Unicamp e Fuvest: lista de livros não será mais integrada



  

A Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, informou na última quarta-feira, dia 30, que já se disponibilizou a lista de livros referentes aos vestibulares de 2016. O diferencial agora é que a instituição de ensino estabelecerá seu próprio programa de leituras. Com isso a parceria que já durava oito vestibulares com a Fundação Universitária para o Vestibular, Fuvest, foi encerrada.

Entretanto, vale lembrar que renovação dos títulos que constituem a lista será parcial e deverá ser modificada anualmente. Outro ponto importante é que para o vestibular de 2015 que acontecerá ainda este ano, a lista feita de forma unificada com a Fuvest permanecerá mantida. As obras são as mesmas utilizadas na seleção de 2013 e 2014.

De acordo com as informações divulgadas, a lista própria da instituição será constituída de títulos dos mais variados gêneros e peças teatrais. Porém, também haverá textos menores como é o caso de peças de oratória, crítica, crônicas ou contos.

A lista com os livros exigidos para os vestibulares da Unicamp a partir do ano de 2016 estão descritas abaixo conforme a classe literária a qual pertencem. No caso desta lista, seis obras da atual foi mantida e ela também conta com 12 indicações e não nove como costumava ocorrer nos anos anteriores.

Romance: Mia Couto, Terra Sonâmbula; Jorge Amado, Capitães da Areia/ Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas; José de Alencar, Til; Aluísio Azevedo, O cortiço; Almeida Garret, Viagens na Minha Terra.





Teatro: Osman Lins, Lisbela e o prisioneiro.

Poesia: Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do Mundo. Luís de Camões, Sonetos.

Contos: Monteiro Lobato, "Negrinha", do livro Negrinha; Guimarães Rosa, "A hora e a vez de Augusto Matraga", do livro Sagarana Clarice Lispector, "Amor", do livro Laços de Família.

Um detalhe importante é que os interessados no vestibular poderão ter acesso aos sonetos selecionados de Camões por meio do formato PDF disponível no site da página da Comvest.

Por Denisson Soares



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *