Desenvolvimento de Software é a profissão do futuro



  

O profissional que desenvolve software tem a função de escrever códigos para a construção de aplicações e plataformas virtuais, é basicamente um arquiteto da informação digital quando segue as definições estruturais.

As pessoas que desejam se tornar um profissional de Desenvolvimento de Software qualificado com vagas no mercado de trabalho, precisam ter atenção especial para o conhecimento das lógicas de programação que são ensinadas na própria graduação e ter uma especialização em alguma tecnologia através de cursos ou especializações.

O ambiente de trabalho para o profissional da área é bastante animador e contagiante, pois estão sobrando vagas em São Paulo, no Nordeste e no Sul. Praticamente todos os profissionais da área em São Paulo estão ocupando uma vaga de emprego, ou seja, estão todos alocados.

A profissão pode ser  comparada como a de um gerente, pois atua tanto no lado cognitivo quanto na área de gestão e é um ponto de apoio para todas as empresas que hoje necessitam fundamentalmente de pessoas qualificadas para coordenarem e atuarem nas áreas tecnológicas.





Como em todas as profissões relacionadas à tecnologia, o desenvolvimento de software terá um futuro garantido, mas é preciso se atentar para as áreas que serão mais valorizadas no mercado, como a área de dispositivos móveis onde está prevista uma grande escassez de profissionais e o mercado é amplo.

Para atuar na área de dispositivos móveis é bastante importante que o desenvolvedor de software tenha noções de design. Os aplicativos para celulares hoje são visualmente chamativos e o lado visual se integra ao lado do desenvolvimento técnico do aplicativo. O mercado exigirá mais de seus profissionais, mas aquele que conseguir se adaptar terá maiores chances nele.

O Desenvolvimento de Software traz um leque abrangente de áreas para se atuar e um passaporte garantido para o mercado de trabalho do futuro. É preciso tão somente aproveitar as oportunidades e estar em constante aprendizado e aperfeiçoamento. 

Por Paulo Victor Bragança



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *