PUC Goiás – Cancelamento da Prova do Vestibular de Medicina 2012/2



  

Depois das suspeitas de fraude ocorridas no Vestibular de Medicina, a Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás) optou pelo cancelamento da prova do processo de seleção 2012/2. A decisão saiu logo no dia seguinte ao da realização do teste.

Ainda na segunda-feira (dia 4 de junho), dia de aplicação da prova, duas pessoas foram detidas por terem apresentado documentos falsos e terem realizado o teste no lugar dos reais candidatos para poder beneficiá-los. O caso foi descoberto no momento em que os candidatos falsos tiveram que fazer a verificação da digital.

De acordo com as informações divulgadas pelo delegado que investiga o caso, Murilo Polati, uma das pessoas presas é uma mulher que já possui passagens pela polícia por falsificação de documentos, além de também ter sido condenada por estelionato, formação de quadrilha e falsificação de sinal identificador de veículos. O delegado ainda informou que a mulher receberia R$ 8 mil para fazer a prova no lugar do real candidato. O rapaz detido preferiu não falar sobre o valor que receberia.

Assim que o caso foi descoberto, a Polícia Civil recomendou que o vestibular fosse cancelado, porque outras pessoas podem estar envolvidas na fraude. Aliás, os dois presos fariam parte de uma quadrilha cujo objetivo era fraudar concursos e vestibulares por todo o país.





Neste certame, 3.800 candidatos concorriam a 40 vagas. Ainda não foi anunciado pela PUC Goiás o que será feito com os candidatos prejudicados, se a data da prova será remarcada ou se eles receberão de volta o pagamento da taxa de inscrição.

Fonte: PUC Goiás

Por Matheus Camargo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *