MEC notificou 30 universidades pela acusação de manipulação do ENADE



  

O Ministério da Educação (MEC) notificou 30 universidades brasileiras pela acusação de terem manipulado o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), realizado com acadêmicos do ensino superior de instituições de ensino públicas e privadas.

O motivo da medida tomada pelo MEC foram discrepâncias que apareceram relacionando o número de estudantes matriculados e do total de inscritos no Exame.

No entanto, o Ministério não informou quais universidades foram abrangidas pela notificação. De qualquer forma, todas elas teriam selecionado os estudantes com as melhores notas (portanto, aqueles que teriam mais condições de obter notas altas do ENADE) para fazer a prova. O objetivo do MEC é que a seleção seja feita de forma randômica, sem o benefício de algum estudante ou universidade.





Agora, as instituições de ensino superior deverão se manifestar num prazo de 10 dias. Se os representantes do MEC entenderem que as justificativas são insuficientes, uma auditoria poderá ser feita como maneira de entender melhor a situação.

A medida foi tomada depois de uma denúncia realizada no começo de março contra a Universidade Paulista (Unip). A universidade já enviou os documentos de defesa ao MEC.

Por Matheus Camargo



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *