estar inscritos neste exame que terá suas provas aplicadas nos dias 03 e 04 de novembro de 2012 em todo o país.

Após obter os resultados do ENEM, estudantes que desejam entrar na UFU devem se inscrever no SiSu (Sistema de Seleção Unificada) escolhendo esta instituição mineira e aguardar os resultados ainda no mês de janeiro de 2013, de acordo com o aproveitamento obtido no ENEM.

Os selecionados irão iniciar suas atividades didáticas a partir do mês de fevereiro de 2013 nos campus da UFU presentes na região do Triângulo Mineiro.

Por Ana Camila Neves Morais


Recentemente a Universidade Estadual de Minas Gerais divulgou que o seu sistema de seleção já está utilizando as notas do Exame Nacional do Ensino Médio como método único para a seleção de cerca de 25% das vagas que forem disponibilizadas em cursos de graduação. De acordo com as informações divulgadas pela instituição o preenchimento dessas vagas será efetivado mediante o SiSu.

Vale lembrar que o método de vestibular tradicional continuará sendo a principal porta de entrada dos candidatos na instituição. Neste caso, 75% do total de vagas disponibilizadas.

Uma observação muito importante deve ser feita a respeito dessa novidade: dos 31 cursos que são oferecidos pela UEMG, apenas os que requisitam habilidades específicas não estarão vinculados ao Sistema de Seleção Unificada. Entre eles podemos destacar os seguintes: bacharelado em Artes Plásticas, licenciatura em Educação Artística, licenciatura em Educação Musical Escolar, bacharelado e licenciatura em Instrumento e Canto.

A novidade entrará em vigor a partir do ano de 2013. Conseqüentemente, quem se candidatou ao Enem 2012 já poderá fazer uso do SiSu para concorrer às vagas da UEMG já no ano que vem.

Para obter mais informações acesse o seguinte endereço eletrônico: www.uemg.br.

Por D. Soares


A UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre) está com um processo seletivo aberto para os novos estudantes de seus variados cursos de nível superior na área da saúde por meio do vestibular 2013.

Entre as opções disponíveis estão graduações como as de Medicina, Enfermagem, Farmácia, Odontologia e Psicologia.

Esta instituição educacional consiste em uma implantação no sul do país de uma organização com qualidade voltada para a formação de profissionais de saúde com eficiência no trabalho e foco muito centrado na pesquisa científica e melhoria da situação de saúde no país.

Os interessados em ingressar nesta faculdade devem realizar as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) nos dias 03 e 04 de novembro de 2012 em todo o país e se inscrever no SiSu escolhendo esta instituição no mês de janeiro de 2013 para início das aulas em fevereiro do mesmo ano.

Deste modo, para aqueles que desejam fazer um bom curso de nível superior com qualidade é preciso intensificar o ritmo de estudos e avançar rumo à tão sonhada aprovação em uma faculdade interessante como a UFCSPA.

Por Ana Camila Neves Morais


O IFCE (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará) está com um processo seletivo sendo oferecido para a escolha dos novos acadêmicos para cerca de 1.500 vagas em mais de 25 cursos de nível técnico e superior nas mais variadas áreas do conhecimento.

O IFCE consiste em uma instituição de ensino federal com o foco na oferta de educação com qualidade e voltada para a atuação prática de seus alunos.

Os interessados em ingressar no IFCE devem realizar as provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e escolher no sistema do SISU o IFCE como opção para fazer a graduação ou curso de nível técnico.

O ENEM consiste em uma avaliação feita com os estudantes no final do ensino médio e que avalia seus conhecimentos obtidos neste nível de educação em conexão com a sua prática na realidade; e o Sistema de Seleção Unificada qualifica o candidato com base em suas notas obtidas no ENEM a escolher uma das faculdades que desejar.

Os aprovados irão iniciar seus estudos no mês de fevereiro de 2013 nas dependências do Instituto Federal do Ceará presente em vários municípios do Estado.

Por Ana Camila Neves Morais


A Universidade Federal Fluminense (UFF) anunciou que vai abolir o vestibular para o processo de seleção em 2013.

A partir de 2013, a única forma de os estudantes do 3º ano do ensino médio conquistarem uma vaga na universidade será através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Para que os estudantes possam se candidatar para o processo seletivo da UFF, eles devem prestar o ENEM de 2012 e se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SISU) de 2013. Vale lembrar que, de acordo com as normas impostas pelo Ministério da Educação (MEC), o candidato apenas pode se inscrever para o SISU se ele tiver obtido nota acima de zero na prova de redação do ENEM do ano anterior.

As inscrições para o ENEM 2012 já estão abertas através do site: sistemasenem2.inep.gov.br/inscricao. O prazo limite para fazer o procedimento é a sexta-feira (15).

O valor para pagamento é de R$35,00.

Os testes do ENEM acontecerão em todas as unidades da federação nos dias 3 e 4 de novembro.

O resultado final do exame será publicado a partir do dia 28 de dezembro.

Fonte: UFF

Por Matheus Camargo

 


A redação é uma questão sensível em qualquer processo seletivo, e deve ter uma avaliação especial por parte da instituição que realiza essa seleção.

Com o Enem não pode ser diferente, e, por se tratar de um concurso de abrangência nacional, houve vários problemas relacionados a ela, reivindicados pelos estudantes.

No ano passado, quando a correção era fechada, vários estudantes entraram na justiça e conseguiram acesso à redação corrigida, o que causou desconforto e perda de certa confiabilidade por boa parte dos inscritos.

Já esse ano, um pacote de mudanças promete minimizar os conflitos. Para começar, haverá uma terceira verificação da redação corrigida, se o número de pontos entre a primeira e a segunda avaliação diferir em pelo menos 200 pontos. E ainda há uma possibilidade de quarta correção, como instância final.

Essa fase do processo agora valerá 1000 pontos, e os estudantes terão acesso à correção sem qualquer recurso, como regra geral.

Podemos ver que a especialidade da redação se deve não só à importância da escrita nos concursos, mas por uma certa insatisfação sobre a reprovação na mesma. Os estudantes do Brasil não fogem à regra dos concursos gerais, sendo a redação o “calcanhar de Aquiles” da maioria deles. E, educadores e pais sabem o quanto esse quesito está em baixa nas escolas de hoje, e o quanto os próprios estudantes negligenciam isso.

Por isso, o grau de reprovação com motivo principal na redação tende a ser maior no Enem, porque a escrita já é deficiência crônica nos estudantes do ensino médio, e que se estende até os estudantes do ensino superior, infelizmente.

Esperamos, então, que não só o método dos avaliadores melhore no Enem e seja mais justo e claro, mas que a parte cognitiva dos nossos candidatos ao ensino superior possa melhorar e ser incentivada definitivamente por esse exame, que se tornou, nos últimos anos, fundamental para qualquer estudante e aspirante ao sucesso profissional, e à avaliação do ensino num país tão carente de acesso ao conhecimento básico.

Por David Leys


No dia 28 de março, exatamente às 10:00, começaram as inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Os interessados podem se inscrever pelo site do MEC (www.mec.gov.br). No endereço, o candidato terá que cadastrar algumas informações, responder alguns questionários de situação socioeconômica e esperar o site validar a inscrição.

O valor da taxa de participação é de R$ 35,00 e ela poderá ser paga até o dia 20 de junho. Vale lembrar que as inscrições para o exame vão somente até o dia 15 de junho. Todos os candidatos que irão concluir o Ensino Médio este ano estarão isentos da taxa.

O Enem também oferece uma opção do candidato declarar carência da taxa de inscrição. É só seguir os passos do próprio site e a mesma é declarada se foi aceita ou não na hora.

Além disso, esse ano o MEC disponibilizará a cada candidato um relatório contendo os elementos de cada nota de sua redação e ainda fornecerá em julho um guia auxiliar na criação da redação. Este guia não poderá ser usado no dia da prova.

O exame será realizado nos dias 3 e 4 de novembro, na cidade escolhida pelo candidato.

Por Marcus Chaer


Até o dia 2 de maio estarão abertas as inscrições do curso preparatório gratuito para vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) que será ministrado em 25 municípios do Espírito Santo.

O cursinho é oferecido pela Secretaria Estadual de Educação (Sedu) e estão sendo disponibilizadas 1.250 vagas para estudantes da rede pública Estadual que estejam cursando o 3º ano do Ensino Médio ou o 4º ano do Ensino Médio integrado a Educação Profissional, inclusive os participantes da 3ª etapa do programa Educação de Jovens e Adultos.  

Quem tiver interesse, pode se candidatar através do portal da Sedu, informando no formulário de inscrição o horário e pólo (São Mateus, Domingos Martins, Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Serra, Viana, Vitória ou Vila Velha) que pretende assistir às aulas.

Haverá uma prova no dia 8 de maio com questões de Português, Conhecimentos Gerais e Matemática, das 08 às 11h30 para avaliar os candidatos.

O resultado com o nome dos alunos contemplados sairá no dia 17 de maio. As aulas começam em 24 de maio.

Por Andrea Gomes


O ProUni começou a convocar esta semana (21/03) aqueles candidatos que ficaram na lista de espera criada pelo próprio sistema.

Até o próximo dia 25/03/2011 todas as instituições de ensino superior poderão fazer a convocação dos estudantes aprovados no ENEM, desde que ainda possuam cotas de bolsas disponíveis.

Os estudantes contemplados na pré-seleção deverão se dirigir às instituições, para comprovar todas as informações prestadas no ato da inscrição ao programa e para entregarem a lista de documentos requeridos, conforme listagem disponível no site do Prouni.

Vale lembrar que a classificação do estudante será feita com base em sua primeira opção de inscrição, sendo direcionado à segunda opção somente caso não ocorra a respectiva formação da turma.

Por Alberto Vicente


Foi divulgada a lista do Ministério da Educação (MEC) que informa quais foram os candidatos selecionados, em segunda chamada, para o recebimento da bolsa de estudos do PROUNI (Programa Universidade para Todos).

Os inscritos deverão clicar aqui e digitar, nos campos específicos, o número de inscrição do ENEM 2010 e o número do CPF, para confirmar se receberão o auxílio educação no primeiro semestre de 2011.

Em caso de aprovação, os candidatos terão que comparecer na secretaria da instituição de ensino onde foram selecionados, até o dia 17 de março de 2011, com os documentos exigidos: documento de identificação pessoal, comprovante de residência, comprovante de rendimentos e outros listados e especificados no site do MEC.

Os estudantes universitários que não foram selecionados, nas duas fases de inscrição, farão parte de uma lista de espera, que será elaborada por ordem classificação, publicada a partir de 21 de março de 2011 e poderá ser acessada pelas universidades que fazem parte do programa.

Após essa divulgação, será de responsabilidade das instituições de ensino a convocação dos candidatos para a apresentação dos documentos comprobatórios.

Por Gy Camargo


Já pode ser consultada a lista dos candidatos pré-selecionados na 2ª etapa do Programa Universidade Para Todos (ProUni) do primeiro semestre de 2011. Para saber se você está entre os convocados é preciso acessar o site www.siteprouni.mec.gov.br, digitar o número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e também o CPF.

O período para confirmação das informações declaradas durante a inscrição será entre os dias 28 de fevereiro e 4 março, nas instituições de ensino superior escolhidas pelos estudantes. É preciso levar uma série de documentos, dentre os quais identidade, CPF, comprovante de renda da família e comprovante de residência. Veja aqui a lista completa.

De acordo com o Ministério da Educação, poderá haver uma segunda chamada no dia 13 de março, se todas as bolsas restantes não forem preenchidas por algum motivo. E a partir do dia 21 de março sairá a lista de espera. 

Por André Gonçalves


Não conseguiu passar no Vestibular? Quer entrar na faculdade ainda em 2011? Pois saiba que ainda existem algumas faculdades particulares que possuem oportunidades abertas.

Normalmente o método de entrada é através de Vestibular Agendado, usando inclusive a nota do Enem, se for o caso.

Mas corra! Não resta muito tempo, e logo as inscrições devem se encerrar, uma vez que as aulas estão para começar.

Veja algumas opções:

Dicas dadas, agora é com você. Bons estudos, e boa sorte!


Estarão abertas até o dia 24 de fevereiro as inscrições para a 2ª etapa do Programa Universidade para Todos (ProUni), do Ministério da Educação. Nesta fase, poderão participar os alunos que não foram aprovados na primeira etapa e também aqueles que não haviam feito inscrição anteriormente.

Além disso, os interessados precisam ter feito o Enem de 2010 e obtido uma pontuação mínima de 400 pontos, somando a média das cinco notas do exame, e não ter zerado a redação. Outro pré-requisito é ter feito todo o ensino médio em escola pública ou como bolsista integral em colégios particulares. Para disputar a bolsa integral, o estudante deve ter renda familiar de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já para a parcial, o limite é de até três salários mínimos.

Quem quiser se candidatar deve acessar o endereço eletrônico www.siteprouni.mec.gov.br.

A lista dos pré-selecionados sai em 27 de fevereiro.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: