O que você acha de estudar com música?



  

Você já parou pra pensar em estudar ouvindo músicas? Isso é o que vai dizer um grupo de neurocientistas que fez um estudo sobre o assunto. Muitos estudantes não conseguem estudar diante de tamanho silêncio e acabam dormindo ou então, não conseguem se acostumar com o barulho alheio e optam por ouvir determinados tipos de músicas.

De acordo com eles, o que ocorre é que a depender do tipo de música que o aluno esteja ouvindo, determinadas áreas do nosso cérebro são ativadas.  Estas áreas são as que cuidam da nossa criatividade e faz com que nossa concentração, autoconfiança e coordenação melhorem. Todavia, é importante lembrar que as músicas que os neurocientistas indicam são as clássicas, as que contêm apenas sons ou então aquelas na qual o cantor cante em outro idioma que você não entenda, porque o fato de ouvir, por exemplo, uma música em língua portuguesa em que você tem pleno domínio, pode te deixar mais disperso e com vontade de cantar.





Entretanto, existem alunos que já se acostumaram desde pequenos a estudar em pleno silêncio e quando ficam diante de algum tipo de barulho, perdem a concentração. Esse é um fator prejudicial, pois nos dias de hoje é muito difícil encontrarmos um ambiente na qual seja 100% silencioso. E nos dias de prova, pode ser que o ambiente não esteja totalmente calmo, devido à ruídos ou outros fatores externos. Diante disso, a melhor coisa a se fazer é habituar-se a estudar com alguns tipos de barulho.

O tipo de música varia de pessoa para pessoa, cada uma tem um tipo biológico de um jeito. Ainda que sejam gêmeos não significa que terão o mesmo gene. Por isso, se você é do tipo que gosta de ouvir músicas durante os estudos, aproveite essa dica e deixe que elas agucem a sua criatividade. Com o tempo, já será perceptível a mudança ocorrida.



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *