Congresso libera Novos Recursos para o FIES

Congresso libera Novos Recursos para o FIES



  

Projeto de Lei aprovado prevê liberação de R$ 702 milhões para o FIES.

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) irá receber mais crédito. A liberação desse dinheiro se deu por meio de um projeto de lei que prevê o investimento total de R$ 702,5 milhões para o programa de financiamento estudantil. O projeto teve sua aprovação na última terça-feira, dia 18, realizada pelo Congresso Nacional, por meio de uma votação simbólica.

Na realidade, serão liberados para o Ministério da Educação o total de R$ 1,103 bilhão, que serão divididos entre gastos da realização do Enem, algo em torno de 400,9 milhões, ficando o Fies com o restante do valor, o equivalente a 702,5 milhões, que serão utilizados no pagamento de taxas cobradas pelos bancos oficiais, além de quitar dívidas com as universidades do sistema privado, que são adeptas do programa e que já não recebiam os repasses há quatro meses.

O FIES é um importante programa do Governo Federal que faz a diferença na vida de milhares de estudantes, pois financia cursos de nível superior em universidades privadas para os jovens que aderem ao programa. O Programa chega a financiar o valor quase total das mensalidades de um número considerável de estudantes.





Segundo informações obtidas com o Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior), o valor total dos repasses que estão atrasados chega a R$ 5 bilhões, para quitar o equivalente a 2 milhões de contratos firmados com 1.358 instituições de ensino superior.

O Ministério da Educação afirma que o acúmulo de dívidas do Fies ocorreu devido a falta de orçamento financeiro suficiente para cobrir os contratos novos e renovar os antigos.

Coma liberação do crédito pelo Congresso Nacional, as faculdades e universidades privadas do Brasil, que fazem parte do programa do governo, irão receber as solicitações para os adiantamentos e também poderão fazer a renovação de seus fundos, que equivalem ao 2º semestre deste ano.

Apesar de haver muitas divergências em relação a liberação desse crédito, antes mesmo do começo da sessão Renan Calheiros (presidente do Congresso) e Waldir Maranhão (presidente da Câmara) já explicitaram suas opiniões sobre a importância desse programa para estudantes brasileiros, que são considerados uma categoria que possui muita importância para o país. Além disso, o Fies se configura uma importante e fundamental forma de ingresso em cursos superiores que muitos desses estudantes não possuem condições de pagar.

Sirlene Montes



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *