Fies – Novas regras do Fundo de Financiamento Estudantil

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas6 estrelas7 estrelas8 estrelas9 estrelas10 estrelas (1 votos, média: 1,00 de 10)

     





O Ministério da Educação (MEC) modificou as regras para o financiamento estudantil. De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira (12/04), somente estudantes com renda familiar de até 20 salários mínimos, o que significa R$ 12.440,00, terão direito a pedir o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

A regra publicada na quinta-feira também impõe que a mensalidade só pode ser 100% financiada se o estudante tiver renda familiar máxima de 10 salários mínimos ou R$ 6.620,00. Para pedir financiamento de até 75%, a renda familiar não pode ser superior a 15 salários mínimos ou R$ 9.330,00. Quem recebe acima disso pode financiar até 50% da mensalidade.

Até a publicação da portaria, acadêmicos com qualquer renda familiar poderiam pedir o benefício. No entanto, a escolha dos aprovados para o Fies sempre foi feita de acordo com o impacto que a mensalidade tem no orçamento da família.

O Fies é uma das medidas adotadas pelo Governo Federal para incentivar os jovens a cursar uma faculdade. Para isso, os universitários precisam estudar numa instituição cadastrada no programa e pedir o cadastro. Se forem aprovados, podem se isentar do pagamento da mensalidade e pagar somente depois, com juros de 3,4% ao ano. Além disso, assim que terminar a faculdade, o estudante tem um ano e meio de carência para começar a pagar a dívida do Fies.

Por Matheus Camargo

Fonte: Diário Oficial da União


Participe! Deixe um comentário sobre esta matéria.

Quer realizar um comentário?





RSS RSS (comentáos)