A Importância da Língua Portuguesa para o Vestibular 2011




Muitos vestibulandos ainda pensam que hoje estudar Língua Portuguesa para uma prova de vestibular significa decorar todos os modos e conjugações verbais ou todos os conceitos de morfologia e sintaxe como o que é verbo, o que é substantivo, o que é objeto direto, etc.

Mas isso não é preciso, pois, a partir da década de setenta com o desenvolvimento da Linguística Textual no Brasil o estudo e ensino da língua materna mudaram muito e isso, claro, refletiu nos vestibulares. Hoje o que os exames pretendem é saber  se o candidato consegue avaliar a forma de lidar com as diferentes estruturas linguisticas em contextos específicos de uso da língua e nas suas diversas modalidades.


Não se procura mais avaliar uma análise descontextualizada de frases e palavras e sim, saber lhe dar com um conhecimento oral e escrito. É importante que o aluno saiba, por exemplo, as diferenças entre a escrita e a oralidade, quais são os traços de uma e de outra que as diferenciam.

Resumidamente é entender como a língua funciona e saber empregar as normas gramaticais de modo correto levando em conta o modo e contexto linguísticos. Não adianta, por exemplo, saber o que é um objeto direto sem reconhecê-lo junto com sua função em um texto.

Por Karin Földes




Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *